“Deveria ter começado mais cedo” e outras armadilhas para o seu bem-estar financeiro  

Apesar dos diversos números, tabelas e gráficos que fazem parte do processo, planejar as suas finanças e investir não são tarefas puramente racionais.

Neste artigo, elencamos algumas armadilhas do pensamento que podem frustrar você na sua busca por bem-estar financeiro. Afinal, o bem-estar financeiro não é apenas o ato de investir bem e quitar as dívidas: é também a garantia de uma mente tranquila quando o assunto é dinheiro.

Conhecendo algumas frustrações comuns a muitos investidores, esperamos que você se apodere ainda mais das suas emoções na hora de lidar com o seu planejamento financeiro, evitando perder energia com sentimentos negativos que não contribuirão para a sua liberdade financeira.

Vamos lá?

“Deveria ter começado mais cedo”

Você pode ter 25 ou 50 anos e ainda sim se deparar com este sentimento, o de que a tarefa de planejar a sua vida financeira com cuidado deveria ter sido um foco do seu “eu do passado”.

Aqui, entra em jogo o arrependimento por ter deixado tanto tempo o dinheiro na poupança, rendendo abaixo da inflação, ou até mesmo a dor de ter estourado o cartão de crédito tantas vezes, pagando altas taxas de juros.

No lugar de chorar pelo leite derramado (ou pelos reais desperdiçados), use este sentimento para dar resiliência à sua vida financeira agora que o planejamento entrou no seu radar.

Os erros do passado não podem ser desfeitos, mas podem se tornar lições valiosas para as suas escolhas do futuro. 

SAIBA MAIS | Sim, comprar dá prazer. Entenda por que compramos para nos recompensar e como lidar com isso

“Nunca vou alcançar todos os objetivos que quero”

Um bom planejamento financeiro passa pela determinação de objetivos de vida. Afinal, é preciso entender os sonhos e metas que motivam você a organizar suas finanças, poupar e investir com inteligência.

A etapa de definição de objetivos, no entanto, pode ser marcada por uma certa ansiedade angustiante, uma sensação de que a linha de chegada está longe demais.

“Se hoje tenho uma dívida de R$ 3000 reais no banco, é impossível que um dia eu saia do negativo, acumule capital e consiga comprar o meu sonhado apê.”

A sorte de todo bom investidor é ter como aliado o tempo. Ao planejar sua vida financeira, tenha em mente que sua disciplina será potencializada pelo poder do longo prazo.

LEIA TAMBÉM | Por onde começar o seu planejamento financeiro: passo a passo

“Perdi uma oportunidade única de investir nesta ação que valorizou tanto”

Olhando especificamente para os investidores com perfil moderado ou agressivo e que gostam de comprar títulos na bolsa de valores, o que não faltam são oportunidades para olhar para o passado e se arrepender do que não foi feito — ou melhor, do que não foi investido.

Muitos investidores olham para os retornos passados de um investimento e acabam sofrendo por não terem “entrado” antes naquele mercado. 

Quer um exemplo? 

Nos últimos cinco anos, a ação da Weg, listada na B3, valorizou mais de 400%. 

Fica fácil olhar para trás e sonhar com uma máquina do tempo para que, lá em 2016, você colocasse todo o seu patrimônio neste papel.

Só que, na prática, esse sentimento ignora a importância da diversificação

Afinal, se o investidor da Weg viu sua aplicação crescer mais de 400%, quem investiu todas as suas fichas nas ações da Oi durante o mesmo período sofreu com mais de 50% de desvalorização.

Apostar todas as fichas em um investimento só é um tiro no escuro que coloca em risco o seu patrimônio. 

Em vez de se arrepender pelas ações que você não comprou antes do sucesso que elas fizeram na bolsa, foque sua energia em respeitar o seu perfil de risco e investir em ativos com fundamentos nos quais você acredita, sempre garantindo uma boa diversificação na sua carteira.

“Não vou dar conta de administrar minha vida financeira sozinho”

Boletos, fatura do cartão, investimentos, apólices de seguro, financiamento de imóvel… Tem vezes que a vida financeira parece testar a nossa capacidade de dar conta de tudo sozinho.

A boa notícia é que você não precisa abraçar o mundo e fazer tudo sem acompanhamento

Para os seus investimentos, uma opção prática são as carteiras de investimentos administradas, na qual o seu dinheiro, a cada aporte, acompanha a estratégia de realocação de uma gestora de recursos especializada no mercado.

Além disso, se a tarefa de desenhar o seu planejamento financeiro parece pesada demais, hoje o mercado financeiro conta com inúmeros profissionais qualificados para que você não navegue no escuro.

Seja ao escolher uma plataforma de investimentos ou recrutar um planejador para sua vida financeira, atente para um detalhe muito importante: o alinhamento de interesses.

Escolha a alternativa que não possui taxas de comissão. Assim, qualquer escolha recomendada pela corretora ou pelo seu planejador fará sentido com os seus objetivos, e não com as comissões recebidas por eles.

Conheça a Warren. Abra sua conta e comece a descomplicar as suas finanças ainda hoje.

Quer continuar a leitura? Então confira os seguintes artigos: