Onde você se informa para investir? Uma análise sobre o perfil do investidor brasileiro

Esta semana consegui dar uma olhada na pesquisa que a B3 publicou sobre o perfil do investidor brasileiro em 2020. 

Para além da evolução do número de CPFs cadastrados na Bolsa de Valores — algo que me deixa bastante feliz — chamou minha atenção o trecho em que os entrevistados falaram sobre a busca por informações sobre investimentos e mercado.

Em novembro de 2020, foram contabilizados quase 3,2 milhões de investidores:

número de investidores na bolsa, gráfico
Evolução do número de investidores na Bolsa

Mas, mais do que uma onda de novos investidores, o relatório apontou o claro amadurecimento do investidor de 2019 para 2020. 

Busca por aprendizado de mercado, maior apetite ao risco e interesse em diversificação e estratégias de longo prazo.

Nas motivações para entrar na Bolsa: 

  • 38% decidiu investir para aprender a lidar com outros tipos de investimento
  • 33% para buscar produtos com maior rentabilidade 
  • 11% em função da queda na Selic e da baixa remuneração da poupança.

Entrar na Bolsa pra aprender pode soar muito ousado, não é? E logo vou chegar no título deste artigo. 

LEIA TAMBÉM | Como começar a investir na Bolsa de Valores: passo a passo 

A principal fonte de informação dos investidores é a internet

O estudo apontou que a principal fonte de conhecimento é a internet, mostrando youtubers e influenciadores com o maior número de respostas, seguido por comunicação e redes sociais de corretoras, bancos ou instituições financeiras, grupos de WhatsApp ou Telegram e assinaturas de relatórios de análise econômica.

Veja o gráfico:

Fonte: B3

Já falei algumas vezes e repito que devemos tomar cuidado com os ‘profetas do Twitter’. 

E explico: buscar educação financeira no ambiente digital é uma coisa. 

Buscar recomendação de investimentos é outra!

Existem diversos canais de Youtube excelentes para você aprender a sopa de letrinhas do mercado financeiro. 

E, claro, como sou totalmente enviesado, sugiro que você que está lendo confira as redes sociais da Warren pois tem conteúdos novos todos os dias por lá também. 

No nosso canal do Youtube, também produzimos materiais educativos e informativos sobre investimentos.

Mas, voltando à pesquisa.

Questionados sobre como acontece o processo de escolha dos investimentos, 39% informou utilizar análises de influenciadores para isso. 

Outros 23% utilizam análises estruturadas de empresas especializadas (ufa!), 18% não faz análise, 11% segue orientação de amigos e familiares e 9% deixa nas mãos de assessores de investimentos.

Por isso, minha pergunta: onde você se informa para investir?

Não me entendam mal! 

A popularização da figura de influenciador digital não é algo ruim. É bom! 

É mais uma maneira de conversar com o público e sei que, muitas vezes, uma pessoa se identifica e interage mais com outra pessoa do que com um perfil institucional.

A questão é que recomendação de investimentos é algo bastante sério, sendo inclusive uma atividade regulada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Casas de análise e instituições financeiras, como a Warren e outras corretoras, estão autorizadas a operar neste meio.

Meu conselho é que você sempre fique alerta à credibilidade das fontes que têm buscado para decidir onde investir.

Além disso, evite cair nos gatilhos mentais de vendas, muito usados por alguns influenciadores.

São aqueles discursos do tipo: “transforme a grana de um cafezinho em uma Ferrari” ou “siga minhas dicas matadoras que você vai ter dinheiro suficiente pra comprar um país”. 

Eu sei que a promessa de dinheiro rápido e fácil é sedutora, só que ela é falsa. 

Sinto muito, você não vai ficar rico do dia para a noite investindo na Bolsa. 

Essa é a verdade. 

Se qualquer pessoa disser o oposto, eu garanto que é cilada, Bino! 

Mas você vai sim ficar rico no longo prazo, com um bom planejamento financeiro e investindo com disciplina em boas empresas e bons fundos de investimento

Quanto antes você começar a investir da forma correta, mais vai gostar da sensação de acumular patrimônio e eu tenho certeza que você não vai se arrepender. Certeza!

Gostou deste artigo? Acesse a pesquisa completa para saber mais, ou continue se informando no blog da Warren: