Ray Dalio: 5 princípios para entender como ele pensa e por que é influente  

Ray Dalio é um gestor de fundos fundador da Bridgewater, uma das maiores gestoras de fundos de investimento do mundo. 

Com fortuna estimada em mais de US$ 20 bilhões, Ray Dalio é uma das personalidades mais influentes do mundo dos investimentos.

Isso porque, além de uma trajetória profissional extremamente bem-sucedida e uma fortuna impressionante, mesmo para os padrões do mercado financeiro, Ray Dalio também se notabilizou por dividir o conhecimento acumulado através de suas obras.

Mas a trajetória dele nem sempre foi positiva e composta por acertos. 

Inclusive, Dalio cometeu um grande erro, que se tornou um divisor de águas para a sua carreira e para a empresa que fundou.

Quer entender mais sobre a vida, a trajetória e os ensinamentos do investidor?

Neste artigo, vamos contar a história de Ray Dalio e destrinchar os princípios que guiaram e guiam Ray Dalio até hoje — tanto no âmbito pessoal quanto nos investimentos. 

Boa leitura!

Quem é Ray Dalio?

Quem é Ray Dalio, ilustração

Ray Dalio — ou Raymond Thomas Dalio — nasceu em 1949, em Nova York. Ele é o fundador da Bridgewater, uma das maiores gestoras de recursos do mundo, que tem US$ 140 bilhões sob gestão e mais de 1,5 mil funcionários. Ray Dalio também é escritor de obras de sucesso, como o livro “Princípios”.  

Biografia de Ray Dalio

Seu primeiro investimento foi feito aos 12 anos de idade, quando comprou ações da Northeast Airlines por aproximadamente US$ 300.

O dinheiro foi obtido a partir do trabalho como caddy, nome dado a quem carrega equipamentos de golfe nos clubes americanos,

Tempos depois, o valor aumentou cerca de 3 vezes, quando a empresa se fundiu a outra empresa.

Foi aí que a paixão pelo mercado financeiro tomou conta e o fez escolher estudar finanças e seguir carreira nessa área, passando por empresas de renome, como Dominick & Dominick LLC e Shearson Hayden Stone.

Dalio criou a Bridgewater Associates em 1975, pouco tempo depois de ter concluído seu MBA em Harvard e ter sido demitido da empresa onde trabalhava.

Hoje, a gestora administra cerca de US$ 140 bilhões e se tornou famosa tanto pelo desempenho dos fundos quanto pela transparência nos negócios, uma característica bem marcante na cultura da empresa.

Uma trajetória que não é feita apenas de acertos

Apesar de todo o sucesso que vemos hoje, a trajetória de Ray Dalio não foi composta só de acertos.

Nos anos 1980, ele tomou uma decisão equivocada, que resultou na perda de uma quantia bem considerável — sua e dos clientes da gestora.

Esse erro foi um grande marco para a vida e a carreira de Ray Dalio, além de ter servido para reestruturar a Bridgewater. 

Foi aí que surgiram os famosos princípios de Ray Dalio, que ficaram registrados em diversos livros que abordam temas como gestão, investimentos e liderança.

LEIA MAIS | Asset management: o que é e como funcionam as empresas da área 

Fortuna de Ray Dalio

De acordo com a Forbes, Ray Dalio tem uma fortuna estimada em US$ 20,3 bilhões. Ele ocupa a 88ª posição no ranking de pessoas mais ricas do mundo.

Como Ray Dalio ficou rico?

Como Ray Dalio ficou rico?, ilustração

A fortuna de Ray Dalio foi construída por meio de sua carreira no mercado financeiro

Porém, como mencionamos, esse percurso nem sempre foi bem-sucedido.

Nos anos 1980, Dalio enfrentou um grande prejuízo por ter se posicionado para uma possível crise econômica que nunca se concretizou. 

Apesar de ser uma época em que a volatilidade do mercado nos EUA era bem alta, a crise que Ray Dalio acreditava estar próxima não aconteceu.

Pelo contrário: houve um grande crescimento econômico no período, o que fez Dalio perder muito dinheiro. 

Isso custou a demissão de todos os funcionários da Bridgewater Associates e um pedido de empréstimo para o pai — já que não sobrou nem o suficiente para pagar as contas.

Como não poderia deixar de ser, esse episódio gerou grande reflexão e Dalio passou a investigar os motivos que o levaram a fracassar. 

Desta reflexão, surgiu um dos seus primeiros princípios: a dor mais a reflexão levam ao progresso.

Depois de algumas mudanças e o amadurecimento por meio de feedbacks, os resultados alcançados pela gestora foram melhorando, até que nos anos 2000 a empresa se tornou o maior fundo hedge do mundo.

VEJA MAIS | Antifrágil: como montar um portfólio que se beneficia do caos 

Onde Ray Dalio investe

Ray Dalio acredita que riscos equilibrados são o melhor caminho para conseguir resultados satisfatórios. 

Sua filosofia indica que o ideal para o investidor é montar uma carteira bem diversificada, com ativos que possam ter um bom desempenho independentemente do cenário que se apresenta.

Basicamente, a carteira deve ser composta por:

  • 30% do patrimônio alocado em ações de empresas de grande porte
  • 40% alocado em títulos de longo prazo (acima de 20 anos)
  • 15% alocado em títulos de médio prazo (prazo de, em média, 10 anos)
  • 7,5% em ouro
  • 7,5% em outros tipos de commodities

É claro que esses percentuais devem ser rebalanceados periodicamente, dependendo do cenário econômico, o que demanda bastante conhecimento sobre economia, padrões históricos, mercado financeiro, entre outros.

LEIA TAMBÉM | Skin in the game: o que é e por que faz diferença nos investimentos 

Ray Dalio e a Bridgewater Associates

A Bridgewater Associates nasceu em 1975. Dalio e seu sócio, um colega de time de rugby, criaram a empresa com a proposta de ser uma butique de investimentos

Ray Dalio escrevia as newsletters que eram enviadas para os clientes — chamada de Daily Observations — e tinha o objetivo de explicar a economia de um modo bem simples e prático. 

Esse era um diferencial que ajudou a atrair diversos clientes para a Bridgewater Associates, e um deles foi o McDonalds. 

Com o passar do tempo, o foco da gestora foi mudando e a cartela de clientes aumentando, enquanto Ray Dalio criava a teoria que o levaria a se tornar um bilionário.

Com muita observação sobre a economia, ele chegou à conclusão de que ela passa por ciclos, que vão se repetindo ao longo do tempo. 

Identificá-los, bem como os gatilhos que levam às mudanças, é uma maneira de conseguir prever os momentos de alta e baixa.

Essa estratégia deu muito certo para a Bridgewater Associates, que teve um bom desempenho durante todo esse tempo, apresentando retornos negativos apenas em três anos.

Livros de Ray Dalio

Com um prazer pela escrita, que vem desde antes da época que escrevia as newsletters da Bridgewater, Ray decidiu escrever livros para transmitir seus conhecimentos sobre investimentos, gestão e liderança. 

A seguir, falamos sobre os principais deles.

Princípios: vida e trabalho

Em Princípios: vida e trabalho, Dalio explica, em quase 600 páginas, os princípios que adota para a vida e o trabalho — e que também o ajudaram a se tornar um dos maiores empreendedores e investidores do mundo. 

Aqui, você consegue acompanhar uma série de ideias a respeito de como Ray Dalio tomou suas decisões. 

O livro se tornou best seller e teve um desempenho tão bom que gerou um spin off: Princípios para o Sucesso.

Princípios para o sucesso

Em Princípios para o Sucesso, o autor extrai os princípios que o levaram a ter sucesso em suas estratégias. 

Os conhecimentos são passados de forma divertida e lúdica, em um livro que é indicado para diversas faixas etárias.

Nele, você aprende sobre metas, colaboração, estratégias para alcançar objetivos e até mesmo como aprender com os erros que comete.

LEIA TAMBÉM | Os 9 melhores livros de ações para você dominar a renda variável 

Princípios de Ray Dalio

Princípios de Ray Dalio, ilustração

Agora, vamos falar sobre os famosos princípios de Ray Dalio — e que o levaram a escrever seu primeiro livro.

Nos tópicos a seguir, listamos os principais deles e explicamos como eles podem ajudar você tanto na vida pessoal quanto no trabalho.

Buscar o autoconhecimento

Antes de tudo, você precisa se conhecer, aprender a analisar os fatos e criar conclusões por conta própria. 

Ray Dalio acredita que esse é o melhor caminho para fazer boas escolhas. 

Tudo que você se propuser a fazer na vida terá chances muito maiores de dar certo se você investir em autoconhecimento.

Encarar a realidade

É necessário ter consciência da realidade, colocando os pés no chão e lidando diretamente com o cenário que está diante de você. 

Para isso, é importante se basear nos fatos e não nas expectativas ou nos sentimentos que você possa ter. 

Essa compreensão da realidade, com os pés no chão, é essencial para evitar perdas e até mesmo frustrações.

Do ponto de vista de Ray Dalio, a melhor forma de encontrar um caminho para percorrer e alcançar seus objetivos é criar oportunidades em momentos que parecem desfavoráveis.

Aqui no Brasil, há uma famosa expressão que poderia ser utilizada nesse contexto: “fazer do limão, uma limonada”.

Ter a mente aberta

Ray Dalio afirma que a soberba não leva ninguém a lugar algum. 

Isso significa que a arrogância de achar que está certo o tempo todo e que as opiniões alheias não são importantes podem levar a grandes quedas.

Dessa forma, ele aconselha que você esteja sempre aberto a opiniões diferentes e deixe o preconceito de lado na hora de ouvi-las. 

Como o maior obstáculo para o sucesso é um ego grande, estar aberto a novas possibilidades é o que vai ajudar a ter bons resultados.

Controlar as emoções

A inteligência emocional é uma característica muito valorizada em vários setores da vida. 

Quando falamos de investimento, ela é especialmente importante, já que as decisões precisam ser tomadas totalmente baseadas em fatos.

Então, por maior que seja a empolgação ou a convicção em relação a algo, analisar os dados e os fatos com calma é crucial para que se tome as melhores decisões nos investimentos.

Aprender com os erros

Deixar de cometer erros ao longo do caminho é impossível. 

Porém, eles podem (e devem) ser vistos como uma oportunidade de aprendizado e crescimento. 

Então, sempre que você se deparar com alguma fraqueza, encare-a como uma forma de evolução pessoal, profissional e até mesmo nos investimentos.

Quer conhecer mais princípios? Regularmente, Ray Dalio publica em suas redes sociais desdobramentos de seus ensinamentos, que funcionam como “pílulas de sabedoria”.

Confira:

Apesar de todo o sucesso que ele vem tendo ao longo dos anos, ele faz questão de deixar claros os erros cometidos e de mostrar como eles fizeram toda diferença em sua trajetória. 

Por aqui, acreditamos que Ray Dalio tem uma história inspiradora. 

Você acha que dá para aprender um pouco mais com o bilionário?

Aproveite para continuar navegando pela Warren Magazine: