Você é um trader ou um investidor?

A primeira pergunta que faço é: você é um trader ou um investidor? 

Dependendo da resposta, já sei se terá sucesso e se terá grande chance de se ferrar. 

Quem é o trader?

aguia, ilustração

O trader é a águia

É aquele que tira do mercado toda a sua remuneração. Fabrica dinheiro com poucos cliques ao olhar avidamente as movimentações do mercado como a ave ágil e destemida em busca da sua presa. 

Acorda em uma mansão, finaliza o dresscode com um Patek no pulso e na garagem escolhe se é dia da Maserati preta ou da cinza. E, bem, é exatamente neste momento que você acorda do sonho — ou da mentira que os YouTubers charlatões contam. 

Na verdade, o trader é um ferrado. 

É aquele que aposta no mercado toda a sobra do salário que ganha e, na maioria das vezes, perde este dinheiro. 

Mas, no mês seguinte, o salário entra novamente, surge outra estratégia “imbatível” vendida por algum professor mestre na arte de fórmula de lançamento (não de operar), compra mais uma tela para somar com as outras 19 que já tinha e, agora, sim. Agora, vai! 

Acredita que aqueles R$ 500 virarão R$ 1 milhão e começa tudo de novo.  

A realidade é que, muito provavelmente, a águia será comida pelo rato que tentava comer, e os R$ 500 virarão pó. De novo.

LEIA TAMBÉM | Investir em ações no curto prazo: é possível ganhar dinheiro? 

O trader de sucesso existe?

Não quero estragar seu sonho. O Trader de sucesso existe, sim. Mas é uma espécie rara. Muito rara

Estou no mercado há quase 20 anos e posso contar nos dedos de uma única mão as pessoas que conheci que, de fato, ganham consistentemente no mercado com trade.

 Então a probabilidade de que você vire um Trader e, efetivamente, ganhe rios de dinheiro é muito baixa. 

É tipo você começar a jogar futebol e virar o Neymar — ou escolha o jogador que você entenda que merece estar nesta analogia, sem clubismo. 

Mas eu preciso concordar que é muito divertido fazer trade. 

É excitante ganhar dinheiro em segundos. Melhor que sexo, alguns dirão. Você se sente orgulhoso de si mesmo e livre. 

Foi você que conseguiu, foi você que clicou no mouse e também não precisou dar satisfação ou aturar um chefe mala. Você jogou no vermelho 23 e a bolinha caiu nele. Você é Deus! 

Mas, será que é isso mesmo ou foi só essa aposta que deu certo?

LEIA TAMBÉM | Day trade: o que você precisa saber para iniciar os seus estudos 

Quem é o investidor? 

formiga, ilustração

O investidor é a formiga. 

Ser um investidor, aparentemente, não é tão cool quanto ser um trader. Você prefere ser chamado de águia ou de formiga? Seja honesto. 

E o investidor não tem as tais 20 telas na frente e não faz stories dentro de um iate em Dubai cercado de mulheres ou homens seminus.

O  investidor é o nerd que está preocupado com a estratégia de longo prazo de acumular um patrimônio absurdo para, depois, viver dos rendimentos que esse patrimônio dará. A renda passiva. 

O investidor é aquele que tem tantas ações pagando bons dividendos, tantos títulos de renda fixa pagando bons yields, tantos fundos imobiliários distribuindo rendimentos que não precisa se preocupar em olhar o mercado o tempo inteiro para tomar decisões difíceis em segundos.

O investidor acorda em sua casa, em frente ao armário finaliza o dresscode com uma camiseta branca comprada, provavelmente, na Renner. 

A camiseta é de ótima qualidade e ele poderia comprar o que quisesse, mas ele não precisa provar nada pra ninguém. E também não julga ninguém. 

Cada um com seu cada um e com sua preferência por grifes, mas o que o investidor prefere é poder utilizar a diferença de preço entre camisetas para comprar mais ações, mais cotas de fundos, mais ativos de renda fixa.

O trabalho do investidor não é o mercado financeiro: ele é um médico, designer, arquiteto, jornalista, desenvolvedor, empacotador, engenheiro, marketeiro, ou qualquer outro setor em que ele é bom. 

E seu comportamento, normalmente, é viver uma vida tranquila e feliz, sendo a sua melhor versão no trabalho e na vida pessoal. 

Se você se interessa pelo mercado financeiro, assine a Warren Pills e fique sempre informado de forma leve e descontraída.

Isso significa que o investidor é alienado?

Não me entenda mal. Ele não precisa, necessariamente, ser um completo alienado em investimento. 

Inclusive muitos desses nerds acompanham, sim, as oscilações e os portais de notícias, leem a Warren Pills e a Magazine e, eventualmente, quando realmente estão sem nada pra fazer, assistem a uma live do Tito na Warren. 

Mas não costuma existir um FOMO (Fear of Missing Out ou medo de ficar de fora, em portugês) muito alto nos investidores. 

Não costumam ter o perfil de sair comprando e vendendo ações loucamente por algum movimento de mercado ou algum Twitter que leram. 

O investidor só quer estar bem informado, quer rir às vezes e continuar sua jornada de longo prazo de construção de patrimônio.  

Em vez de águias que vão pra guerra em cada tentativa de buscar comida, os investidores são como formigas — as formigas consistentemente, durante um longo período, vão acumulando mais e mais comida, um passo de cada vez. 

No início, sim, vai parecer pouco. 

“Eu caminhei tudo isso e só consegui essa pequena folhinha?”, ele pode pensar no primeiro dia. No segundo dia? Ainda continuará parecendo pouco. Talvez por um certo tempo pareça. 

Mas dias, semanas e meses vão passando e a formiga, com disciplina e foco, vai acumulando mais e mais. 

Até que, quase sem perceber, o investidor acumulou uma quantia interessante. E, quando ele chega nesse momento, não se deslumbra. 

Opta por seguir com disciplina e foco, fazendo o bolo aumentar ainda mais e, com os juros compostos ao seu lado, potencializando seu patrimônio cada vez mais. 

O bolo começa, então, a crescer sozinho e em algum momento o crescimento da rentabilidade passiva já é maior do que o próprio esforço mensal ou anual do investidor. 

Quer investir com transparência? Conheça a Warren e comece agora.

Seja um investidor, não seja um trader

Ao mesmo tempo que conheço poucos traders que ganham dinheiro com consistência, conheço milhares de investidores que já chegaram em um patrimônio tão grande que podem tirar suas rendas passivas e viverem tranquilos.

Tudo isso para dizer: seja um investidor, não um trader

Ou pelo menos seja um investidor com 99% do seu dinheiro e se divirta sendo um trader com, como diria Wesley Safadão, aquele 1%. 

Não corra o risco de perder tudo e ter de zerar o mês. 

Se você quer viver a emoção do dinheiro em um clique, não vou impedir você de fazer isso. 

Mas aconselho: faça com uma pequena parcela do seu patrimônio. Uma quantia que não prejudique você ou a sua família.

Investir bem é cuidar do que você conquistou e está conquistando para ter uma recompensa ainda mais interessante no futuro. 

Acredite em mim: todos podem ficar ricos no longo prazo.

Um passo de cada vez. 

Se você gostou deste artigo, talvez também se interesse por: