10 maiores empresas da China: descubra quais são e como investir  

Você sabe quais são as dez maiores empresas da China?

Nas últimas décadas, o mercado chinês vem passando por um processo de abertura ao comércio exterior e investimentos internacionais.

Aliado a isso, o governo do país asiático tem destinado pesados recursos a investimentos em aumento da produtividade e modernização da infraestrutura.

Como resultado, a China tem apresentado um histórico de sólido crescimento econômico e abriga hoje algumas das maiores empresas do planeta.

O ganho de competitividade e a expansão acelerada transformaram a China em um ambiente fértil de negócios, com amplas oportunidades para investidores internacionais.

Não é por acaso que cada vez mais investidores, no Brasil e no resto do mundo, vêm procurando informações sobre como investir na China e aproveitar esse crescimento.

Por isso, vamos apresentar neste artigo as dez maiores empresas da China e também as maiores em que você pode investir sem sair do Brasil. 

Quer conhecer quais são? Vamos juntos e boa leitura!

As 10 maiores empresas da China

As 10 maiores empresas da China, ilustração

Para esta lista, selecionamos as dez maiores empresas da China utilizando como critério o valor de mercado (market cap) em dólares, ou seja, a soma do preço de todas as ações.

1. Alibaba Group

O Alibaba Group, muitas vezes citado como a “Amazon da China”, é uma das maiores empresas de varejo, tecnologia e e-commerce do mundo, com valor de mercado em US$ 577,5 bilhões.

Quase 90% dos lucros do Alibaba são provenientes da sua imensa rede de comércio digital, que inclui os três maiores sites do planeta nas modalidades B2B (business to business), B2C (business to consumer) e C2C (consumer to consumer).

O grupo Alibaba fez história em 2014, quando levantou US$ 25 bilhões na estreia na Bolsa de Nova York (NYSE). O recorde só seria quebrado pelo IPO da Saudi Aramco, em 2019.

Em 2018, a empresa ainda quebrou o recorde global de vendas em 24 horas durante o feriado do Dia dos Solteiros na China (11 de novembro), arrecadando mais de US$ 30 bilhões.

Além do varejo, o Alibaba Group opera serviços de computação em nuvem e pagamentos digitais, desenvolve sistemas de inteligência artificial e é um dos maiores investidores globais em venture capital.

O código do BDR da Alibaba na Bolsa de Valores brasileira é BABA34

BDRs são ativos disponíveis na B3 que representam ações de empresas listadas fora do Brasil, permitindo uma exposição a essas companhias, sem obrigar o investidor a abrir conta em corretoras estrangeiras, por exemplo.

LEIA TAMBÉM | BDRs mais negociados da Bolsa: descubra quais são os 10 mais populares 

2. Pinduoduo 

Assim como o Alibaba, a Pinduoduo é outra gigante chinesa do e-commerce que oferece uma ampla variedade de produtos e tem ações negociadas na NYSE desde 2018.

O grande diferencial da Pinduoduo em relação às suas concorrentes é o modelo de negócios “social commerce”, que explora as redes sociais como ferramenta de precificação.

Através deste sistema, os usuários podem compartilhar informações dos produtos entre si e formar uma “compra em grupo” a preços mais baixos por cada unidade.

Desta forma, a Pinduoduo se destaca pela venda em massa (bulk selling) de bens de consumo simples, como papel higiênico ou lençóis, com descontos de até 90%.

Além disso, a empresa é pioneira no modelo C2M (consumer to manufacturer), no qual os produtores recebem dados e insights sobre as preferências dos consumidores.

Assim, as fábricas conseguem ajustar a produção sob demanda e cortar agentes intermediários, permitindo a oferta de bens a preços ainda mais baixos que os de mercado.

A empresa tem valor de mercado de US$ 158,24 bilhões e o código do BDR é P1DD34.

LEIA TAMBÉM | Bolsas de valores asiáticas: conheça as 7 maiores e veja como investir

3. PetroChina Company 

A PetroChina é uma das maiores empresas dos ramos de petróleo e gás natural do mundo. 

É uma companhia semiestatal cujo sócio majoritário é a China National Petroleum Corporation (CNPC), com ações negociadas na NYSE e nas bolsas de Xangai e Hong Kong.

A PetroChina atua em todos os segmentos dos setores petrolífero e de gás, incluindo prospecção, extração, refino, transporte e venda, além da produção de petroquímicos.

Além de possuir operações ao redor do globo, a PetroChina já foi a maior petrolífera do planeta e foi a primeira empresa do mundo a ultrapassar US$ 1 trilhão em market cap em 2007.

A empresa tem valor de mercado de US$ 138,85 bilhões, e o código do BDR na B3 é PTCH34.

LEIA TAMBÉM | Commodities: o que são, por que o Brasil é um expoente e como investir nelas 

4. China Life Insurance Company 

A China Life é a maior companhia de seguros de vida da China. Assim como a PetroChina, é uma semiestatal de capital aberto com a maior parte das ações retidas pelo estado chinês.

Os papéis da China Life são listados em Hong Kong, Xangai e também na NYSE.

Apesar do recuo no mercado de seguros de vida causado pela crise econômica da pandemia, a China Life Insurance registrou alta na receita e no total de ativos em 2020.

O Código do BDR no Brasil é L1FC34 e ela tem valor de mercado na casa dos US$ 127,63 bilhões.

LEIA TAMBÉM | Por que fazer um seguro de vida? 6 vantagens que você precisa analisar 

5. JD.com

A JD.com, também chamada de Jingdong, é uma das principais concorrentes do Alibaba Group no segmento de varejo online e e-commerce B2C.

Uma das maiores companhias mundiais do setor, a JD.com tem ações negociadas na Nasdaq e na Bolsa de Hong Kong.

Em relação às suas rivais, a Jingdong se destaca pelo alto investimento em inteligência artificial e em entregas por drones. 

A empresa vem testando aeronaves autônomas na China com capacidade para carregar centenas de quilos por entrega.

O código do BDR na B3 é JDCO34 e a empresa tem valor de mercado de US$ 118,02 bilhões.

LEIA TAMBÉM | BDRs pagam dividendos? Reunimos tudo que você precisa saber 

6. China Petroleum & Chemical Corporation

A China Petroleum & Chemical Corporation, conhecida internacionalmente como Sinopec, é outra gigante semiestatal dos ramos de exploração de petróleo e gás natural.

A Sinopec possui ações negociadas na NYSE, em Xangai e em Hong Kong, e também na Bolsa de Londres (LSE).

Assim como a PetroChina, a Sinopec é uma semiestatal controlada pelo Sinopec Group, o maior conglomerado mundial de petróleo, gás e petroquímicos, pertencente ao governo chinês.

Além das operações de petróleo e gás, a Sinopec produz etanol e biocombustíveis, como o biodiesel.

O código do BDR é C1HI34 e a empresa tem valor de mercado de US$ 80,36 bilhões.

LEIA TAMBÉM | Mercados emergentes: descubra quais são e como investir 

7. NetEase

A NetEase é uma das maiores companhias globais no ramo de serviços online, com foco no desenvolvimento de jogos e aplicativos.

As ações da NetEase são negociadas na Nasdaq, sendo uma das componentes do índice Nasdaq 100.

Além dos videogames, seu principal segmento de atuação, a NetEase possui um aplicativo de streaming de música semelhante ao Spotify e opera um serviço de email.

A NetEase é conhecida mundialmente por fechar parcerias com empresas ocidentais para publicar versões chinesas de produtos como jogos, histórias em quadrinhos e cursos online.

Com valor de mercado de US$ 74,39 bilhões, o BDR da empresa é NETE34.

LEIA TAMBÉM | Tencent: como investir na gigante chinesa dona do League of Legends 

8. Baidu

Frequentemente chamado de “Google da China”, o Baidu é uma multinacional de inteligência artificial e serviços de internet.

O mecanismo de busca do Baidu é o mais utilizado na China e o segundo mais acessado no mundo, após o Google.

A empresa também oferece uma gama de serviços como armazenamento em nuvem, mapas, rede social, tradutor, enciclopédia e curadoria de notícias.

As ações do Baidu são negociadas na NYSE e na Bolsa de Hong Kong (SEHK).

A Baidu possui valor de mercado de US$ 66,5 bilhões e o código do BDR no Brasil é BIDU34.

9. KE Holdings

A KE Holdings é uma gigante chinesa do mercado imobiliário, a maior em operação no país asiático.

O modelo de negócios da KE combina serviços imobiliários tradicionais com uma plataforma imobiliária online, realizando milhões de negócios por ano.

Em 2020, a KE Holdings realizou seu IPO na NYSE e levantou mais de US$ 2 bilhões em sua estreia no mercado norte-americano.

A empresa tem valor de mercado de US$ 58,01 bilhões e ainda não possui BDRs negociáveis.

LEIA TAMBÉM | Investir em FIIs ou em imóveis: compare as vantagens e desvantagens 

10. NIO Inc.

A NIO é uma multinacional sediada na China do ramo automobilístico, com especialização na montagem e venda de carros elétricos. As ações da NIO são negociadas na NYSE. 

Além de veículos utilitários (SUVs) e carros esportivos, a companhia também participa da Fórmula E, uma competição esportiva de carros elétricos.

A NIO atua ainda no desenvolvimento de carros autônomos e inteligência artificial para veículos.

Ao contrário de outras gigantes do setor de veículos elétricos, como a Tesla, a NIO se destaca por focar no sistema de troca de baterias e possui uma ampla rede de estações espalhadas pela China.

Assim como a KE Holdings, a NIO ainda não possui BDRs na B3. O valor de mercado da empresa é de US$ 55,40 bilhões.

Como investir nas maiores empresas da China?

Como investir nas maiores empresas da China, ilustração

Existem algumas maneiras de investir nas maiores empresas da China sem sair do Brasil. As principais são por meio de BDRs, ETFs ou fundos de investimento com foco no país asiático.

BDRs

Grande parte das maiores empresas da China que listamos neste artigo podem ser compradas ou vendidas diretamente na B3, através de Brazilian Depositary Receipts (BDRs).

Essencialmente, os BDRs são uma espécie de ativo lastreado a ações que são negociadas em outras bolsas de valores, geralmente a NYSE ou a Nasdaq.

Vale lembrar que os BDRs apenas simulam o desempenho das ações originais nas bolsas estrangeiras — isto é, o proprietário de um BDR não se torna acionista da companhia.

Por outro lado, os BDRs de empresas que pagam dividendos no exterior rendem dividendos normalmente no Brasil, embora estes lucros estejam sujeitos à tributação no país de origem e às taxas cobradas pelas instituições emissoras no mercado nacional.

LEIA TAMBÉM | Como declarar BDRs no Imposto de Renda: passo a passo 

ETFs

Outra forma de investir nas maiores empresas da China é através de Exchange Traded Funds (ETFs), ou seja, fundos de investimentos negociados na bolsa de valores.

Atualmente, os investidores brasileiros podem aplicar em dois ETFs negociados na B3: o Trend China (XINA11) e o BCHI39.

Ambos ETFs rastreiam o índice iShares MSCI China, gerido pela BlackRock e negociado na Nasdaq.

A grande diferença entre o XINA11 e o BCHI39 é que este último não é tecnicamente classificado como ETF, mas como um BDR do ETF negociado em Nova York.

O BCHI39 possui um custo menor, porque o XINA11 embute, além da taxa de administração original do ETF no exterior, mais uma taxa de 0,3%, que se acumula ao valor já pago lá fora.

Outra diferença do BDR de ETF é que ele distribui dividendos aos acionistas, mesmo que haja um IOF e uma tarifa cobrada pelo banco responsável pelo BDR. 

Já o XINA11, por ser um ETF nas normas da B3, reinveste os dividendos e não distribui aos acionistas.

Fundos de investimento focados na China

Além dos ETFs, existem opções de fundos privados de investimento no Brasil que aplicam em ações de empresas chinesas.

É exemplo é o fundo Warren Global Factors, que investe no mercado asiático.

No Warren Global Factors, nossos gestores utilizam uma abordagem de multifatores para investir em ações nos mercados americano, europeu e asiático, buscando rendimentos acima do índice MSCI World, com exposição cambial.

Ou seja: trata-se de uma excelente oportunidade de investimento para investidores de longo prazo e de perfil arrojado, que desejam diversificar o patrimônio e explorar o mercado global.

Quer começar? Abra sua conta na Warren e comece agora mesmo.

Neste artigo, você conheceu as 10 maiores empresas da China em valor de mercado, e também aprendeu como investir nessas companhias.

Como vimos, investir nas maiores empresas da China é uma alternativa cada vez mais viável e acessível para investidores que desejam diversificar o seu portfólio sem sair do país.

Quer começar a investir na Warren? Descubra o seu perfil de investidor e comece a investir.