Investimento Para Iniciantes: Guia do Sucesso com 15 Dicas Infalíveis

O investimento para iniciantes vem sendo divulgado cada vez mais ultimamente. Há muito interesse no mercado financeiro, que possui certo grau de dificuldade e gera muitas dúvidas em quem está iniciando.

Como há muito interesse, passou a existir muita informação por aí. Porém, será que são informações confiáveis? Afinal, o que é preciso saber para começar a entender os investimentos? 

O número de pessoas que desejam investir para proteger ou aumentar seu patrimônio, não para de crescer.

E foi pensando no dilema de muitos investidores iniciantes, que preparamos esse artigo. 

Reunimos 15 dicas de investimento incríveis e efetivas para iniciantes. O objetivo é tirar suas principais dúvidas e te mostrar as melhores formas para começar a investir.

Claro, tudo isso com muita eficácia, segurança e, principalmente, respeitando seus objetivos e seu perfil de investidor. 

A seguir, vamos falar: 

Boa Leitura!

Por que Investir?

A importância de investir, ilustração

Seja para comprar uma casa, ou ter uma aposentadoria tranquila… Não importa o motivo: todo mundo deseja economizar e guardar uma certa quantidade de dinheiro.

O que nem todo mundo sabe é que, no entanto, simplesmente deixar de gastar dinheiro não é o suficiente.

Um dos motivos disso acontecer é devido à inflação; cada ano que passa, seu dinheiro vale um pouco menos.

Há 10 anos atrás, por exemplo, você compraria muito mais com R$ 50 do que hoje. 

Dessa forma, para guardar dinheiro sem que ele perca seu valor, é importante recorrer aos investimentos. 

Começando a investir

No entanto, poupar não é o único objetivo financeiro que as pessoas desejam alcançar ao investir. Muitos têm como meta viver somente dos rendimentos de seus investimentos, por exemplo. 

Independentemente de quais sejam seus objetivos, investir é uma forma mais simples de manter o valor do seu dinheiro ou, até mesmo, fazer com que seu patrimônio cresça consideravelmente. 

Para isso, no entanto, é preciso aprender um mínimo sobre o mercado financeiro, seus termos e seu funcionamento.

Mas não se preocupe: esse artigo e o blog da Warren vão te ajudar a entender o necessário para começar! 

Preparamos algumas dicas de investimento para iniciantes que vão auxiliar nos primeiros passos dessa jornada. 

Está pronto?

15 Dicas Infalíveis de Investimento Para Iniciantes

Dicas valiosas de investimentos para iniciantes, ilustração

É muito importante lembrar sempre: não existe uma fórmula mágica para investir com sucesso.

Os melhores investimentos vão depender do seu perfil de investidor, seus objetivos e, até mesmo, do quanto você tem disponível para começar. 

Apesar disso, existem algumas diretrizes que irão ajudar você, independentemente desses fatores.

E foi nessas diretrizes que baseamos essas 15 dicas de investimento para iniciantes a seguir. Confira!

1. Organize suas finanças 

A maior inimiga da eficácia é a desorganização. Desse modo, uma das principais diretrizes do investimento para iniciantes é: comece a estruturar melhor sua vida financeira AGORA

Inicie com uma planilha de gastos. Assim, será muito mais fácil identificar seus ganhos e gastos por mês, e também quanto dinheiro sobra. 

DICA: utilize a planilha do Papo de Grana, braço de educação financeira da Warren. Clique aqui e baixe a sua.

Se não sobra, sua primeira missão é cortar gastos ou aumentar sua renda. Isso será mais fácil depois que a planilha já está pronta. Dessa forma, você conseguirá localizar facilmente seus gastos desnecessários, por exemplo. 

Sua segunda missão é quitar as dívidas que possui. Os juros que estão sendo cobrados estão puxando seu patrimônio para baixo. 

Finalmente, separe uma quantia por mês para investir. Assim, seu patrimônio poderá crescer sempre.

2. Defina objetivos 

É muito fácil se desmotivar se você não tiver nenhuma meta. Além disso, escolher o melhor investimento para você é mais simples quando você sabe onde irá usar o dinheiro. 

Por exemplo, se você planeja montar uma reserva para aposentadoria, deve buscar opções de investimento de longo prazo.

Já se seu objetivo é viver dos rendimentos, é preciso considerar ativos que realizem pagamentos periódicos. 

3. Construa uma reserva para emergências

Antes de começar a investir em ativos de maior risco, como as ações, é recomendado ter um valor como reserva. No geral, essa reserva deve constituir o valor do seu custo de vida para o período de 6 a 8 meses. 

Muitos utilizam investimentos em renda fixa para esse fim.

São como empréstimos que você faz para instituições financeiras (no caso do CDB, por exemplo), para o Governo (Tesouro Direto) ou para setores específicos (LCI e LCA).

Na data de vencimento de algum destes papéis, você vai receber o valor de volta, acrescido de juros. 

No entanto, na maioria das opções em renda fixa, é possível resgatar o dinheiro antecipadamente, sem perder os rendimentos do período.

Por isso, elas se tornaram alternativas para reservas de emergência mais flexíveis e rentáveis que a poupança. 

4. Estude sobre o mercado financeiro quando puder

Existe muito a aprender quando o assunto é investimento para iniciantes.

Lendo sobre o mercado financeiro, você poderá esclarecer diversas dúvidas, além de conhecer novos termos e diferentes tipos de investimento. 

Desse modo, você estará sempre em desenvolvimento – assim como seu patrimônio. Muitas vezes, algo que você considerava super complicado e arriscado, talvez seja mais simples do que parece. 

Portanto, adquira o hábito de ler constantemente sobre investimentos e sempre acompanhe as principais notícias do setor em fontes confiáveis.

5. Paciência e Disciplina

Ao investir, é preciso tomar decisões com calma e ter muita disciplina. 

Por exemplo, apesar de segura, a renda fixa oferece rendimentos menores. Assim, é preciso aplicar todo mês e ter paciência para ver seu patrimônio crescer. 

Já com um ativo de renda variável, você lidará com oscilações diárias e imprevisíveis.

Uma ação que você comprou por R$ 30 hoje, pode valer R$ 15 amanhã. E é aí que muitos novos investidores perdem dinheiro. Afinal, o impulso é vender o ativo para evitar maiores perdas.

No entanto, muitas vezes, o melhor a fazer é controlar a emoção e deixar o mercado fluir. 

Por isso é muito importante entender sua tolerância ao risco antes de começar. E você descobre isso conhecendo seu perfil de investidor.

6. Diversifique sempre

Essa é a regra de ouro no investimento para iniciantes: nunca coloque todos os ovos em uma única cesta

Quanto mais diversificada sua carteira de investimentos – quanto mais ativos diferentes ela possuir, mais segurança você tem. 

Isso porque, quando os rendimentos de um ativo caem, os de outro podem subir, cobrindo seu prejuízo.

Muitos investidores, por exemplo, alocam parte de seu patrimônio na renda fixa, procurando diminuir os riscos, e outra parte na variável, buscando aumentar os rendimentos.

7. Entenda o tipo de investimento escolhido

Antes de optar por um investimento, é importante conhecer o tipo do ativo e como ele funciona, pois existem muitas modalidades diferentes para investir, e cada uma possui características únicas. 

Então, é importante entender o que significa renda fixa e renda variável, além de conhecer os principais ativos de cada modalidade.

8. Opte por um investimento para iniciantes para começar

Mesmo que você tenha boa tolerância ao risco, é melhor começar buscando investimentos mais simples e seguros. Porém, um fator importante para o sucesso na renda variável é a experiência. 

Você pode optar por uma carteira recomendada por um especialista. Aqui na Warren, você pode contar com a gente para selecionar as melhores opções para seu perfil.

9. Conheça as taxas e impostos envolvidos

Somente a porcentagem de rendimento no mês ou no ano não é, nem de longo, informação suficiente para entender o quanto você vai lucrar com um investimento específico.

Para saber se a opção é vantajosa, você precisa considerar todas as taxas e impostos que incidem sobre ela. Por exemplo: 

  • taxa de administração;
  • taxa de corretagem;
  • Imposto de Renda e IOF;
  • períodos de carência. 

Cada tipo de investimento tem suas particularidades. Portanto, procure conhecer todos os detalhes antes de tomar uma decisão.

10. Faça comparações

É muito difícil saber se um investimento é mesmo vantajoso, sem fazer nenhum tipo de comparação.

Então, antes de decidir onde investir, é uma boa ideia comparar, com investimentos similares, os rendimentos, prazos e outros fatores – em especial quando você está começando. 

Outra comparação importantíssima é com os índices do mercado.

Como aquele ativo rende em relação à inflação? Se é um ativo de renda fixa, como ele se compara com o CDI? No caso de renda variável, como está o rendimento em relação à Ibovespa?  

11. Invista sempre, mesmo que pouco

É muito comum encontrar pessoas que pensam não ter dinheiro suficiente para investir. Infelizmente, o mundo dos investimentos ainda é visto como “coisa de gente rica”. Porém, isso não poderia estar mais longe da verdade. 

Além disso, é possível investir em fundos com quantias de R$ 100. Até mesmo ações podem ser adquiridas pelo pequeno investidor, através dos fundos de ações. 

Assim, mesmo que o valor separado para investir todo mês seja pouco, não desista.

12. Pense no longo prazo

Como investidor, você deve sempre lembrar: o tempo é seu aliado. É importante não pensar apenas nos ganhos imediatos. Muitas vezes, existem oportunidades incríveis de aumentar seu patrimônio no longo prazo. 

Lembre-se da dica 5: tenha paciência e disciplina. Aportes mensais e capitalização composta são aliados poderosos para seu futuro.

13. Conheça seu perfil

Conhecer seu perfil de investidor é fundamental antes de começar.

Aqui na Warren, você descobre seu perfil logo que cria o seu cadastro, ao responder perguntas que consideram: 

  • sua tolerância ao risco;
  • seus objetivos;
  • seu conhecimento do mercado financeiro;
  • sua experiência com investimentos. 

14. Comece a investir o quanto antes

Do mesmo jeito que o tempo é seu aliado, ele também pode ser um vilão, se você demorar para começar a investir. Afinal, um mês sem investir é um mês de juros perdidos. 

Nunca é tarde para começar. Mas quanto antes, melhor.

15. Escolha uma Corretora Confiável

É importante escolher bem com qual corretora você irá investir.

Muitas das instituições financeiras tradicionais, por exemplo, reservam seus melhores produtos para os gigantes do investimento.

Porém, aqui na Warren, isso não acontece. Todos nossos clientes têm acesso a todos os produtos que disponibilizamos.

Dessa forma, você pode tomar suas decisões – além de contar – com a mesma oportunidade dos grandes investidores. 

Nossa política é de simplicidade, segurança e transparência. Entenda melhor nesse link

Comece a Investir com a Warren

Com a Warren, você tem acesso ao melhor portfólio e uma assessoria eficaz e transparente.

Investir com a gente é muito simples: nossa plataforma é intuitiva e eficiente de usar. Aqui, você descobre seu perfil de investidor e recebe recomendações logo ao realizar seu cadastro. 

Entenda melhor como funciona nossa carteira recomendada:

Como Funciona a Warren

A construção de cada portfólio é realizada através de uma metodologia conceituada e vencedora do prêmio Nobel: a Teoria Moderna de Portfólios.

Além disso, os portfólios utilizam também a evolução da própria teoria, o modelo de Black-Litterman.

Essa combinação possibilita escolher e alocar ativos que consideram o risco e o retorno, para criar portfólios mais eficazes.

Saiba mais sobre como os produtos da Warren são escolhidos.

Ao criar sua conta na Warren, você passará por um processo muito simples antes de começar investir. Você irá: 

  • descobrir seu perfil de investidor;
  • criar seus objetivos;
  • analisar nossas sugestões;
  • investir;
  • acompanhar seus rendimentos.

Tudo isso pode ser feito através do seu navegador ou diretamente pelo smartphone, com nosso app! Baixe o app para o seu iOS ou Android.

Abra Sua Conta

Com as nossas dicas em mente, tudo o que você precisa é abrir uma conta na Warren e começar a investir hoje mesmo! É tudo muito fácil: é só clicar aqui e começar seu cadastro!

Você responderá algumas perguntas, que vão nos ajudar a conhecer melhor seu perfil e definir quais são as melhores opções para você. Depois disso, é só começar a investir.

Conclusão

Nesse artigo, você leu 15 dicas essenciais de investimento para iniciantes.

Lembre-se: esse artigo não se trata de uma fórmula mágica para lucrar, mas sim, procura te apresentar importantes diretrizes do mercado e diferentes tipos de investimento. 

Não há jeito melhor de ter sucesso no mundo dos investimentos do que procurar aprender sempre mais. Portanto, não deixe de acompanhar as notícias do setor em fontes confiáveis.

Além disso, é importante ler textos como esse, e outros artigos do blog da Warren, para conhecer novas oportunidades de investimento. 

Veja o que separamos para você continuar sua educação financeira: