2022 e a retomada do “velho normal”: como lidar com os gastos que estão voltando?

O “velho normal” voltou (ou quase isso).

Com o avanço da vacinação contra o coronavírus, cada vez mais pessoas estão se permitindo retomar atividades presenciais que se viram obrigadas a abandonar por conta da pandemia.

E junto com a vida com a qual estávamos acostumados voltaram também alguns gastos, reduzidos — ou até mesmo eliminados — por quase dois anos.

Assim como no início da pandemia tivemos que adaptar as finanças aos desafios impostos por uma situação sem precedentes, nesse momento de retomada também é importante olhar para o orçamento com carinho e cuidado.

Até porque o velho normal não voltou tão normal assim: com a disparada da inflação, que já acumula alta de 8,24% no ano, sair de casa está mais caro do que era quando o mundo parou.

Por isso, neste artigo, vamos falar sobre alguns destes custos que haviam saído do radar de muita gente.

Para finalizar, reunimos algumas dicas para ajudar você a curtir esse momento tão esperado sem culpa, mas com o cuidado necessário para não comprometer seu planejamento para 2022.

Com que roupa eu vou?

Ao longo dos últimos dezoito meses, para muita gente o “look do dia” passou a ser apenas um: camisa social em cima, pijama embaixo.

Isso quando tinha camisa social: para quem não teve a rotina inundada pelas calls, home office virou sinônimo de “pijama office”.

Por isso, para aqueles cujo guarda-roupa parou no tempo e segue exatamente igual ao que era em 2019, talvez a volta das atividades presenciais demande uma renovação no vestuário.

Assim, seja para desfilar novos looks pela cidade, seja para voltar ao escritório cheia de classe, o banho de loja é um gasto que já pode ser previsto para os próximos meses — e que pode ser um pouco mais alto do que você esperava.

Infelizmente, o setor de vestuário não escapou da inflação que tem estampado manchetes por aí: até outubro de 2021, o acumulado anual no setor foi de 7,06%.

selective focus photography of hanged clothes

Mas não criemos pânico! Como de praxe, é tudo uma questão de prioridades.

Se a folga no orçamento não estiver tão grande, reflita: você realmente precisa de roupas novas? Se a resposta for positiva, precisa mesmo de muitas roupas novas ou consegue comprar algumas peças coringas que podem compor vários looks?

E já que a pandemia nos provou que tanta coisa pode ser feita à distância, por que não buscar opções que sejam mais em conta, ou que ofereçam desconto se você pagar com PIX?

Estabeleça as suas prioridades e respeite os limites da sua situação financeira. Assim, ir às compras não precisará ser uma dor de cabeça.

LEIA TAMBÉM | Afinal, ser vegano é mais caro? No Dia Mundial do Veganismo, decidimos descobrir

banner blog 1

De corrida em corrida…

Quem nunca levou um susto com a fatura do cartão de crédito depois de ver que “aquelas corridas baratinhas de aplicativo” no fim do mês viravam R$ 300?

Durante a pandemia, o oposto aconteceu: com o trabalho remoto e a redução das saídas para festas, bares e restaurantes, os gastos com transporte caíram significativamente. Houve inclusive quem sequer utilizou o serviço por um bom tempo.

Agora, com a volta do trabalho presencial e a vida lá fora nos chamando para sair novamente, despesas com transporte devem voltar a aparecer com mais frequência no extrato bancário.

E, mais uma vez, a conta deve sair mais cara. Segundo o IBGE, no mês de outubro, a inflação acumulada no ano no setor de transportes chegou a 16,43%.

Se você tem um carro, sabe bem do que estamos falando, não é? Se comparado a janeiro deste ano, encher o tanque com gasolina está, em média, quase R$ 90 mais caro.

Nesse contexto, que tal combinar corridas compartilhadas, caronas ou até mesmo investir em uma bicicleta?

Dando uma folga para o Netflix

Depois de assistir a praticamente o catálogo inteiro de todos os serviços de streaming que você assina, é chegada da hora de colocar o pé para fora novamente — devagarinho, é claro; cada um no seu tempo.

Quem não estava com saudade de pegar um cineminha, ir ao teatro ou fazer um happy hour após o expediente?

Com a carteira de vacinação em dia, é possível voltar a fazer alguns desses programas com segurança. E com quase dois anos dessa demanda reprimida, às vezes dá vontade de sair todo dia, não é?

Não está proibido (muito pelo contrário). Mas sair para beber e comer fora, ir a shows e outros eventos culturais ou fazer uma viagem, por exemplo, são atividades que podem pesar bastante no orçamento se não soubermos nos organizar.

Ainda mais depois de tanto tempo sem gastar com elas. E, como você já deve imaginar, esse setor também apresentou aumento nos preços. Até outubro, o grupo “despesas pessoais” teve uma variação acumulada de 3,56% no ano, de acordo com o IBGE.

No entanto, com cautela e organização é possível recuperar o “tempo perdido” e aproveitar o que a sua cidade tem para oferecer.

Vamos descobrir como?

LEIA TAMBÉM | Entenda por que é tão importante ter um hobby para chamar de seu

Dicas para curtir a retomada sem descuidar do orçamento

Da necessidade da volta presencial a escritórios e salas de aula à euforia de finalmente voltar a reunir os amigos em um bar, ir ao cinema ou viajar, os hábitos do “velho normal” parecem cada vez mais voltar a fazer parte da nossa realidade.

Segundo Ludmila Marques, planejadora financeira e especialista em investimentos na Warren, chegamos neste momento de retomada com dois grandes aprendizados.

O primeiro deles é que sim, é possível realizar ajustes em nosso orçamento. “A necessidade nos faz conseguir separar o que de fato é essencial”, ela afirma.

E o segundo é a importância da reserva de emergência, para que a busca pelo equilíbrio entre viver o hoje e estar preparado para o amanhã seja mais tranquila.

Com isso em mente, ela sugere algumas dicas para quem está começando a se planejar para um 2022 em que seja possível passar mais tempo fora de casa.

1. Reveja a atual situação do seu planejamento financeiro

Assim como tivemos que fazer diversas adaptações para acomodar as necessidades impostas pela pandemia, agora que vivemos um cenário mais otimista, também teremos que nos adaptar.

Desde março de 2020, houve quem perdeu o emprego, quem teve redução de jornada e, consequentemente, de renda… Foram muitas as mudanças, e não foi diferente com as finanças pessoais.

Por isso, Ludmila ressalta que rever a situação atual do planejamento financeiro é um passo essencial a ser dado num primeiro momento. Isso porque nosso dinheiro não potencializou na mesma proporção que nossos desejos de sair, ir ao cinema ou viajar.

white ceramic mug with coffee on top of a planner

“Mais do que nunca, cada um de nós sentiu a importância de ter valores na reserva de emergência. Se a sua não estiver pronta, escolha desejos mais baratos, como saídas e idas ao cinema, e deixe a viagem um pouco mais para a frente”, sugere.

Para ela, é importante lembrar que tudo estará nos esperando nessa retomada, e podemos realizar todos esses desejos de forma orgânica, sem precisar comprometer o orçamento.

2. Entenda o que é essencial para você e para o seu momento

Como já vimos, a pandemia tornou ainda mais evidente a nossa capacidade de fazer ajustes para que as contas fechem no final do mês, especialmente para aqueles que não acreditavam que isso era possível.

Tempos difíceis nos permitem enxergar com mais clareza o que de fato é indispensável e, nesta retomada, temos a oportunidade de rever o que definimos como essencial ou não.

Ludmila provoca: “Agora é o momento de sentar e refletir: o que você escolhe retomar e o que pode ser descartado definitivamente do seu consumo habitual”?

Se você conseguiu diminuir o número de refeições por delivery, por que não tentar manter o hábito de cozinhar e começar a levar sua própria marmita para o trabalho?

Se você tem saído à noite depois do expediente, ou tem aproveitado os finais de semana para encontrar os amigos em um café ou bar, que tal reavaliar as assinaturas de programas de streaming?

Com relação aos próprios encontros fora de casa: por muitos meses, a única maneira de fazê-los era em uma praça, com máscaras e distanciamento. Se sair para comer e beber está mais caro, por que não alternar com os encontros gratuitos ao ar livre?

LEIA TAMBÉM | Saúde financeira: 3 passos para fazer um check-up das suas finanças

3. Estabeleça objetivos alcançáveis 

Uma das formas mais eficientes de se organizar financeiramente é levar em conta os nossos objetivos.

Seja o dia da liberdade financeira, uma viagem ou a compra de um imóvel, objetivos nos ajudam a organizar nossas finanças de modo a encontrar um equilíbrio entre os nossos sonhos para o futuro e as necessidades e desejos do presente.

E para alcançar estes grandes objetivos de vida, é importante estabelecer pequenos objetivos para o dia a dia. Mais especificamente, objetivos que você possa cumprir.

Especialmente neste momento de retomada, em que a vontade de viver o presente está tão latente em todos nós. “O principal é entender o que este próximo ano representa para cada desejo. 2022 será um tijolo na construção de um sonho ou o momento da conquista dele?”, aponta a especialista.

Se você sente que dedicar tempo aos reencontros presenciais é a sua prioridade agora, talvez a viagem que você planeja possa esperar um pouco mais.

Da mesma forma, se você já não consegue sequer dormir direito pensando em fazer as malas e entrar em um avião, quem sabe trocar uma janta em um restaurante com os amigos por um piquenique no parque seja uma boa ideia?

“Diversifique! Crie pequenos, médios e grandes sonhos. Comemore as pequenas conquistas: isso irá lhe impulsionar e motivar para as grandes realizações”, ressalta Ludmila.

E ela finaliza: “Não esqueça da dica de ouro: para isso tudo funcionar, você precisa de disciplina, disciplina e disciplina”!

Entrando em 2022 com o pé direito

E então, já bateu aquela vontade de colocar a casa em ordem e voltar a sonhar alto? A Warren pode ajudar!

Aqui, você pode investir por objetivos: para cada um deles, você cria uma carteira de investimentos e nós sugerimos as melhores opções — de acordo com o seu perfil, o quanto você tem para investir e o prazo do seu objetivo.

Investir não precisa ser complicado. Quer experimentar? Abra sua conta e comece agora mesmo.

Se você gostou da leitura, talvez também se interesse por:

ebook reserva banner 1280x240 2 1