Não se engane pelos carros de luxo: uma conversa franca sobre day trade  

Sabe aquela história de que a grama do vizinho é sempre mais verde? As redes sociais agravam isso ainda mais — e é esse sentimento que algumas pessoas no mercado financeiro querem causar nos seus seguidores. 

Muitas pessoas utilizam estratégias bem duvidosas para induzir pessoas que acompanham o seu conteúdo, que também é duvidoso.

Fotos de viagens pelo mundo, carros de luxo (muitas vezes alugados), relógios dos mais caros possíveis e, é claro, fotos da mansão que mora (ou locou temporariamente) e o foco no seu computador, para evidenciar que as conquistas vieram dos seus ganhos altos por meio de operações em day trade na bolsa de valores.

Pense em pessoas que estão preocupadas com os boletos que estão para vencer e se deparam com as imagens mencionadas acima. “Eles estão fazendo o certo. O que eu faço está errado!”, pensa o investidor inocente, prestes a se enganar.

Picaretas, apoiados por seguidores inocentes ou pessoas querendo enriquecer rápido, formam a receita completa para este cenário. Logo, suspeite de quem:

  • Ostentar bens materiais luxuosos 
  • Prometer (palavra-chave) ganhos diários ou % mensal
  • Garantir ganhos por meio das suas estratégias

Normalmente, quem está fazendo isso visa os iniciantes na bolsa de valores. Os experientes sabem que não é bem assim que funciona. 

Como é, então, o day trade da vida real?

Antes de tudo, saiba que não há garantia de nada, e sim muito estudo e muito conhecimento a ser adquirido. As pessoas estudam 5 anos (no mínimo) para se tornarem advogadas, engenheiras, publicitárias, enfim, mas desejam se tornar day traders em 10 dias! 

O Dr. Alexander Elder, que além de psiquiatra era um grande investidor, definiu em suas obras a base de tudo através dos 3 Ms: Money (dinheiro), Mind (mente), Method (método).

Na parte do dinheiro, Elder fala sobre gestão de risco. Se você tem um capital propício para operar, você deve priorizar sua sobrevivência no longo prazo. O capital vai variar de mercado para mercado, mas vamos trazer um exemplo simples para ficar fácil de entender.

Suponha que você tem R$ 1000 para operar em um mês útil de 20 dias. Ao operar na bolsa diariamente, é necessário trabalhar com uma meta, ou seja, você precisa saber até quanto você pode perder. 

Logo, se quiser operar todos os 20 dias do mês, você não pode perder mais que R$ 50 por dia. E convenhamos, é muito difícil perder todos os dias de um mês no mercado. Até porque, se você entrar em uma sequência ruim, o ideal é interromper todo seu operacional e rever o que está sendo feito.

Entrando no assunto da mente, temos todo o psicológico trabalhando contra nós. Em todo emprego do mundo, você trabalha por horas e recebe seu pagamento. Com o day trade, não é assim que funciona. 

Você trabalha por horas e pode acabar saindo no prejuízo. É mentalmente desgastante e afeta intensamente quem não está preparado para isso. O resultado acaba sendo antecipação de lucros (diminuindo-os) e prolongamento de prejuízos (recusando-se a aceitar a derrota). 

Voltando ao que comentei no início do texto, pensando em quem está com boletos prestes a vencer, imagina o efeito que tem estar se dedicando ao mercado e ter que lidar com o prejuízo, logo com uma conta para pagar. Não é fácil. 

Minha sugestão é: vá com calma. Tenha uma renda estável e uma reserva de emergência. Assim, não haverá todo esse peso mental ao operar na bolsa de valores por conta própria. 

Reserve somente um pouco do capital estável que recebe a cada mês para aplicar em suas operações. Em paralelo, estude e desenvolva uma maneira estratégica de operar (ou aprende a de alguém). 

Atualmente, com as tecnologias desenvolvidas, o trader tem ao seu dispor replays de mercado, recriando o que aconteceu em pregões passados. E é aí que chegamos ao último M de Elder.

O método é o que vai te levar para o próximo nível. Bolsa não é aposta, nem cara ou coroa. É método. Desenvolva o seu, treine incansavelmente e pratique no simulador enquanto vai trabalhando sua mente para entrar para as batalhas da realidade. 

Entra aqui uma questão conhecida por muitos traders experientes: o tempo de tela. Quanto mais tempo você acumula encarando as telas (a famosa experiência), mais esperto você fica. 

E, por fim, relembro: não espere resultados rápidos e um enriquecimento igual ao que você vê nas redes sociais. Afinal, talvez você esteja cobiçando uma riqueza de fachada, que nem é a realidade de quem a vende na internet.

Continue lendo nossos artigos. Aqui algumas sugestões: