O que é stop

O stop pode ser definido como uma ordem para instruir o corretor de investimentos em uma negociação.

Ele é muito comum na prática de trade e pode ser usado quando níveis menos favoráveis do que o preço de mercado atual de um ativo for atingido. 

Diferentemente da ordem limitada, que permite ao trader (o profissional que negocia ativos) comprar ou vender um ativo com um preço mais favorável do que o preço de mercado atual, o stop funciona como uma medida de segurança, definindo a perda máxima tolerada (stop loss) e o lucro desejado (stop gain).

Tipos de ordens de stop

Existem diversos tipos de ordens de stop, como “stop loss”, “stop gain”, “stop móvel” e “stop de compra”.

  • Stop loss significa “parar a perda”; esta ordem serve para evitar perdas acima do esperado, e é dada na venda do ativo quando a perda máxima é alcançada. Se o preço do ativo cair além da porcentagem esperada, ele será vendido automaticamente, o que contribui para minimizar o prejuízo, caso o preço caia ainda mais.
  • Stop gain significa “parar o ganho”; este comando tem como objetivo garantir o lucro da negociação. Ao contrário do stop loss, o stop gain determina a venda da ação quando o lucro definido é alcançado.
  • Stop móvel é uma ordem aumenta a porcentagem do valor caso o ativo se valorize mais do que o esperado. O stop móvel acompanha o ativo para não vender imediatamente, possibilitando mais lucros.
  • Stop de compra: como diz o nome, esta ordem serve para comprar automaticamente um ativo quando o preço esperado for atingido. Por exemplo, se a ação vendida ficar mais valorizada do que o preço inicial, ela é comprada novamente antes que o prejuízo fique maior do que o determinado

Ordem de stop na prática

Uma ordem stop é um ótimo método para gerenciar as posições sem ter que monitorar constantemente os mercados, estando presente no momento exato para realizar uma operação.

A chave é escolher um nível de ordem stop que proteja do risco de que o preço do ativo caia e que, ao mesmo tempo, permita a flutuação, isto é, a oscilação.

Ao definir o nível de perdas e ganhos e automatizar a negociação, o investidor pode permanecer neutro. Assim, ele elimina o risco de deixar sua posição aberta na esperança de que o ativo retorne ao preço que se deseja enquanto acumula prejuízos desnecessários.

Gostou da leitura? Continue aprendendo sobre os termos do mercado financeiro aqui no Educação de A a Z: