O termo fair trade vem do inglês e significa “comércio justo”.

O comércio justo trata-se de um sistema comercial alternativo ao convencional que tem como objetivo o desenvolvimento dos povos e a luta contra a pobreza. Ele se constitui numa parte da economia solidária e busca corrigir as desigualdades nas relações comerciais.

Sua definição, reconhecida globalmente pelas principais redes internacionais de Comércio Justo, diz que o Fair Trade é uma associação comercial baseada no diálogo, na transparência e no respeito, que busca maior equidade no comércio internacional.

Além disso, esse modelo contribui para o desenvolvimento sustentável, oferecendo melhores condições de comercialização e garantindo os direitos dos produtores e trabalhadores marginalizados.

Princípios do Fair Trade

O Fair Trade existe desde a década de 1960, quando teve início uma colaboração entre importadores sem fins lucrativos, comerciantes de países do norte e pequenos produtores de países em desenvolvimento.

Desde então, muitas organizações de foram criadas em todos os países do mundo.

Uma delas é a World Fair Trade Organization (WFTO) – em português, Organização Mundial do Comércio Justo –, órgão representativo global que reúne cerca de 400 entidades do Fair Trade de todo o mundo. É ela que supervisiona, regulamenta e estabelece os critérios desta prática comercial.

Nesse contexto, a WFTO instituiu dez princípios que as organizações de Fair Trade devem seguir em seu trabalho diário, de modo a garantir que os mesmos sejam promovidos. São eles:

1 – Criação de oportunidades para produtores em desvantagem econômica;

2 – Transparência, responsabilidade e prestação de contas;

3 – Práticas de comércio justo;

4 – O pagamento de preço justo;

5 – Garantir que não haja trabalho infantil e nem trabalho forçado;

6 – Igualdade de gênero e empoderamento econômico da mulher e liberdade de associação;

7 – Propiciar boas condições de trabalho;

8 – Fornecer capacitação;

9 – Promover o comércio justo;

10 – Proteção ao meio ambiente.

Certificação Fair Trade

Por meio da certificação Fair Trade, uma empresa mostra que está engajada em uma cadeia produtiva ética, justa e responsável. Com esse reconhecimento, ela pode participar de mercados dos quais outras empresas igualmente comprometidas com estes valores também participam.

A certificação é fornecida por uma empresa alemã, a FLOCERT, parceira da WFTO, para os produtos que atenderem ao padrão exigido. O processo é acompanhado pela Fair Trade International, uma organização sem fins lucrativos que tem 24 representantes espalhados pelo mundo.

Uma vez dentro deste padrão, os produtores estarão assegurados de uma série de iniciativas do comércio  justo, como a precificação mínima e algumas bonificações, além de contribuir para uma cadeia produtiva mais sustentável.