Por onde começar o seu planejamento financeiro: passo a passo

Para falar de dinheiro e planejamento financeiro, vamos começar fazendo uma rápida analogia com viagens. Suponha que está planejando ir no final de semana para uma cidade próxima, que você nunca visitou antes.

Você abre um aplicativo de mapas no celular e precisa oferecer duas informações básicas: onde está e aonde quer chegar

Então, surgem algumas opções na tela, e você escolhe o que é melhor: carro, bike, a pé, ônibus ou outros meios que podem ser viáveis em alguns lugares e em outros não.

O planejamento financeiro é bastante semelhante ao planejamento da nossa viagem hipotética: precisamos saber onde estamos, aonde queremos chegar e decidir qual o melhor método para nosso caso.

Seu planejamento financeiro começa pelo balanço patrimonial

O balanço patrimonial nos informa onde estamos. Apesar do nome, trata-se de algo simples. É aqui que o planejamento financeiro começa.

Você pode pegar uma folha de papel e fazer um risco vertical no meio dela. 

  • Do lado esquerdo, você anota todos os seus bens que têm valor comercial, ou seja, que podem ser vendidos caso você queira
  • Do lado direito, você anota todas as suas dívidas. 

Subtraindo o total das suas dívidas do total dos seus bens, você vai descobrir o tamanho do seu patrimônio líquido ou aquilo que sobraria para você após pagar todas as dívidas.

O balanço é uma fotografia e, como toda fotografia, representa um momento estático. 

Você precisa definir o que gostaria de mudar nessa imagem no futuro. 

Comprar uma casa, fazer uma festa, pagar suas dívidas, trocar de carro, começar a poupar para a aposentadoria, ter uma reserva para imprevistos? Outro plano? Qual?

Pronto, você já sabe onde está e aonde quer chegar. 

abra sua conta warren

O fluxo de caixa mostra o caminho que o dinheiro faz na sua mão

O próximo passo do planejamento financeiro é entender o caminho que o dinheiro faz mensalmente na sua mão, e aqui apresentamos o fluxo de caixa

Ele é como um filme que registra desde o momento em que o dinheiro cai em sua mão até o momento em que ele segue para outro destino.

Algumas pessoas não têm a menor ideia do caminho que o dinheiro faz todos os meses nas suas mãos — ele entra e sai como se tivesse vida própria. 

Como ninguém controla o que não conhece, essas pessoas não controlam o seu dinheiro, ao contrário, são controladas por ele.

A matéria-prima para fazer o filme do caminho do dinheiro na nossa mão é anotar todas as receitas e despesas e colocar tudo em uma planilha. 

É um trabalho chato mesmo. 

Quantas coisas chatas fazemos em nossa vida? Provavelmente, você já escovou seus dentes hoje. Será que é divertido escovar os dentes ou você fez porque sabe a importância desse hábito para sua saúde?

Hoje existem diversos aplicativos financeiros que nos ajudam na tarefa de controlar o dinheiro, porém todos ainda dependem de uma ajudinha nossa, fazendo o registro dos dados, o que não é nenhuma diversão. 

E por que precisamos mesmo fazer esse trabalho chato? 

Aqui entra o segredo deste artigo: controlar o orçamento não é para gastar menos, não é para ficar milionário, mas é para gastar melhor. 

É para você assumir o controle sobre seu dinheiro e deixar de ser controlado por ele. É para você fazer escolhas que melhorem seu presente sem prejudicar seu futuro. 

Depois de saber onde está e aonde quer chegar, é hora de fazer escolhas

Agora que você sabe onde está, aonde quer chegar e os recursos que têm à disposição, chegou a hora de fazer escolhas

Olhe para todos os sonhos que você e sua família têm. Escolha alguns sonhos que vão se tornar objetivos e determine quais gastos você pode cortar para contribuir com esse objetivo. 

É deixar de sonhar e lutar para realizar os sonhos.

Entenda que não é apenas cortar, é escolher tirar de um local e colocar em outro que vai gerar maior satisfação para você e sua família. 

Veja quais gastos não estão melhorando sua vida na mesma proporção do esforço que você faz para ganhar o dinheiro equivalente e elimine-os.

Uma boa dica é começar pelas dívidas, se você as tiver. 

Existem algumas dívidas que podem fazer muito sentido na nossa vida, como um financiamento para comprar a casa própria, para estudar ou para abrir um negócio. 

Porém, há dívidas que não fazem nenhum sentido, como aquelas feitas na tentativa de gastar mais do que se ganha ou feitas apenas por descontrole financeiro.

O crédito é limitado e rapidamente acaba. Então, você passa a ter uma nova despesa na sua vida, que é pagar o aluguel do dinheiro para outra pessoa: os juros

Vale a pena fazer um grande esforço, cortar muitas despesas até quitar seus débitos e, assim, parar de pagar aluguel do dinheiro dos outros. 

E aqui começa a parte divertida, que são os investimentos

Finalmente, chegou a hora de investir

A primeira coisa a fazer é criar uma reserva para que os inevitáveis imprevistos da vida não joguem você novamente para as dívidas, é o que chamamos de reserva de imprevistos, our reserva de emergência

Depois, é hora de você começar a guardar para realizar seus sonhos. Na Warren, nos dedicamos muito para essa tarefa. 

Você pode criar estratégias diferentes para cada um dos seus sonhos, você pode até colocar a fotografia do seu sonho lá na plataforma – a viagem, a casa própria, a aposentadoria tranquila. Planejamos cada detalhe pensando na sua experiência.

Vamos entrar nessa brincadeira? Vamos assumir o controle do nosso dinheiro e fazê-lo trabalhar para o nosso futuro?

Conte com a Warren para realizar seus sonhos.

Gostou deste artigo do Jurandir? Não perca os outros que ele já publicou aqui no blog da Warren:

abra sua conta warren conta