Cashback em fundos de investimento: as vantagens de investir com transparência

O cashback em fundos de investimento é um benefício oferecido pela Warren para os clientes que investem em fundos de investimento de terceiros: a comissão que viria para a Warren é devolvida ao cliente e reaplicada nos investimentos.

Isso só é possível porque, desde a concepção, a Warren é uma corretora e gestora fee based, colocando a transparência e o alinhamento com os seus objetivos em primeiro lugar, longe de qualquer tipo de conflitos de interesses.

Isso significa que cobramos uma taxa única para a gestão ativa do seu portfólio e pelo serviço de wealth management. Ao contrário de outras corretoras, não cobramos taxas de administração ou de performance nos nossos nove fundos de investimento.

Mas você não encontra apenas fundos da Warren quando começa a investir conosco. Como distribuidora, também ofertamos outras opções de investimentos além daqueles que gerenciamos. Esses, por sua vez, costumam cobrar essas taxas.

Acontece que um percentual dessa taxa de administração é a comissão que muitas corretoras recebem, a famosa taxa de rebate.

Então, o que fazemos com ela quando nossos clientes compram fundos de investimentos de terceiros usando nossa corretora? 

Nós repassamos os valores para você.

Neste artigo, você vai entender em detalhes como funciona o cashback em fundos de investimentos e por que a Warren acredita que essa é a maneira mais transparente de investir.

Juntos, passaremos pelos seguintes tópicos:

  • O que é cashback em fundo de investimento
  • Por que o cashback elimina o conflito de interesses
  • Como funciona o cashback na Warren
  • Vantagens do cashback no longo prazo
  • Comece a investir com a Warren

Boa leitura!

O que é cashback em fundo de investimento

Entenda o que é cashback em fundos, ilustração

Cashback em fundo de investimento é receber de volta parte dos gastos que o investidor teve ao aplicar seu dinheiro em fundos de investimento. Ou seja, não está relacionado ao rendimento proporcionado e, sim, às taxas cobradas na operação. Uma corretora que oferece cashback, como a Warren, abre mão da sua taxa de rebate e devolve tudo para o cliente. 

Vamos entender melhor?

Quais são os custos de investir em fundos de investimentos?

Considerando que a lógica do cashback é devolver parte do valor pago na contratação do serviço, é importante entender quais são os principais custos envolvidos ao aplicar seus recursos em fundos de investimentos.

De acordo com a Instrução CVM 555, a taxa de administração é cobrada com o objetivo de remunerar o administrador do fundo e os prestadores de serviços envolvidos no processo. 

Ou seja: ela é usada para cobrir os custos administrativos e, também, trazer lucro para a gestão.

Outros custos que podem incidir ao aplicar seus recursos em um fundo de investimentos são:

  • Taxa de carregamento: uma porcentagem do valor do recurso que pode ser cobrada no momento da aplicação, resgate ou em ambos
  • Taxa de performance: uma porcentagem cobrada sobre o valor que exceder o benchmark estabelecido para o fundo, como o índice Ibovespa, no caso dos fundos de renda variável

A taxa de carregamento é cada vez menos frequente no mercado. Já a taxa de performance é mais comum, especialmente em fundos de renda variável.

Essas duas taxas podem ser parte ou integralmente devolvidas ao investidor em caráter de cashback, porém, o valor mais comum de retornar para a conta do cotista do fundo é a taxa de rebate.

O que é taxa de rebate

Citamos que a taxa de administração cobre os custos da gestão do fundo e seus prestadores de serviço contratados, certo?

Um dos custos que algumas administradoras têm o comissionamento para as distribuidoras e corretoras de valores. Essa é a chamada taxa de rebate.

Assim, entre 15 e 35% da taxa de administração são destinados para sua promoção, oferta e estímulo à novas captações, seja com seus atuais cotistas, seja com novos investidores indicados por distribuidoras.

De acordo com o levantamento da ANBIMA do histórico dos fundos de investimentos de julho de 2020, a taxa de administração média de um fundo de ações é de 2,15% ao mês.

Assim, 0,75% do seu investimento, o que equivale a 35% da taxa de administração, pode ser oferecido como taxa de rebate, ou, comissionamento para agentes distribuidores do fundo.

No caso do cashback em fundos de investimentos, esse é o valor mais comumente retornado ao investidor, mas nem sempre em sua integralidade. 

É preciso reconhecer que existir uma cobrança pela prestação do serviço, como é o caso da gestão de um fundo de investimento, é natural, certo?

Mas, no modelo mais tradicional do mercado, o commission-based, existem alguns pontos que geram conflito de interesses e também a quebra da confiança do investidor.

Quem paga a taxa de rebate é o cliente

Aumentar o volume de investimentos no fundo é de interesse da administradora, porém, quem paga pela comissão em forma de incentivo são os investidores.

Essa não é uma situação muito justa, não é mesmo? E, considerando que o provisionamento da taxa de administração para esse objetivo está em acordo com a Instrução da CVM, não existe nenhuma falha legal no processo, além, é claro, da falta de transparência com o investidor.

LEIA TAMBÉM | O que é alinhamento com o cliente

Não relaciona o ganho com a consultoria de qualidade da distribuidora

Em tese, a distribuidora ou corretora de valores ganha a taxa de rebate exclusivamente por fazer a indicação do fundo de investimento.

Não existe uma regra estabelecida pelo fundo de investimento que determine, por exemplo, que a indicação deve estar alinhada com o perfil do investidor.

Além disso, a prática da taxa de rebate é usada por diversos fundos de investimentos, o que gera uma concorrência e assédio às distribuidoras e seus agentes.

Por isso, fundos diferentes e gestoras diferentes oferecem diferentes comissões para os distribuidores de seus produtos.

Então, como garantir que suas recomendações estão alinhadas aos interesses do investidor e, não, à opção que vai trazer mais ganhos para a corretora ou distribuidora?

Esse é o grande conflito de interesse que, é claro que não é vivido pelos bons consultores de investimentos, mas, pela existência do cenário conflitado, já gera incertezas nos investidores.

Gosta do mercado financeiro? Assine a Warren Pills e receba uma newsletter inovadora com conteúdo leve e informativo todas as semanas.

abrir conta warren carteiras, banner

Por que o cashback elimina o conflito de interesses

A forma mais assertiva de excluir qualquer possibilidade de existir um conflito de interesses é eliminando a taxa de rebate.

Isso acontece porque, quando a corretora não recebe uma comissão pela indicação de um ou outro produto, ela não está inserida em um sistema conflitado, no qual ela teria incentivos para sugerir o que é melhor para ela, e não para o cliente.

É a mesma lógica de um mecânico, por exemplo, que indicaria uma peça pior e mais cara para resolver o problema do seu veículo, apenas porque ele recebe uma comissão maior nessas peças.

Na Warren, a única cobrança é uma taxa pela gestão do seu portfólio, entre 0,5% e 0,7% do seu patrimônio, dependendo do valor investido. 

Essa taxa remunera todos os nossos serviços, incluindo a plataforma de investimentos que você acessa, a gestão dos nove fundos de investimento próprios da Warren, nosso serviço de rebalanceamento automático e carteiras administradas, além da operação que permite negociar ações com corretagem zero.

Como funciona o cashback na Warren

Saiba como é o cashback na Warren, ilustração

Na Warren, como já explicamos, trabalhamos com nossos fundos de investimentos sem taxa de administração ou performance. 

O investidor paga uma taxa pela gestão ativa de sua carteira, que vai depender do volume de recursos aportados, sendo:

  • Para valores até R$ 100 mil, a taxa de gestão é de 0,7% ao ano
  • Para valores entre R$ 100 mil até R$1 milhão, a taxa é de 0,6% ao ano
  • Para valores superiores a R$ 1 milhão, a taxa fica em 0,5% ao ano

Caso o cliente queira investir em fundos de investimentos de terceiros, a taxa de rebate recebida pela Warren vai ser integralmente devolvida ao cliente no seu saldo, o que vai gerar mais receita a longo prazo, certo?

Mas, o quanto isso significa? Vamos fazer uma simulação para entender seus efeitos.

Vantagens do cashback no longo prazo

Nessa altura do conteúdo, é provável que alguns investidores ainda pensem “pagar mais para receber mais” não é nenhum problema, certo?

Sabemos que existem produtos e serviços segmentados e, no caso do mercado financeiro, não é diferente.

Porém, no mundo das finanças, saber como economizar dinheiro até na hora de investir pode trazer resultados mais grandiosos no futuro, afinal de contas, nessa situação, estamos fazendo os juros compostos trabalharem a nosso favor com um montante maior.

Evolução de um fundo de investimento sem cashback

Contra dados não há argumentos, certo? Então, vejamos quanto um fundo de investimentos sem cashback pode render em 1, 2, 3 anos. Dessa forma, temos:

  • Aporte inicial: R$ 100.000,00
  • Taxa de administração: 2,00% ao ano
  • Taxa de rebate: 35% da taxa de administração

Depois de um ano, o fundo terá cobrado R$ 2.089,80 como taxa de administração, sendo, R$ 731,43 destinados a taxa de rebate.

Considerando um fundo de ações que rendeu 4,49% no ano, teremos:

  • Montante (aplicação + rendimentos): R$ 104.490,00
  • Saldo disponível em um ano (deduzindo a taxa de administração): R$ 102.400,20

Para dar prosseguimento a simulação, consideremos que o rendimento do ano seguinte foi igual. Assim:

  • Montante em 2 anos: R$ 106.997,97
  • Taxa de administração cobrada: R$ 2.139,96
  • Saldo disponível em 2 anos: R$ 104.858,01

No terceiro ano e, seguindo a mesma rentabilidade, teremos:

  • Montante em 3 anos: R$ 109.566,13
  • Taxa de administração cobrada: R$ 2.191,32
  • Saldo disponível para resgate 3 anos: R$ 107.374,81

Nesse último evento, considerando a proporção de 35% da taxa de administração para o custeio do comissionamento das distribuidoras, R$766,96 sairiam do bolso do investidor para financiar a taxa de rebate.

Como seria esse mesmo cenário com o cashback? Vejamos a seguir.

Evolução de um fundo de investimento com cashback

Com o cashback e, considerando os mesmos valores, temos:

  • Aplicação de R$ 100.000,00
  • Taxa de administração: 2% ao ano
  • Taxa de rebate 35% da taxa de administração

Assim, no final do período de aplicação, o montante será R$ 104.490,00. Além disso:

  • Taxa de administração cobrada: R$ 2.089,80
  • Cashback da taxa de rebate: R$ 731,43
  • Saldo disponível em um ano: R$ 103.131,63

Em dois anos, os cálculos seriam:

  • Montante em 2 anos: R$ 109.181,60
  • Taxa de administração: R$ 2.183,63
  • Cashback da taxa de rebate: R$ 764,27
  • Saldo disponível em dois anos: R$ 107.762,24

E, no terceiro ano, seria:

  • Montantes em 3 anos: R$ 114.083,85
  • Taxa de administração: R$2.281,68
  • Cashback da taxa de rebate: R$ 798,59
  • Saldo disponível em 3 anos: R$ 112.600,76

Vamos comparar essas evoluções dos saldos?


Ano 1Ano 2Ano 3
Fundo de investimento SEM cashbackR$ 102.400,20R$ 104.858,01R$107.374,81
Fundo de investimento COM cashbackR$ 103.131,63R$ 107.762,24R$ 112.600,76


Com o valor do cashback retornado, o valor que o rendimento incidirá será maior, e, por consequência, também vai render mais.

Sem dúvidas, no longo prazo, os efeitos do cashback têm grandes impactos  nos rendimentos.

É claro que nesse cenário consideramos um rendimento constante em 3 anos, mas, com a gestão ativa, é provável que a composição da carteira também seria beneficiada pela diversificação e mudanças de estratégias.

E, quando falamos em mudanças de estratégias inteligentes, os resultados podem ser ainda mais expressivos.

Comece a investir com a Warren

A Warren é uma corretora e gestora alinhada com os seus interesses, que coloca a transparência em primeiro lugar.

Ao abrir sua conta, você descobre o seu perfil de investidor e recebe carteiras sugeridas para os seus objetivos de curto, médio e longo prazo, de acordo com o seu perfil de investidor.

Dessa maneira, você conta com a expertise da gestão da Warren e o nosso rebalanceamento automático para que, a cada novo aporte, seu dinheiro esteja aplicado de acordo com o seu perfil, pagando as menores taxas do mercado.

Na prática, investir com a Warren é a até quatro vezes mais barato do que em outras corretoras.

Preparado para começar? Abra sua conta na Warren agora mesmo.

Quer continuar aprendendo sobre investimentos? Leia também:

Banner | Reserva de emergência