Equals: Cultura e diversidade no mercado financeiro  

Diversidade é um assunto cada vez mais em alta em diversas áreas, tanto no campo pessoal, quanto no campo profissional. Isso acontece na esteira de um movimento feminino, LGBTQIA+ e negro cada vez mais forte na sociedade. Pensando nesse assunto, a Warren for Business convidou Kelly Gusmão, CPO da Warren, para uma transmissão ao vivo com Gustavo Ruiz, head B2B da Warren, sobre o assunto na última quinta-feira (2).

Na conversa, Kelly contou sobre sua trajetória trabalhando no mercado financeiro nos EUA, em Wall Street. “Trabalhei literalmente em Wall Street e posso dizer que muitos dos clichês que a gente vê no filme O Lobo de Wall Street eram verdade sim”, conta a executiva.

Kelly, que é uma das fundadoras da Warren, passou por diversas áreas da companhia até começar a organizar a área de Recursos Humanos. “Acredito que a cor da pele, identidade de gênero ou a orientação sexual não alteram em nada a performance de um profissional, e por isso compro a briga para trazer mais pessoas com perfil diverso para a Warren”, explica.

A profissional ainda foi uma das idealizadoras da iniciativa Warren Equals, que busca promover o investimentos e o mercado financeiro para mulheres, população negra e LGBTQIA+. Essa iniciativa conta com um um fundo de investimentos que aplica unicamente em empresas que tenham políticas que promovam a equidade. “Acreditava que precisávamos fazer algo para mudar o mundo e ajudar a promover mais inclusão no mercado”, relata.

Gustavo Ruiz conta que o próprio Vale do Silício, hoje o principal polo tecnológico mundial, é uma área composta por muita diversidade de pessoas. “Essa é uma região que quem puder visitar, eu recomendo muito, e que é construída por uma grande população de estrangeiro nos EUA e com muita diversidade”, explica o especialista no mercado financeiro.

Sobre a importância de uma boa cultura corporativa, Kelly fala que a Warren costuma buscar pessoas mais por critérios culturais do que técnicos. “A técnica a gente aprende, mas a cultura não. É importante que a empresa crie valores e uma cultura bem estruturada para que todos possam construir e colaborar com segurança. Os nossos valores são bem latentes e bem verdadeiros, assim como o nosso propósito e nosso desejo de mudar no mercado financeiro”, finaliza.

Caso você queira acompanhar a transmissão completa da Warren for Business, basta clicar aqui.