A tendência de investimentos socialmente responsáveis é passageira?  

Saiba mais sobre a onda de investimentos atrelados a índices de governança corporativa e responsabilidade social

Tem-se falado bastante sobre investimentos atrelados a índices ESG, ou seja, diretamente ligados a questões ambientais (environmental), sociais (social) e de governança (governance). Seria uma tendência passageira? Como se comportam os investimentos deste tipo? 

Nós acreditamos em investimentos com retorno ajustado a ética e, por isso, lançamos em 2019 o Warren Green e, em março de 2020, o Warren Equals. Ambos são fundos de ações, mas cada um investe a partir de índices distintos. O Green investe apenas em ações de empresas brasileiras e americanas que atendem a critérios de sustentabilidade e governança. E o Equals somente em companhias, também do Brasil e dos EUA, que possuem políticas internas de equidade de gênero.

Tendência fundamentada com pesquisa e resultados

A tendência deste tipo de investimentos é passageira ou apenas para soar como um discurso bonito?

“Não é moda. Existem números que comprovam a eficácia dessas práticas no crescimento de grandes empresas e o mercado financeiro já está atendo a estes movimentos”, afirmou nosso gestor, Thomaz Fortes.

Empresas com políticas de diversidade de gênero nos seus conselhos foram mais lucrativas do que companhias que não incentivam essa cultura nos últimos anos, conforme estudo da S&P Global Market Intelligence, após examinar performance de organizações com mulheres ocupando cargos de CEO e CFO. 

O Goldman Sachs é um exemplo de um grande banco mundial que assumiu um potente compromisso de um banco com a diversidade nas empresas. O CEO David Solomon afirmou no último Fórum Econômico Mundial em Davos que o banco não irá mais coordenar IPO (Sigla em inglês para Oferta Pública de Ações) de empresas que não tiverem pelo menos alguma minoria não ainda bem representada no conselho, com foco nas mulheres.

O Fundo Warren Equals, por exemplo, tem sua estratégia baseada em pesquisas de performance de companhias no mundo que trabalham com políticas de equidade de gênero. Como o Bloomberg Genter-Equality Index, que é um índice feito em cima de 75 métricas divididas em contextos de: liderança, remuneração, cultura inclusiva, políticas anti-assédio sexual e marcas pró-mulher.

É importante ressaltar que estes critérios não são apenas um discurso politicamente correto. Pois boas práticas levam a empresas mais saudáveis, com marcas mais relevantes e maior atração e retenção de talentos.

Além disso,  Daniel J. Sandberd, PhD, CFA da Quantamental Research e líder do time de pesquisa da S&P Global Market Intelligence Quantamental afirmou: “Quando as mulheres lideram, as firmas ganham”. O estudo apontou, que empresas com CFOs mulheres são mais rentáveis e geraram lucros de 1.8 trilhões de dólares no horizonte de tempo da pesquisa. 

Fundos socialmente responsáveis da Warren

O fundo Warren Equals e o fundo Warren Green, ambos, estão disponíveis para investir na nossa plataforma e são exclusivos para clientes da Warren.

Se você ainda não investe com a gente, abra sua conta de graça e comece agora. Clique aqui.