Como Investir no Tesouro Direto: o Passo a Passo Atualizado de 2019

Como investir no Tesouro Direto? Essa é uma pergunta frequente entre pessoas que começam a se interessar por investimentos.

Isso porque, cada vez mais, os rendimentos da poupança vêm se tornando cada vez menos atrativos. Dessa forma, o investidor conservador passou a buscar diferentes opções para proteger seu patrimônio. 

A boa notícia é: aprender como investir no Tesouro Direto é simples e bastante acessível. Mas, claro, é normal que surjam algumas dúvidas durante o processo de aprendizagem. 

Por esse motivo, preparamos esse artigo com tudo o que você precisa para aprender como investir no Tesouro Direto. Desde os conceitos mais básicos, até um passo a passo atualizado.

Neste artigo, vamos falar sobre: 

  • O que é Tesouro Direto?
  • Títulos do Tesouro Direto
  • Vantagens e Desvantagens do Tesouro Direto
  • Simulação de Investimentos no Tesouro Direto
  • Passo a Passo de Como Investir no Tesouro Direto com a Warren
  • Conclusão

Boa leitura!

O que é Tesouro Direto?

Entenda o que é e como funciona o Tesouro Direto. 

O Tesouro Direto trata-se de um título público da categoria de renda fixa. Isso significa que ele é emitido pelo Governo e possui um rendimento previsível. Por isso, é considerado um dos ativos mais seguros para investir. 

Esses títulos são emitidos pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e podem ser definidos como um empréstimo para o governo. Assim, investir em Tesouro Direto é o equivalente a colocar dinheiro no desenvolvimento e infraestrutura do país. 

Após passar a data de vencimento estabelecida, o governo “devolverá” o dinheiro que  você investiu, com juros. 

Esse é um ativo de baixíssimo risco, recomendado para investidores conservadores e com objetivos de longo prazo. 

No entanto, algumas pessoas utilizam o Tesouro Direto também para criar suas reservas de emergência. Isso acontece porque, além do rendimento desse investimento ser superior ao da poupança, sua liquidez também é diária. 

Ou seja, é possível vender seus títulos antecipadamente, sem perder os rendimentos do período da aplicação.

Rendimentos

O rendimento do Tesouro Direto depende do tipo do título adquirido e da data de vencimento dos ativos.

Por exemplo, hoje (novembro/2019) um título prefixado, com vencimento em 01/2022, renderá 5,13% ao ano. Já o prefixado com vencimento em 01/2029, está rendendo 6,67% ao ano. 

Mesmo no título com menor rendimento do Tesouro Direto, os ganhos ainda superam os conseguidos com a poupança.

Taxas e Impostos

É importante conhecer e entender as taxas e impostos que incidem sobre os rendimentos, antes de investir no Tesouro Direto.

No entanto, também vale lembrar: os simuladores normalmente já incluem esses descontos em seus cálculos de rendimentos. 

Veja quais as taxas envolvidas:

  • Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF): incide sobre os rendimentos apenas nos primeiros trinta dias da aplicação. Então, é importante se planejar para evitar o resgate nesse período. 
  • Taxa de custódia: é cobrada semestralmente pela B3, pela guarda e segurança dos papéis e de suas informações pessoais. Totaliza 0.25% ao ano. 
  • Imposto de Renda (IR): incide apenas sobre os rendimentos e de forma regressiva. 

Prazos de Investimento

Os prazos de investimento são as datas de validade dos papéis do Tesouro Direto, ou seja, quando você poderá resgatar o seu dinheiro. 

Geralmente, os prazos são de médio e longo prazo. No entanto, vale lembrar que a liquidez do Tesouro Direto é diária. Isso significa que é possível vender seus títulos e coletar os rendimentos proporcionais ao período de aplicação a qualquer momento.

Títulos do Tesouro Direto

Conheça os títulos disponíveis para investir no Tesouro Direto. 

Para entender como investir no tesouro direto, é muito importante conhecer os modelos de títulos oferecidos. Cada um deles vai variar em rentabilidade. 

Para cada um dos títulos, você pode encontrar diferentes opções de data de vencimento. Conheça o funcionamento de cada um deles a seguir.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic possui rendimento atrelado à taxa básica de juros. Essa foi uma opção extremamente popular nos últimos anos, quando a Selic estava em alta.

Vale lembrar, entretanto, que esse índice está em baixa atualmente, e deve continuar assim por alguns anos. Assim, essa pode não ser a melhor opção no momento. 

Hoje (novembro/2019), a única opção de Título do Tesouro Selic é para vencimento em 03/2025, com rentabilidade SELIC + 0,02%. Isso é, 5,02% ao ano. O aporte mínimo para esse título é de R$ 103,98.

Tesouro Prefixado

Os títulos prefixados são os mais previsíveis entre as opções de Tesouro Direto. Isso porque não têm seu rendimento associado a nenhum índice.

Assim, o investidor sabe exatamente quanto a aplicação irá render, independentemente das oscilações do mercado.

Atualmente (11/2019) existem três opções de títulos em Tesouro Prefixado: 


Tesouro Prefixado 2022Tesouro Prefixado 2025Tesouro Prefixado 2029juros semestrais
Rentabilidade (% ao ano)5,136,286,67
Aporte MínimoR$ 35,96R$ 36,61R$ 37,65
Vencimento01/01/202201/01/202501/01/2029

Fonte: www.tesourodireto.com.br

Tesouro IPCA

Os títulos do Tesouro IPCA+ são indexados a essa taxa, ou seja, acompanham a movimentação da inflação.

Para calcular o rendimento, o IPCA atual é acrescido de uma rentabilidade anual fixa, que depende da data de vencimento do título. 

Atualmente (11/2019) o IPCA acumulado está em 2,54% ao ano, e as opções de títulos do Tesouro direto atreladas ao índice são as seguintes: 


IPCA+ 2024IPCA+ 2026juros semestraisIPCA+ 2035IPCA + 2045IPCA+ 2050juros semestrais
Rentabilidade (% ao ano)IPCA + 2,24IPCA + 2,44IPCA + 3,16IPCA + 3,16IPCA + 3,39
Aporte MínimoR$ 58,36R$ 39,89R$ 40,09R$ 44,09R$ 48,74
Vencimento15/08/202415/08/202615/05/203515/05/204515/08/2050

Fonte: www.tesourodireto.com.br

Vantagens e Desvantagens do Tesouro Direto

Com as taxas de juros em baixa, será que ainda vale a pena investir no Tesouro Direto? Essa pergunta só pode ser respondida ao analisar seu perfil de investidor e, principalmente, seus objetivos financeiros. 

Por exemplo, se você tem como objetivo guardar dinheiro a longo prazo, essa é uma opção muito melhor que a poupança. Agora, se você procura complementar a renda com investimentos, o Tesouro Direto não é vantajoso. 

A seguir, veja alguns pontos fortes e fracos desse investimento:

Segurança e Facilidade

Os títulos do Tesouro Direto estão entre os mais seguros do mercado. Isso porque são emitidos pelo Governo e se tratam de ativos de renda fixa.

Seus rendimentos serão previsíveis, e poderão ser calculados de maneira precisa, antes mesmo de aplicar o dinheiro.

E falando nas aplicações, elas podem ser realizadas com praticamente qualquer corretora ou banco. O processo é muito simples.

Além de tudo, você também pode realizar aplicações mensais para aumentar seu patrimônio gradualmente, como faria com uma poupança. 

Acessibilidade

Você deve ter percebido nos tópicos anteriores: o aporte inicial para investir em Tesouro Direto é muito baixo. Em especial quando comparado com os investimentos em Fundos de Renda Fixa, por exemplo, que geralmente começam em R$ 1 mil. 

Como investir no Tesouro Direto exige apenas de R$ 30 a R$ 100 iniciais, esse é um ativo muito mais acessível para o pequeno investidor. 

Rendimentos previsíveis normalmente são baixos

A regra geral dos investimentos vale aqui também: quanto mais risco você estiver disposto a correr, maiores suas possibilidades de ganhos.

No Tesouro Direto, você conta com segurança, estabilidade e tranquilidade. No entanto, isso também significa que a possibilidade de lucros é bem menor. 

Assim, esse não é um ativo recomendado para investidores de perfis moderados a arrojados. Se você está procurando rendimentos maiores, precisará correr alguns riscos. 

Inadequado para curto prazo

O Tesouro Direto é um investimento de longo prazo. Isso é, ele é mais indicado para quem quer criar uma boa reserva financeira, ter mais conforto na aposentadoria ou guardar dinheiro para comprar um bem, como carros e imóveis. 

Assim, essa não é uma boa opção para quem busca rendimentos rápidos ou planeja complementar a renda com investimentos.

Simulação de Investimentos no Tesouro Direto

Entenda melhor o rendimento do Tesouro Direto com essas simulações. 

Agora você já sabe que investir no Tesouro Direto pode proporcionar rendimentos melhores do que na poupança. Mas quanto, exatamente, você pode lucrar investindo nesses ativos? 

Simulação: como investir no Tesouro Direto no Médio Prazo

Para entender melhor, vamos fazer uma simulação com quatro categorias de títulos do Tesouro Direto: O prefixado 2025, o Selic 2025, IPCA+ 2024 e IPCA+ 2026.

Assim, podemos ter uma ideia do quanto cada um deles renderia no médio prazo (4 a 6 anos). 

Vamos começar com um investimento inicial de R$ 1 mil e considerar aportes mensais de R$ 100 reais. Veja a comparação: 


Prefixado 2025Selic 2025IPCA+ 2024IPCA+ 2026
Total AplicadoR$ 7.100,00R$ 7.300,00R$ 6.700,00R$ 9.100,00
Rendimento Tesouro DiretoR$ 8.215,75R$ 8.428,90R$ 7.601,47R$ 10.875,81
Lucro Tesouro DiretoR$ 1.115,75R$ 1.128,90R$ 901,47R$ 1.775,81
Rendimento PoupançaR$ 8.125,81R$ 8.391,25R$ 7.471,40R$ 10.734,99
Lucro PoupançaR$ 1.025,81R$ 1.091,25R$ 771,41R$ 1.634,99
DiferençaTesouro e PoupançaTesouro Direto: + R$ 89, 94Tesouro Direto: + 37,65Tesouro Direto: + R$ 130,07Tesouro Direto: + R$ 140, 82

Os dados mostram o rendimento líquido –  impostos e taxas já foram descontados. Dados de novembro de 2019.

Lembre-se: Os títulos de rendimento híbrido e pós fixados, como os atrelados à Selic e IPCA, poderão passar por alterações, conforme a oscilação desses índices.

Simulação: como investir no Tesouro Direto no Longo Prazo

Agora, que tal uma simulação com os mesmos valores de aplicação, mas em títulos de longo prazo?

Vamos simular com o IPCA+ 2045 e o IPCA+ 2050: 


IPCA+ 2045IPCA+ 2050
Total AplicadoR$ 31.600,00R$ 37.900,00
Rendimento Tesouro DiretoR$ 72.162,75R$ 103.964,93
Lucro Tesouro DiretoR$ 40.562,75R$ 93.064,93
Rendimento PoupançaR$ 62.672,89R$ 87.711,19
Lucro PoupançaR$ 31.072,89R$ 49.811,19
DiferençaTesouro e PoupançaTesouro Direto: + R$ 9.489,46Tesouro Direto: + R$ 16.253,74

Os dados mostram o rendimento líquido – impostos e taxas já foram descontados. Dados de novembro de 2019.

Como você pode ver, os títulos do Tesouro Direto são muito mais vantajosos no longo prazo. Em especial se você realizar aportes mensais para aumentar o patrimônio gradualmente.

Passo a Passo Para Investir no Tesouro Direto Com a Warren

Quer saber como investir no Tesouro Direto passo a passo? A Warrem tem um fundo de renda fixa que conta com uma superdiversificação em títulos públicos. Assim, você não precisa escolher entre as muitas opções do Tesouro Direto e deixa esse trabalho todo com a gente!

Abra sua conta na Warren

Abrir uma conta na Warren é rápido, prático e o melhor: gratuito! Tudo que você precisa fazer é acessar esse link para se cadastrar.

Você responderá algumas perguntas e enviaremos para seu e-mail todas as instruções necessárias, com seu perfil de investidor.

Quando tudo estiver pronto, você já pode realizar um TED de mesma titularidade para colocar na sua conta o dinheiro que será aplicado. 

Você também pode utilizar nossos app para IOS ou Android em todas as etapas desse processo.

Pronto! Você já é um investidor! 

Lembre-se também de programar seus aportes mensais automaticamente. Assim, você nunca esquecerá de aumentar seu patrimônio. 

Com toda essa simplicidade, nunca foi tão fácil alcançar suas metas!

Conclusão

Você agora sabe como investir no Tesouro Direto. 

Apesar de esse ser o título de renda fixa mais popular da atualidade, muitas pessoas ainda se perguntam como investir no Tesouro Direto.

Por sorte, não tem mistério! Nesse artigo, você aprendeu tudo que precisa saber para começar. 

Agora, você já conhece os títulos do Tesouro Direto e entende como é calculado o rendimento. Também descobriu que essa é uma opção muito superior à poupança para quem quer guardar dinheiro e tem objetivos de longo prazo. 

Então, é só abrir sua conta na Warren e começar a investir

Quer continuar aprendendo sobre investimentos para diversificar as aplicações e melhorar os rendimentos? Leia também esses outros artigos que separamos para você: