Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda: passo a passo com imagens

Aprender como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda é essencial para quem decide prestar contas à Receita Federal por conta própria.

Ninguém pode negar de que se trata de uma tarefa monótona e entediante, até.

Mas é impossível escapar. Se você investe em fundos de investimento, precisa fazer a declaração anual do Imposto de Renda com todos os detalhes.

A boa notícia é que essa tarefa é relativamente simples: com todas as informações necessárias em mãos, você não terá dificuldade em declarar seus fundos de investimento no IR.

Para auxiliar nesta missão, montamos este guia com um passo a passo simplificado, com todos os procedimentos necessários para você preencher a sua declaração.

Além disso, separamos uma série de print-screens que vão guiá-lo nessa tarefa.

Preparado? Hoje passaremos pelos seguintes tópicos: 

  • Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda
  • Como declarar fundos imobiliários no Imposto de Renda
  • Quem precisa declarar o Imposto de Renda
  • Dúvidas frequentes sobre fundos de investimento no Imposto de Renda

Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Para entender como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda, é preciso entender que eles têm algumas especificidades.

Diferente de outras aplicações financeiras, há vários tipos de fundos de investimento, com regras diferentes, que precisam ser levadas em consideração no momento da declaração.

Há, por exemplo, fundos de renda variável, fundos de renda fixa e fundos multimercado, entre outros.

A seguir, vamos mostrar todos eles e as etapas diretamente no programa. 

Antes de avançar, porém, é preciso entender que os fundos de investimento estão sujeitos à chamada Tributação Exclusiva ou Definitiva

Isso significa que eles precisam ser declarados em dois momentos na sua declaração do Imposto de Renda realizada por meio do programa da Receita:

  • O saldo relativo a cada fundo de investimento deve ser inserido na aba “Bens e Direitos” do programa
  • Já os rendimentos das aplicações devem aparecer na aba “Rendimentos de Aplicações Sujeitas à Tributação Exclusiva/Definitiva

Portanto, cada fundo de investimento no qual você investe aparecerá duas vezes na sua declaração. Primeiro, para declarar que você os possui. Depois, para declarar os rendimentos relativos a eles. 

Vamos entender melhor?

1. Tenha em mãos os documentos exigidos

Para declarar os fundos de investimento no IR, você precisa reunir todos os documentos necessários.

Além dos seus dados pessoais, tenha em mãos o Informe de Rendimentos fornecido pela instituição financeira, que pode ser um banco ou uma corretora de valores.

Na Warren, você consegue acessar o seu Informe de Rendimentos pela plataforma web, ao clicar em “Menu” e “Meus Investimentos”.

LEIA TAMBÉM | Como declarar seus investimentos na Warren no Imposto de Renda 2021 

2. Faça o download do programa da Receita Federal

Tendo em mãos todos os Informes de Rendimentos das corretoras nas quais você possui fundos de investimentos, é hora de fazer o download do programa da Receita Federal para declaração do IRPF 2021.

Acesse a página de downloads da Receita Federal. Verifique a opção “IRPF 2021 (rendimentos recebidos em 2020)”.

Depois, defina o sistema operacional utilizado e faça a instalação conforme as instruções repassadas na tela.

Se você preferir instalar o app, saiba que ele está disponível para Android e iOS.

Instale o aplicativo e aguarde o processo terminar. 

3. Escolha a ficha correta

Assim que acessar o programa do Imposto de Renda, você deverá preencher seus dados pessoais.

Para emitir uma nova declração, clique em “Nova” no menu localizado no canto superior esquerdo da tela.

Em seguida, opte por “Declaração de Ajuste Anual”, que está no campo “Tipo”.

O programa permitirá que você comece tudo do zero ou importe os dados da declaração anterior, de 2020.

Escolha a opção que desejar.

Se começar uma nova, coloque seu nome e CPF nos campos indicados.

Leia as informações sobre tributação e clique em “Ok”.

Na tela inicial do programa, opte pela ficha “Identificação do contribuinte” para inserir seus dados pessoais.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Escolha a alternativa “Declaração de Ajuste Anual Original” e coloque o número do recibo do arquivo referente ao ano anterior. 

Então, preencha todos os dados solicitados.

Como explicamos no início do artigo, os fundos de investimento devem aparecer em dois momentos da declaração: no momento de declarar o saldo em “Bens e Direitos”, e no momento de declarar os rendimentos em “Rendimentos de Aplicações Sujeitas à Tributação Exclusiva/Definitiva”.

Embora não haja uma regra para seguir neste momento, vamos iniciar a explicação pela declaração do saldo.

4. Declare o saldo correspondente a cada fundo de investimento

O saldo aplicado nos fundos de investimento deve ser declarado na ficha “Bens e Direitos”, desde que o valor seja maior do que R$ 140.

Escolha a ficha na tela inicial.

como declarar fundos de investimento no IR, ilustração

Na próxima tela, clique em “Novo”.

Na hora de escolher o código, você deve analisar o regime de tributação do fundo. Cada um deles tem um número específico.

O de curto prazo é o “71 – Fundo de curto prazo”.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Para os fundos de longo prazo, opte pelo código “72 – Fundo de longo prazo e fundo de investimentos em direitos creditórios (FIDC)”.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Os fundos de ações e ETFs exigem a seleção do código “74 – Fundo de ações, fundos mútuos de privatização, fundos de investimento em empresas emergentes, fundos de investimento em participação e fundos de investimentos de índice de mercado”.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Os fundos imobiliários serão tratados no fim do artigo, porque possuem regras próprias.

Em todos os casos, o programa está automaticamente configurado para estar selecionado “Titular” e a localização é “105 – Brasil”.

Reforçando, portanto:

  • 71 – Fundos de curto prazo
  • 72 – Fundo de longo prazo e fundo de investimentos em direitos creditórios (FIDC)
  • 74 – Fundo de ações e ETFs

Depois do código, você precisa colocar o CNPJ do fundo de investimento e discriminar a operação, de acordo com as informações que constam no Informe de Rendimentos. 

Para isso, no campo “Discriminação”, digite o nome do fundo e da empresa que o distribui.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Por fim, insira a “Situação em 31/12/2019” e “Situação em 31/12/2020”, conforme o Informe de Rendimentos.

Código dos fundo da Warren

Para facilitar a sua vida, listamos os códigos que você precisa utilizar para declarar cada um dos fundos da Warren. Confira:

FundoCNPJCódigo no IR
WARREN RF1 FI RF SIMPLES24.986.670/0001-9772
WARREN USA FIM29.577.706/0001-0072
WARREN FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CP30.271.177/0001-9372
WARREN OMAHA FIC FIM32.704.998/0001-0072
V8 CASH FI RF CRED PRIV30.509.221/0001-5072
WARREN BRASIL FIA29.577.652/0001-7574
WARREN GREEN FIA35.030.809/0001-4074
WARREN EQUALS FIA – BDR NIVEL I36.401.557/0001-8174
WARREN TECH FIA BDR NIVEL I37.282.649/0001-5274
WARREN GAMES FIA BDR NIVEL I37.557.976/0001-7074

5. Insira os rendimentos dos fundos de investimento

Finalizada essa etapa, clique na ficha “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva”.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Na tela que abrirá, clique no botão “Novo”.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

O próximo passo é colocar o código da operação

No caso dos fundos, todos eles exigem a seleção do item “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”. Isso vale até mesmo quando não houve saque.

A única exceção são os FIIs, que vamos abordar em seguida. Por enquanto, foque os outros ativos.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Como você pode ver, na tela aparecem alguns campos a serem preenchidos:

  • Tipo de beneficiário: não precisa ser modificado, exceto se você não for o titular
  • Beneficiário: automaticamente aparece o seu nome. Só será preenchido se você escolher “dependente” no campo anterior
  • CNPJ da fonte pagadora: é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica de quem executa o pagamento, ou seja, o fundo de investimento
  • Nome da fonte pagadora: é o nome do fundo
  • Valor: é a quantia obtida em 2020, ao qual a declaração se refere

Observe que você deve inserir todos os rendimentos destacados no Informe de Rendimentos.

Além disso, eles são líquidos de impostos e efetivamente auferidos, tanto por resgate quanto por come-cotas.

Faça a inclusão de todos os itens, conforme o Informe de Rendimentos. A cada um deles, pressione o botão “Ok”

Aos poucos, eles aparecerão listados, conforme a imagem abaixo.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

6. Revise todos os dados

Para saber como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda, você deve conferir as etapas apresentadas e revisá-las ao final.

Como há vários detalhes, há grandes chances de algo passar despercebido. 

Por isso, atente a algumas questões relevantes:

  • Todos os rendimentos são inscritos na ficha “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva”, sob o código “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”.
  • Os investimentos de curto prazo devem ser incluídos sob o código 71 na ficha “Bens e direitos”
  • Os investimentos de longo prazo devem ser apresentados na ficha “Bens e direitos” sob o código 72
  • Os fundos de ações devem estar na ficha “Bens e direitos”, no código 74

Está gostando deste conteúdo? Assine a Warren Pills e fique por dentro dos destaques do mercado financeiro com uma newsletter leve e inovadora.

abra sua conta warren

Como declarar fundos imobiliários no Imposto de Renda

como declarar fundos imobiliários no imposto de renda, ilustração

Os fundos imobiliários são um pouco diferentes dos outros tipos de fundos de investimento. 

Comece detalhando o que já foi pago de imposto

O investimento em FII requer o pagamento de 20% de IR sobre o ganho de capital quando há venda de cotas.

Por isso, é fundamental declarar da forma correta. Caso contrário, a malha fina está preparada para receber o seu nome.

Quer evitar? O primeiro passo é saber que os FIIs são classificados como sendo da categoria renda variável.

Portanto, é preciso fazer o cálculo e o recolhimento próprios quando você vende um FII com lucro. Ou seja, você tem essa responsabilidade.

Para executá-la, é necessário gerar um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF).

Você pode fazer isso baixando o Sistema de Cálculo de Acréscimos Legais (SiCalc) para o seu computador.

O download está disponível no site da Receita Federal.

Uma forma até mais fácil é pelo Sicalcweb. O sistema é online e sua opção está logo abaixo do download do SiCalc. Veja:

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Caso opte pela instalação, siga as instruções da tela. No modo online, escolha se é pessoa física ou jurídica. Selecione a primeira.

como declarar fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Na próxima tela, você terá acesso às opções para gerar, consultar e imprimir o DARF. Veja qual é a mais apropriada para elaborar a guia de pagamento.

fundos irpf 2021, ilustração

Clique sobre uma das alternativas. Em seguida, insira seu CPF e sua data de nascimento. Então, assinale “Não sou um robô” e clique em “Continuar”.

No preenchimento rápido, você terá apenas que inserir as observações a serem impressas no DARF e o código ou o nome da receita.

Em “Código da receita”, insira o número 6015 para pessoa física. Coloque os dados da operação e o valor percentual do lucro.

fundos ir 2021, ilustração

Depois de inserir todos os dados, o DARF será gerado e você poderá pagá-lo. O recolhimento é mensal.

Reúna todos os DARFs relativos a FIIs pagos em 2020 para usá-las como base para as declarações de fundos de investimento do IRPF 2021.

Vale lembrar que todas as operações têm incidência IR de 20% sobre o lucro, quaisquer que sejam. 

Isso significa que a alíquota vale tanto para as movimentações normais quanto as de day trade.

Por isso, é preciso detalhar mensalmente todos os resultados obtidos com a venda das cotas.

Para isso, acesse o programa da Receita Federal e vá ao menu “Renda variável”.

fundos de investimento no imposto de renda, ilustração

Então, selecione “Operações fundos invest. Imob.”.

darf fii, ilustração

Na tela que aparecerá, você verá várias colunas e linhas. Verifique o resultado mensal e inclua o valor líquido, ou seja, já com o desconto de emolumentos e taxas.

Insira também quanto foi recolhido de imposto.

Para colocar essas informações, basta clicar sobre a linha desejada e incluir o número. Siga dessa forma até o final.

guia darf fii, ilustração

Se houver alguma divergência na coluna “Imposto pago”, é provável que tenha algum tributo atrasado para recolhimento.

Declare seus fundos em “Bens e Direitos”

Depois de preencher as informações relativas ao imposto que foi pago ao longo do ano, é hora declarar seus fundos imobiliários à Receita Federal.

Ao contrário dos outros fundos de investimento, que são discriminados no Informe de Rendimentos pela corretora, os FIIs são ativos de renda variável, cuja responsabilidade de informação é dos bancos custodiantes.

Você deve ter recebido uma carta na sua residência com todas as informações relativas a cada FII.

Perceba que cada fundo deve ser preenchido de forma individualizada na declaração.

Para isso, comece pela aba de “Bens e Direitos”, inserindo o código 73, que se refere a “Fundos de Investimento Imobiliário”.

O campo localização recebe o código 105, referente ao Brasil.

Em CNPJ, insira o CNPJ do fundo imobiliário em questão, que pode ser consultado no documento enviado pelo banco, no site do FII ou no site da B3.

No campo “Discriminação”, digite o nome do fundo, o seu código de negociação na Bolsa, o CNPJ, o nome da Administradora e o CNPJ da Administradora, além da quantidade total de cotas no dia 31/12/2020 e o custo do investimetno.

Nesse momento, é preciso cuidado para não confundir o valor atual das cotas pelo valor que você pagou pelas cotas. A informação que deve ser repassada é o valor que você pagou, e não quanto elas estão custando atualmente.

Se você não possuir uma planilha para controle dessas informações, pode consultar o extrato do CEI — Canal Eletrônico do Investidor, que informa o preço médio de aquisição das cotas, sem considerar os custos com taxas de corretagem e outras taxas das corretoras. 

Declare os proventos dos FIIs

Um dos objetivos de quem investe em FIIs é obter uma renda passiva com os seus proventos.

Como eles pagam aos cotistas pelo menos 95% do valor arrecadado com alugueis todos os meses, esse é um valor que você também precisa declarar.

Aqui, porém, há uma vantagem tributária: os proventos de FIIs são rendimentos isentos de tributação.

Para declarar, clique em “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” e selecione a opção “Outros”.

Preencha os dados do FII em questão, como nome e CNPJ, e, no campo “Descrição”, digite “Rendimentos recebidos do FII (Nome do FII)”.

LEIA MAIS | Tipos de fundos imobiliários: conheça todas as opções de FIIs 

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Todos os contribuintes que fizeram algum investimento em fundos precisam declarar o IR 2021.

Além disso, quem obteve remuneração acima de R$ 28.559,70 precisa acertar as contas com o Leão.

O prazo para entrega do IR 2021 é o dia 30 de abril.

Agora que você já sabe como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda, pode ficar tranquilo para preencher todos os dados no IRPF 2021.

Se você tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contato com a nossa equipe no chat. 

Se tem interesse em saber mais, descubra por que a Warren é a melhor opção para os seus investimentos.

Banner reserva 2