Como declarar seus investimentos na Warren no Imposto de Renda 2022  

Chegou a hora de se preparar para a declaração do Imposto de Renda 2022.

Neste ano, você tem até o dia 31 de maio para enviar sua declaração à Receita Federal.

Nossa recomendação é começar o quanto antes, porque a Receita Federal fez alterações no programa em 2022. Quem estava acostumado com os códigos utilizados nos anos anteriores vai precisar se adaptar.

É o seu caso? Não se preocupe: neste artigo, detalhamos tudo que você precisa saber sobre a declaração dos seus investimentos na Warren.

Acompanhe!

Quem deve declarar o Imposto de Renda em 2022?

Antes de entrarmos nos detalhes das aplicações da Warren e como elas devem ser declaradas, vamos esclarecer os critérios para a declaração do Imposto de Renda em 2022.

Aqui, é preciso lembrar que a reforma tributária, em tramitação no Congresso, ainda não provocou mudanças na declaração do IR em 2022. Se o texto for aprovado e sancionado, as mudanças devem valer apenas para 2023.

Mas, então, quem deve fazer a declaração neste ano?

Em resumo, todo contribuinte cuja renda tributável foi superior a R$ 28.559,70 em 2021 é obrigado a fazer a declaração do IRPF em 2022.

Além disso, também é obrigado a preencher a declaração quem teve rendimentos isentos, como pagamento de dividendos de empresas ou proventos de FIIs, que somem mais de R$ 40 mil.

Em relação aos investimentos, deve fazer a declaração quem tiver realizado qualquer operação na Bolsa de Valores, quem obteve ganho de capital na venda de bens e direitos, com cobrança de imposto, e pessoas que possuam bens e investimentos que somem mais de R$ 300 mil.

Há ainda outras regras que podem ser consultadas no site da Receita Federal, mas, em resumo, são esses os principais fatores que tornam a declaração obrigatória.

Como encontrar o Informe de Rendimentos da Warren

O primeiro passo para declarar seus investimentos na Warren é gerar o Informe de Rendimentos.

O Informe de Rendimentos da Warren pode ser encontrado por meio da área logada acessada via app ou navegador.

Basta fazer o seguinte caminho: no Menu, clique em Meus Investimentos. Em seguida, em Informe de Rendimentos. 

Um documento aparecerá, e você pode salvá-lo em formato PDF.

O documento tem este formato:

Informe de Rendimentos em mãos? Estamos prontos para avançar para a próxima etapa, mas, antes, precisamos dar um alerta.

A Receita Federal divulgou seu novo programa para o preenchimento do Imposto de Renda apenas no dia 07 de março, enquanto as empresas tiveram que emitir o informe até o fim de fevereiro.

Por isso, é provável que você receba um informe que pode estar desatualizado em relação ao novo programa da Receita.

Se isso acontecer, fique tranquilo, porque vamos explicar as principais mudanças para você se situar abaixo.

Vamos em frente?

Declarando os fundos de investimento das carteiras

As carteiras de investimentos na Warren contam com produtos como fundos de investimentos e títulos públicos do Tesouro.

Cada produto que consta nas carteiras deve ser declarado de forma individual na declaração, de acordo com as especificações que constam no Informe de Rendimentos.

Veremos os detalhes de cada produto a seguir, começando pelos fundos de investimento.

Em primeiro lugar, é preciso entender que os fundos de investimento precisam ser declarados em dois momentos na sua declaração do Imposto de Renda.

Até ano passado, funcionava assim:

O saldo relativo a cada fundo de investimento precisava ser inserido na aba “Bens e Direitos”, já os rendimentos das aplicações apareciam na aba “Rendimentos de Aplicações Sujeitas à Tributação Exclusiva/Definitiva”.

Assim, cada fundo de investimento aparecia duas vezes na sua declaração. Primeiro, para declarar que você os possui. Depois, para declarar os respectivos rendimentos. 

Agora, você pode fazer a declaração dos rendimentos já no momento de inserir os bens na aba “Bens e Direitos“. A Receita tornou o processo um pouco mais simples, já que você não vai precisar preencher duas vezes o mesmo CNPJ do fundo, por exemplo.

Veremos em detalhes a seguir:

Na aba Bens e Direitos

Começamos pela aba Bens e Direitos, onde cada fundo será declarado de acordo com seu código específico.

Cada fundo é declarado individualmente, e o código que você vai utilizar depende do tipo de fundo. 

Se você preencheu a declaração em anos anteriores, provavelmente está habituado aos códigos 72 para fundos de renda fixa e 74 para fundos de ações, correto?

Pois essa lógica mudou na declaração deste ano. Agora, a Receita dividiu a aba “Bens e Direitos” em diversos grupos, como você vê na imagem a seguir, ao clicar em inserir um novo bem e direito:

Talvez você lembre que, no ano passado, havia mais de 70 itens para escolher. Agora, esses itens foram agrupados em diferentes grupos, o que torna o processo um pouco mais organizado.

Como você viu na imagem, os grupos criados foram:

  • Bens Imóveis
  • Bens Móveis
  • Participação Societária
  • Aplicações e Investimentos
  • Créditos
  • Depósito à Vista e Numerário
  • Fundos
  • Criptoativos
  • Outros Bens e Direitos

O que nos interessa, ao declarar os fundos, é o grupo “7 – Fundos“.

Depois de selecionar o grupo 7, você terá uma lista com 12 códigos, e precisará escolher um deles para declarar cada fundo de investimento que possui.

Confira, na tabela abaixo, disponibilizada pela Receita Federal, o código que cada tipo de fundo recebe:

Para facilitar a sua vida, reunimos uma lista com os fundos da Warren, o respectivo CNPJ, o código antigo, que você usava para declarar até ano passado, e o código atual — além do grupo, que será sempre o 7.

Confira abaixo:

FundoCNPJCódigo antigoNovo grupoNovo código
Warren Tesouro Selic Fundo de Investimento Renda Fixa Simples24.986.670/0001-977271
Warren USA FIA29.577.706/0001-007474
Warren Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa30.271.177/0001-937271
Warren Omaha FIC FIM32.704.998/0001-007271
Warren Brasil FIA29.577.652/0001-757474
Warren Green FIA35.030.809/0001-407474
Warren Equals FIA – BDR Nível I36.401.557/0001-817474
Warren Tech FIA BDR Nível I37.282.649/0001-527474
Warren Games FIA BDR Nível I37.557.976/0001-707474
Warren Apollo FIA BDR Nível I28.839.048/0001-077474
Warren Asia FIA BDR Nível I42.150.975/0001-467474
Warren Cripto FIC FIM CP43.945.482/0001-657271
Warren Dólar Fundo de Investimento Cambial42.149.158/0001-787271
Warren IPCA Curto de Investimento em Renda Fixa Simples37.557.820/0001-997271
Warren Ísis FIC FIM CP37.282.459/0001-357271
Warren Multigestores FIA37.703.536/0001-837474
Warren Multigestores FIM41.517.570/0001-307271
Warren Multigestores Retorno Absoluto41.879.881/0001-407271
Warren Vênus FIM CP36.854.581/0001-767271
V8 CASH FI RF CRED PRIV30.509.221/0001-507271

Depois do grupo, do código e do CNPJ do fundo de investimento, você precisa discriminar a operação, no campo “Discriminação”.

Ali, reúna as informações que você possui sobre o investimento, detalhando o nome do fundo e da empresa que o distribui.

No campo abaixo, que pede a situação em 31/12/2020 e 31/12/2021, digite o valor que você possuía investido no fundo em cada data (a informação consta no Informe de Rendimentos). 

Se você investiu pela primeira vez em 2021, o campo relativo a 2020 ficará zerado.

Veja um exemplo hipotético abaixo, em que o investidor montou uma posição de R$ 20 mil no fundo Warren Tesouro Selic Fundo de Investimento Renda Fixa Simplesa, no passado:

Na aba Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva

Agora que você declarou o saldo que possuía nos fundos, é preciso declarar o rendimento auferido, conforme consta no Informe de Rendimentos.

Para isso, você pode acessar a aba Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva no menu principal, e selecionar a linha “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”, como era feito até ano passado.

O preenchimento é simples:

  • Tipo de beneficiário: não deve ser modificado, exceto se você não for o titular
  • Beneficiário: automaticamente aparecerá o seu nome 
  • CNPJ da fonte pagadora: é o CNPJ de quem executa o pagamento. O CNPJ da Warren é 92.875.780/0001-31. A única exceção, nos produtos da Warren, é a conta remunerada. Neste caso, deve ser informado o CNPJ da Warren Serviços Financeiros (CNPJ 26.710.471/0001-87)
  • Nome da fonte pagadora: seguindo a mesma lógica do CNPJ, você deve informar como nome da fonte pagadora “Warren Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio”. A única exceção é a conta remunerada, cujo nome da fonte pagadora é Warren Serviços Financeiros
  • Valor: a quantia obtida em 2021, conforme o Informe de Rendimentos

A outra opção, mais simples, é informar os rendimentos já no momento de declarar os bens na ficha “Bens e Direitos”.

Observe abaixo:

Note que, neste caso, ao inserir o rendimento por meio da aba “Bens e Direitos”, o programa vai puxar as informações do fundo que você já preencheu, tornando mais rápido o processo e bastando adicionar os valores que constam no Informe de Rendimentos, além do CNPJ da fonte pagadora.

Lembrando que o CNPJ da fonte pagadora é o CNPJ da Warren (92.875.780/0001-31) e não o CNPJ do fundo de investimento em questão. Se você não conseguir alterar manualmente no programa, recomendamos inserir os Rendimentos de forma separada, sem vincular aos Bens e Direitos, como explicamos acima.

LEIA MAIS | Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda: passo a passo com imagens 

Declarando títulos do Tesouro

Para declarar títulos do Tesouro, antes você utilizava o código “45 – Aplicação de renda fixa” na aba Bens e Direitos, declarando o saldo total em Tesouro Direto

Agora, você vai selecionar o grupo “4 – Aplicações e Investimentos” na aba Bens e Direitos. O Tesouro Direto entra com o código 02 – Títulos públicos e privados sujeitos à tributação (Tesouro Direto, CDB, RDB e Outros).

Ao inserir o saldo, preencha também o CNPJ da instituição financeira pela qual você investe (veja na imagem abaixo).

Já os rendimentos são declarados na aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva ou Definitiva”, no item “06 – Rendimentos sobre aplicações financeiras”, como você fazia até o ano passado, ou vinculando diretamente na aba Bens e Direitos, na mesma lógica que explicamos dos fundos. A fonte pagadora, neste caso, é a “Warren Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio”.

Todas essas informações constam no Informe de Rendimentos.

Declarando títulos isentos, como LCA e LCI

Os títulos isentos de Imposto de Renda, como LCI e LCA, são declarados também na aba Bens e Direitos.

Você vai escolher o grupo “04 – Aplicações e Investimentos” e o código 03 – Títulos isentos de tributação (LCI, LCA, CRI, CRA, LIG, Debêntures de Infraestrutura e outros), conforme imagem abaixo:

Insira o CNPJ do título, conforme orientações do Informe de Rendimentos, e na discriminação reúna as informações que você possui.

Os rendimentos isentos podem ser declarados de forma associada, como já explicamos acima, ao clicar em “Informar Rend. Isento” na parte inferior desta mesma ficha, ainda na aba “Bens e Direitos”.

Declarando o saldo e o rendimento da sua Conta Warren

O saldo na sua Conta Warren era declarado pelo item “45 – Aplicações de renda fixa” na aba Bens e Direitos. Exatamente como os títulos do Tesouro.

Agora, assim como os títulos do Tesouro, ele será declarado no grupo 04 – Aplicações e investimentos, com o código 02 – Títulos públicos e privados sujeitos à tributação (Tesouro Direto, CDB, RDB e outros).

O mesmo ocorre com os rendimentos provenientes da Conta em 2021, que são declarados na aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva ou Definitiva”, pelo item “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”.

Declarando os títulos da sua aba Bolsa

Pela aba Bolsa, clientes da Warren podem comprar e vender títulos negociados na Bolsa de Valores

Ações, BDRs, ETFs e FIIs são declarados da mesma forma, independentemente da corretora. 

Ou seja: as dicas aqui também servem caso você tenha algum desses títulos em outra empresa.

Novamente, tudo começa pelo Informe de Rendimentos, que neste são documentos enviados aos investidores pelos bancos escrituradores. 

Você receberá uma carta em casa com as informações, mas também é possível emitir os documentos pela internet, dependendo do banco em questão.

Tudo começa pela aba Bens e Direitos, mas é preciso ficar atento, porque aqui a Receita também promoveu alterações.

Na tabela abaixo, simplificamos as mudanças. Note que ações e BDRs são declarados em grupos diferentes dentro da aba Bens e Direitos, e FIIs e ETFs são declarados no mesmo grupo (7), mas com códigos diferentes:

Veja com atenção:

AtivoCódigo antigoNovo grupoNovo código
AçõesCódigo 31 (Ações)03 – Participações societárias01 – Ações (inclusive as listadas em Bolsa
BDRsCódigo 49 (BDR – Outras aplicações e Investimentos)04 – Aplicações e investimentos04 -Ativos negociados em Bolsa no Brasil (BDRs, opções e outros – exceto ações e fundos)
FIIsCódigo 73 – Fundos de Investimento Imobiliário07 – Fundos
03- Fundos de Investimento Imobiliário (FII)
ETFsCódigo 74 – Fundo de Ações, Fundos mútuos de privatização, Fundos de investimento em empresas emergentes, Fundos de investimento em participação e Fundos de investimentos de índice de mercado07 – Fundos
09 – Demais Fundos de Índice de Mercado (ETFs)

Discriminando as ações

Ao declarar ações, na discriminação, especifique a quantidade de cotas de cada produto, o CNPJ da empresa e o valor pago pelas ações. 

  • Exemplo: 100 ações PN de Petrobras (PETR4) adquiridas ao custo total de XXX. CNPJ: 33000167000101

Note que você não vai mencionar, aqui, o valor atual das ações, e sim o valor que pagou pela compra. Essa informação pode ser consultada através do preço médio informado no sistema CEI, da B3. 

Afinal, multiplicando o preço médio pelo total de ações que você tem, é possível saber o valor total investido.

Não é necessário especificar a corretora pela qual você adquiriu os produtos.

Em situação em 31/12/2020, mantenha o campo zerado caso o produto tenha sido comprado em 2021. Se você já possuía o produto antes de 2020, preencha o valor declarado no Imposto de Renda anterior.

Em situação em 31/12/2021, preencha com o valor que consta no sistema CEI da B3, ou no documento emitido pelo banco escriturador.

Os dividendos recebidos devem ser declarados na aba Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, selecionando a opção “09 – Lucros e dividendos recebidos pelo titular e pelos dependentes”, conforme consta no Informe de Rendimentos.

Já os Juros sobre Capital Próprio (JCP) devem ser declarados na aba Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva, com a opção “10 – Juros sobre capital próprio”.

Para mais informações, recomendamos a leitura do nosso artigo completo: Como declarar ações no Imposto de Renda: Passo a Passo Simples 

Declarando planos de Previdência Privada

Para declarar produtos relativos à previdência privada, há uma diferença entre os planos PGBL e VGBL.

Para planos PGBL, informe o valor das contribuições na aba “Pagamentos Efetuados”, usando o código “36 – Previdência Complementar”.

Lembre-se que o PGBL oferece a vantagem de abater 12% da renda bruta anual por meio dos pagamentos.

Não esqueça também de inserir o CNPJ da instituição responsável pelo plano de previdência.

Para planos VGBL, você deve declará-los como aplicação financeira, utilizando o código “06 – Vida Gerador de Benefício Livre” na aba de Bens e Direitos, grupo 99 – Outros Bens e Direitos.

Ainda tem dúvidas? Como o Imposto de Renda é um tema complexo, sempre vale a pena consultar um contador da sua confiança antes de emitir a declaração.

Além disso, conte com nosso atendimento pelo meajuda@warren.com.br para qualquer dúvida que surgir a respeito da declaração dos produtos que você possui na Warren.

Quer ler mais sobre o assunto? Veja também: