Melhores BDRs para 2022: 5 oportunidades para você analisar  

Se você quer dar um passo adiante na sua jornada de investidor no ano que está começando, nossa dica é investigar os melhores BDRs para 2022.

BDRs (Brazilian Depositary Receipts, ou Certificados de Valores Mobiliários) são ativos negociados na Bolsa de Valores do Brasil com lastro em ações estrangeiras.

Com eles, você pode investir nas maiores empresas do mundo sem precisar abrir uma conta em uma corretora internacional e enviar dinheiro para fora do país.

Isso mesmo: você pode atrelar seus investimentos a gigantes como Apple, Google, Amazon e Netflix. E a tantas outras organizações com várias décadas de tradição nos mais diversos segmentos da economia.

Mas a decisão de investir em uma empresa desse porte não deve ser motivada só pela fama da marca.

Neste post, vamos ajudar você a encontrar os melhores BDRs para compor sua carteira de investimentos em 2022.

5 melhores BDRs para analisar em 2022

Antes de prosseguir, tenha em mente que não existe um ativo que possa ser considerado o melhor para qualquer investidor. Isso vale para BDRs, ações, títulos de renda fixa, enfim, para todos os investimentos.

A escolha do melhor BDR é individual, deve levar em consideração o seu perfil de investidor, disposição ao risco, objetivos pessoais e prazos de resgate.

A lista a seguir, portanto, tem a intenção de ajudar você a analisar os ativos e a tomar suas decisões por conta própria.

Outro ponto importante a ter em conta é que esses ativos são cotados em dólar, ou seja, o preço do BDR varia de acordo com a oscilação do preço da ação na bolsa estrangeira, mas também com a moeda americana.

LEIA MAIS | Melhores ações para 2022: 5 oportunidades para você investir

Ao detalhar os BDRs e suas respectivas cotações, porém, vamos deixar de lado o fator câmbio, focando apenas no desempenho da empresa.

Por fim, é importante deixar claro que os ativos listados a seguir não são recomendações de investimento.

Dito isso, vamos à lista! Veja algumas opções de BDRs para investir em 2022:

Tesla (TSLA34)

Assim como o Facebook, a imagem da Tesla está muito atrelada à do seu fundador e líder, Elon Musk. A companhia desenvolve carros elétricos como forma de acelerar a transição para energias sustentáveis.

Nos últimos meses, as ações da Tesla caíram, com anúncios de recall e Musk vendendo uma parte considerável de suas ações.

Apesar disso, tiveram um bom desempenho no consolidado de 2021, com alta de 27,53% até o dia 20 de dezembro.

Por outro lado, as altas fantásticas observadas nos últimos anos podem gerar algum tipo de dúvida. O questionamento é se o preço das ações já atingiu seu patamar máximo.

Outro desafio é o crescimento dos concorrentes — os atuais, como a chinesa BYD, e os novos players, já que fabricantes de carros e empresas de tecnologia passaram a olhar o mercado de automóveis elétricos com mais carinho.

Por fim, as desconfianças em relação à segurança dos veículos, com os já citados recalls, pode ser mais um fator negativo.

A projeção da Tesla, no entanto, é de continuar com o crescimento nas receitas, inaugurar novas fábricas e colocar sua picape elétrica Cybertruck em produção.

Em 2021, as vendas e leasing de automóveis geraram uma receita de US$ 12 bilhões no terceiro trimestre, contra US$ 7,6 bilhões no mesmo período de 2020.

O resultado líquido total da Tesla neste período foi de US$ 1,7 bilhão, um aumento de 360% em relação ao resultado de US$ 369 milhões obtido no terceiro trimestre de 2020.

Deixando a especulação de lado, portanto, os números mostram uma empresa em pleno crescimento e com bastante chão para expandir ainda mais.

LEIA MAIS | Como declarar BDRs no Imposto de Renda: passo a passo

Datadog (D1DG34)

Outra empresa que listamos aqui como uma possível BDR para investir em 2022 é a Datadog, uma plataforma que agrega métricas de equipes de desenvolvimento, empresas de tecnologia e aplicações na nuvem.

A solução organiza informações e processa dados, permitindo monitorar e controlar melhor a infraestrutura de tecnologia e dando mais agilidade às operações.

Um produto totalmente alinhado com a nova era da economia, em que os protagonistas são serviços digitais baseados na nuvem.

Considerando que o mercado da tecnologia é muito dinâmico e se transforma com rapidez, o ritmo com que a companhia inova e agrega valor às empresas que utilizam seu produto é um grande diferencial da Datadog.

No final de outubro, realizou a Dash, sua conferência anual com usuários, e anunciou uma série de novos produtos e funcionalidades em sua plataforma.

No dia 30 de setembro de 2021, a empresa tinha 1,8 mil clientes gerando ARR (receita recorrente anual) de US$ 100 mil ou mais, 66% a mais que o registrado em 30 de setembro de 2020.

Suas receitas foram de US$ 270 milhões no terceiro trimestre de 2021, representando um crescimento de 75% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

Os lucros apresentados no mesmo balanço resultaram em um lucro por ação de US$ 0,13, quase o dobro do que era estimado.

Suas ações são negociadas na Nasdaq e tiveram alta de 67% no consolidado do ano até o dia 20 de dezembro de 2021.

Um reconhecimento do mercado a uma companhia que se coloca cada vez mais como um player importante no mercado da tecnologia e inovação.

Meta (FBOK34)

Talvez você nem reconheça essa empresa pelo seu nome, mas é pouco provável que nunca tenha usado suas plataformas.

Meta é o novo nome (desde outubro de 2021) da companhia que é dona de Facebook, Instagram e WhatsApp, entre outros produtos e serviços.

Estamos falando de três dos serviços digitais mais usados atualmente e na história da internet. Só isso já é motivo mais do que suficiente para sempre incluir a Meta nas suas análises.

Entretanto, mesmo sendo uma gigante da tecnologia, a empresa enfrenta suas dificuldades. O escândalo da Cambridge Analytica, por exemplo, fez Mark Zuckerberg ter de se explicar ao Senado americano em 2018.

Em dezembro de 2020, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos processou a companhia por monopólio, por controlar Facebook, Instagram e WhatsApp.

Mas se analisarmos os resultados, a organização vem registrando aumento nas atividades em suas plataformas e crescimento nas receitas.

Até o fim do terceiro trimestre de 2021, a empresa teve US$ 28,3 bilhões em receitas com publicidade, contra US$ 21,2 bilhões no mesmo período em 2020.

Já o número de usuários ativos diários (DAUs, média de usuários que utilizam um app ou site por dia) aumentou 6% em relação ao ano anterior.

Se você pensa que o negócio das redes sociais não tem muito futuro ou que novos apps e redes sociais, como o TikTok, representam uma grande ameaça, considere que os planos de Zuckerberg são expandir para outros lados do mundo digital.

Para todos os lados, na verdade, pois a intenção da companhia é focar no metaverso (troca de nome para Meta reforça o plano), investindo forte em conectividade, realidade virtual, realidade aumentada e inteligência artificial.

Até o dia 20 de dezembro de 2021, sua ação custava US$ 325,45 na bolsa de Nasdaq, tendo registrado uma alta de 32,88% no acumulado do ano.

Zynga (Z2NG34)

Poucos mercados têm crescido tanto nos últimos anos quanto o dos games.

A Zynga, desenvolvedora americana com sede em São Francisco, negocia ações na Nasdaq e produz jogos como aplicativos de celular e do Facebook, aproveitando-se da rede social para conectar os jogadores.

Em seu catálogo estão os games Farmville, CSR Racing, Golf Rival,  Hair Challenge, Empires & Puzzles, Merge Dragons e vários outros.

As receitas vêm crescendo: foram US$ 705 milhões no terceiro trimestre de 2021, contra US$ 503 no mesmo período de 2020.

Nessa janela, a Zynga teve prejuízo de US$ 42 milhões, que atribuiu a um custo único com propriedades e equipamentos.

Mesmo assim, o resultado foi melhor que o do terceiro trimestre de 2020, quando a organização teve um prejuízo de US$ 122 milhões.

Para os próximos meses, a expectativa é de fechar 2021 com a maior receita anual de sua história, melhorar o custo de aquisição de usuários e continuar crescendo.

Tanto que, em outubro, finalizou a aquisição da desenvolvedora de games StarLark, expandindo seu portfólio de jogos.

Essas perspectivas tornam as ações da Zynga atrativas aos olhos de alguns analistas, mesmo que seu desempenho em 2021 não tenha sido bom: elas caíram 19,53% no ano, até o dia 20 de dezembro.

Custando cerca de US$ 6,5, é um valor atrativo para quem acredita na valorização do ativo em 2022.

LEIA MAIS | BDRs pagam dividendos? Reunimos tudo que você precisa saber

Neurocrine (N1BI34)

Assim como o ativo anterior, as ações da Neurocrine Biosciences caíram em 2021: até o dia 20 de dezembro, perderam 11% do valor em 2021.

Embora também dependa de tecnologia e inovação para gerar valor, a Neurocrine é uma biofarmacêutica, empresa de um ramo mais tradicional que as companhias que apresentamos até aqui.

Se o preço dessas ações caiu no decorrer do ano, você pode estar se perguntando por que ela deve ser analisada como um dos possíveis melhores BDRs para 2022.

Ocorre que o desempenho da organização tem sido bom: receita de US$ 289 milhões no terceiro trimestre, contra US$ 254 milhões no mesmo período de 2020. No consolidado do ano, US$ 786 milhões contra US$ 752 milhões.

Se os números das receitas ficaram próximos, o resultado considerando as despesas foi bem melhor: lucro de US$ 22,5 milhões e US$ 97 milhões em 2021 contra prejuízo de US$ 58 milhões e lucro de US$ 59 milhões em 2020 (no trimestre e consolidado, respectivamente).

Uma das desconfianças do mercado é quanto à capacidade da Neurocrine de obter receitas consistentes com o medicamento Ingrezza (usado no tratamento da discinesia).

Por outro lado, há analistas que consideram que o pico das vendas do fármaco ainda está para vir, o que seria uma boa notícia para os investidores.

LEIA MAIS | Os três pilares básicos para investir em renda variável

Por que investir em BDRs em 2022?

Em primeiro lugar, diversificação. Aplicar parte do seu dinheiro em BDRs é uma boa maneira de diversificar seus investimentos.

Você expõe seu dinheiro ao mercado estrangeiro, que oscila em decorrência de fatores que não são necessariamente os mesmos que impactam as empresas brasileiras. E sua carteira terá exposição ao dólar, uma proteção que é sempre bem-vinda.

Ampliar seu olhar para além das ações brasileiras dá acesso a um mercado maior, mais robusto e consolidado e com mais possibilidades.

Veja que, embora haja BDRs de empresas de outros países, a grande maioria deles têm lastro em ações de empresas americanas.

Então, outro fator favorável a esses ativos é que o momento da economia americana é melhor que o da brasileira, e isso se reflete nas bolsas de valores.

Até 20 de dezembro, o índice S&P 500 (formado pelas ações das 500 principais empresas americanas) tinha valorização de 23,44%.

Enquanto isso, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores do Brasil, sofria uma desvalorização de 11,41%.

É claro que não há garantia de que os números passados se repitam. Mas, se pensarmos em 2022, o cenário é de bastante incerteza.

Afinal, será um ano de eleições presidenciais no Brasil. O que significa termos, provavelmente, meses de muita tensão, polarização, ruídos e conflitos políticos pela frente.

Qualquer que seja o vencedor do pleito, os investidores podem reagir com medo, desconfiança ou conservadorismo, esperando que as coisas se estabilizem até voltarem a aplicar seu dinheiro em empresas brasileiras.

LEIA MAIS | Cenário pré-eleitoral brasileiro: quais os riscos e oportunidades para quem investe?

Como investir em BDRs pela Warren?

Com base nas informações que apresentamos acima, nossa recomendação é que você continue investigando e estudando as opções até encontrar os melhores BDRs para compor sua carteira em 2022.

Já escolheu? Você pode comprar BDRs listados na B3 diretamente na plataforma da Warren.

A experiência é idêntica à compra de uma ação de uma empresa brasileira. Basta acessar a aba Bolsa, buscar pelo nome ou código da empresa desejada, selecionar a quantia desejada e solicitar a ordem de compra.

Ainda não possui uma conta na Warren? Comece já! Abra sua conta e dê os primeiros passos.

Você pode escolher diretamente suas ações, BDRs, ETFs ou fundos imobiliários preferidos ou então investir em carteiras diversificadas, com ativos de renda fixa e variável, sugeridos pela plataforma de acordo com seu perfil de investidor.

Tem interesse em investir em BDRs em 2022? Descubra o seu perfil de investidor e comece a investir.

Gostou da leitura? Confira outros artigos que separamos para você: