Corretora taxa zero de verdade: saiba tudo e tire suas dúvidas

Corretora taxa zero de verdade existe mesmo? Certamente, essa é uma frase muito comum de se deparar em propagandas de instituições financeiras por aí. Porém, será que dá para confiar na existência de uma corretora taxa zero? Descubra aqui!

Quando não entendemos como uma empresa é remunerada pelos seus serviços, certamente é mais difícil se sentir completamente confortável, não é?

E mais: quando o assunto é seu patrimônio financeiro, todo cuidado é pouco.

Por isso que a transparência é prioridade aqui na Warren. Afinal, você merece uma corretora que seja completamente sincera com você sobre as taxas e tributações envolvidas em seus investimentos.

Pensando nisso, criamos esse artigo!

Para mostrar tudo o que você deve esperar de uma corretora taxa zero e, também, para explicar como funciona a nossa remuneração.

A seguir, vamos falar sobre:

Boa Leitura!

Conheça as principais taxas ao investir

Conheça as principais taxas cobradas pelas corretoras, ilustração

Para saber se uma corretora taxa zero realmente não está cobrando nada sobre seus rendimentos, é importante conhecer as principais taxas ao investir.

Aliás, entender como funcionam essas cobranças é fundamental para fazer o cálculo da rentabilidade real de cada ativo.

Algumas dessas taxas são cobradas por corretoras e são opcionais. Outras, no entanto, são obrigatórias em alguns produtos e são cobradas pela Bolsa de Valores brasileira, a B3.

Taxa de corretagem

A taxa de corretagem é um valor cobrado pelas instituições financeiras que realizam a compra e venda de ativos. Ou seja, é uma taxa cobrada pelos bancos e corretoras que fazem transações e operações.

Essa pode ser uma taxa fixa, que normalmente fica entre R$ 5 e R$ 20, ou variável. No segundo caso, é cobrada uma porcentagem sobre o valor de cada operação. 

Taxa de custódia

A taxa de custódia é referente ao serviço de guarda do seu patrimônio.

Na prática, essa taxa tem como objetivo cobrir os custos operacionais dos bancos e instituições financeiras com a CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia).

Assim como a taxa de corretagem, essa taxa pode ter um valor fixo ou ser cobrada através de uma porcentagem incidente sobre o valor dos papéis guardados.

Essa não é uma taxa obrigatória, o que significa que é possível encontrar instituições que não cobram pela guarda dos ativos. Quando é cobrada, no entanto, ela normalmente é debitada de forma automática na sua conta.

Também é interessante lembrar: alguns investimentos possuem taxa de custódia dos papéis cobrada diretamente pela B3. Nesse caso, não há nada que sua corretora ou banco possa fazer para eliminar o custo.

Taxa de administração

A taxa de administração é cobrada em investimentos onde os ativos serão geridos por um profissional, como acontece nos fundos de investimento, por exemplo.

Ela é baseada em um custo anual, mas a cobrança é mensal. O cálculo é feito com base no valor médio do fundo de investimento.

O objetivo dessa cobrança é remunerar os profissionais envolvidos com a gestão do fundo.

Taxa de Carregamento

Essa é uma taxa aplicada sobre planos de previdência privada, sejam eles PGBL ou VGBL. Ela pode incidir na primeira contribuição ou também sobre cada depósito realizado.

A taxa de carregamento é opcional e não é cobrada por diversas instituições.

Emolumentos são custos cobrados pela bolsa de valores B3. Têm o objetivo de custear as despesas geradas com transações financeiras no mercado de ações.

Cada tipo de investimento tem tarifas específicas, e você pode encontrar informações sobre elas no site da B3.

Taxa de Liquidação e Taxa de Negociação

Essas duas taxas são cobradas pela Bovespa, e visam cobrir os custos pela realização de operações de compra e venda de títulos.

Esses são valores muito baixos — de 0,006% para liquidação e de 0,0258% para negociação. No entanto, são taxas obrigatórias e sempre serão cobradas do investidor. 

Cuidado com a propaganda da taxa zero!

Existe mesmo corretora com taxa zero, ilustração

É preciso tomar muito cuidado com o marketing que promete taxa zero. Como você viu, existem muitos tipos diferentes de taxas ao investir — e algumas delas não dependem da corretora.

É importante buscar esta informação e ter clareza. Afinal, se a forma de remuneração de uma empresa não está clara para você, é preciso desconfiar, pois é muito provável que existam taxas escondidas nas letras pequenas do seu contrato.

Algumas delas são até mesmo debitadas automaticamente dos seus rendimentos como, por exemplo, a taxa de custódia. Sendo assim, pode ser difícil para o investidor perceber que as cobranças estão sendo realizadas.

Dessa forma, é fundamental que você leia com atenção o detalhamento de custos da sua corretora. Além disso, pesquise sobre cada ativo que você escolher.

As taxas podem parecer pequenas, mas no longo prazo e acumuladas, elas conseguem tirar uma boa parcela dos seus rendimentos.

A taxa de rebate (ou comissão) e o conflito de interesse

Rebate é um termo utilizado para descrever uma espécie de comissão, paga pela gestora para quem distribui um fundo de investimento.

Em muitos casos, assessores ou gestores de carteiras recomendadas cobram rebates para si, isto é, ganham dinheiro ao indicar o fundo para um investidor que escolheu comprar cotas.

Como você pode perceber, isso gera um conflito de interesses.

Afinal, o profissional está indicando o produto porque essa é uma boa opção para você ou por que é remunerado quando alguém adquire suas cotas?

A Warren é taxa zero?

Aqui na Warren, nossa prioridade é oferecer rentabilidade com transparência. Portanto, vamos começar esse tópico explicando de onde vem a nossa remuneração.

Ao investir, você paga apenas uma taxa única para que a Warren faça a gestão das suas carteiras de investimento. A taxa varia conforme o montante investido: até R$ 100 mil, a taxa é de 0,7% ao ano, deste valor até R$ 1 milhão, a taxa é de 0,6% ao ano e, acima deste valor, de 0,5% ao ano. Qualquer um dos cenários configura, em média, um valor três vezes mais baixo que o exercido pelo mercado.

Essa cobrança é referente a TODOS os serviços que você precisa para investir conosco. Isso significa que NÃO será cobrada nenhuma outra de taxa para nossa remuneração

Você pode entender melhor como funcionam nossos custos nesse link.

Além disso, todos os nossos produtos próprios têm taxa zero. Ou seja, você não paga pelos produtos da sua carteira, apenas pela sua gestão.

Somos uma corretora alinhada DE VERDADE com nossos clientes. Pois não operamos com nenhum tupo de conflito de interesse, tão comum nos bancos e corretoras tradicionais.

Temos toda a transparência que você precisa e merece. Sem cobranças surpresas ou taxas silenciosas debitadas automaticamente da sua conta.

E quando invisto em produtos de outras gestoras pela Warren?

Além dos produtos próprios da Warren (com taxa zero), você tem à sua disposição mais de 300 produtos das principais gestoras do país.

Se você optar por adicioná-los à sua carteira, irá pagar o valor referente à taxa de administração daquele produto para o emissor dele.

Por exemplo: você escolheu incluir em sua carteira um CDB do “Banco ABC”, que possui uma taxa de administração de 1% ao ano. Portanto, você pagará:

  • a nossa taxa de gestão do seu patrimônio para a Warren.
  • 1% ao ano para o “banco ABC”.

A grande diferença de investir em uma corretora 100% alinhada com você é que, nesses casos, a Warren reinveste a comissão que recebe por você investir no CDB do “Banco ABC” pela nossa plataforma. A gente explica:

  • Vamos supor que deste 1% ao ano cobrado pelo “Banco ABC”, 0,4% seja correspondente à comissão que a Warren receberia.
  • A Warren reinveste os 0,4% na sua carteira, pois ela não quer saber de comissão de terceiros, ela quer evoluir junto com você.

Investimentos com taxa zero

Invista com taxa zero, ilustração

Como mencionamos anteriormente, as taxas envolvidas com o investimento dependem muito do tipo de ativo escolhido.

Dessa forma, portanto, é fundamental entender quais os tributos e taxas que incidem no investimento que você escolheu. Assim, é possível calcular a rentabilidade real e buscar opções onde seu lucro é maximizado.

Outros custos ao investir

Durante o texto, mencionamos algumas vezes as tributações. Tratam-se de impostos que incidem sobre a maioria dos investimentos.

A seguir, você entende um pouco mais sobre o que são essas tributações e como elas funcionam: 

Imposto de Renda

O Imposto de Renda é cobrado sobre todo tipo de rendimentos, e os investimentos não ficam de fora dessa lista.

Em geral, o IR incide de maneira regressiva — quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menor a alíquota do imposto a pagar. 

Veja a tabela com as alíquotas e tempo de aplicação:

Tempo de AplicaçãoAlíquota do IR
Até 180 dias22,5%
De 180 a 364 dias20%
Entre 364 e 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%
Tabela de alíquotas IR e tempo de aplicação.

Vale lembrar que o IR pode ser aplicado de maneira diferente nos diversos tipos de ativos. Assim, é importante verificar como funcionam as tributações de uma opção, antes de tomar suas decisões.

Em muitos títulos, o IR fica retido na fonte. No entanto, ainda é necessário declarar os investimentos corretamente. 

IOF

IOF é a sigla para Imposto sobre Operações Financeiras. Essa tributação foi criado com o objetivo de controlar a volatilidade em títulos de renda fixa.

Isso é feito através da incidência de uma alíquota regressiva, de acordo com o tempo de permanência da aplicação.

Dessa forma, o investidor é desencorajado a resgatar o dinheiro no primeiro mês após o aporte inicial. Veja a tabela de alíquotas:

DiasIOFDiasIOFDiasIOF
196%1163%2130%
293%1260%2226%
390%1356%2323%
486%1453%2420%
583%1550%2516%
670%1646%2613%
776%1743%2710%
873%1840%286%
970%1936%293%
1066%2033%+300%
Tabela de alíquotas IOF.

Como resultado, resgatar uma aplicação sobre a qual incide IOF nos primeiros dias significa perder quase todos os seus rendimentos.

Assim sendo, é importante evitar esses ativos em objetivos como reservas de emergência, por exemplo. 

Conclusão

Agora que você já sabe mais sobre quais taxas são cobradas e porque elas são cobradas, já sabe quais informações precisa buscar para saber se está investindo com transparência.

Aqui na Warren, você encontra toda a transparência que precisa para garantir sua tranquilidade na hora de investir.

E o melhor: além de tudo isso, você também tem a opção de investir nos nossos produtos próprios, com taxa zero.

Antes de mais nada, clique aqui e crie sua conta agora mesmo. É grátis e rápido!

Além disso, você já sai do cadastro com todas as informações sobre seu perfil de investidor, e também com sugestões dos melhores investimentos recomendados para você.

Quer continuar aprendendo sobre como investir de maneira mais segura e eficaz? Leia esses outros artigos que separamos para você: