Dólar comercial: Entenda melhor esse contexto e como ele funciona

Dólar comercial é um termo que você provavelmente já viu em notícias ou quando lia sobre o mercado financeiro. Mas você sabe o que isso significa e, principalmente, porque os valores do dólar comercial são diferentes? 

Se você tem dúvidas sobre esse conceito, esse artigo é para você. Aqui, vamos explicar melhor o que é dólar comercial. Além disso, vamos falar das diferenças de valor quando comparado com o dólar turismo. Ainda, você aprenderá quais são as diferentes maneiras de investir no dólar com segurança e eficácia.

Hoje, você vai aprender sobre: 

  • O que é dólar comercial?
  • Qual a diferença entre dólar comercial, turismo e paralelo
  • Como o valor do dólar impacta o seu dia a dia?
  • Como Funciona o investimento em dólar?
  • S&P 500: O que é e como investir nessas ações?
  • Invista de Forma mais Inteligente com a Warren
  • Conclusão

Boa Leitura!

O que é dólar comercial?

Entenda melhor o conceito de dólar comercial, ilustração

O dólar comercial é uma cotação da moeda que representa o valor de mercado utilizado nas negociações do comércio exterior. Na maioria das vezes, quando ouvimos notícias sobre queda ou valorização do dólar, estamos falando desse índice. 

A maioria dos processos de importação e exportação são feitos com base no dólar. Assim, a moeda pode oscilar dependendo de disponibilidade – a lei da oferta e demanda. 

No entanto, essa cotação não varia sem limitações. O Barco Central, desde 1999, estabeleceu a exigência de que a moeda fosse pautada por um sistema que ficou conhecido como Câmbio Flutuante Sujo.

Isso é, se o BC determina que o valor do dólar pode prejudicar nossa economia, ele realiza leilões e compras. O objetivo é interferir na oferta e demanda, controlando o preço.

Qual a diferença entre dólar comercial, turismo e paralelo

Descubra o que distingue esses três conceitos, ilustração

Agora você já sabe: o dólar comercial é normalmente o valor de câmbio anunciado nas notícias. Isso porque é ele quem mais impacta o mercado financeiro. Trata-se da cotação para as negociações internacionais. Isso é, de exportação e importação. 

No entanto, quem pesquisa a cotação atual do dólar pode encontrar alguns valores diferentes. Eles aparecem nos sites como dólar comercial, dólar turismo e dólar paralelo. 

A seguir, você vai aprender mais sobre cada um desses valores e as diferenças entre eles: 

Dólar Comercial

Como vimos, o dólar comercial é a cotação das negociações internacionais. Isso é, se você pretende exportar ou importar produtos, é necessário contar com uma moeda em comum entre ambas as partes da operação. 

Assim, compradores e vendedores adotam o dólar comercial. As variações de câmbio anunciadas nas notícias geralmente referem-se a esse índice. 

Dólar Turismo

O dólar turismo trata da atividade cambial que pessoas físicas utilizam para viajar e comprar em outros países. Assim, no mundo do câmbio, existe uma diferença entre importar produtos de outro país e viajar para gastar o dinheiro no exterior. 

Essa cotação é sempre maior do que o dólar comercial. Isso acontece porque o valor agrega custos que empresas têm para repassar o dinheiro para população. 

Para comprar moeda estrangeira, é necessário negociar com uma casa de câmbio ou instituição financeira autorizada.

Dólar Paralelo

Como você viu, a compra de dólar deve ser realizada em instituições autorizadas pelo Banco Central para ter legalidade. No entanto, não se pode negar que exista um mercado paralelo, formado por casas de câmbio irregulares e os doleiros — operadores no mercado ilegal de câmbio. 

Nesse caso, é comum encontrar cotações menores. Mas cuidado: esse tipo de negócio é ilegal, usando moeda frequentemente associada a crimes, como a lavagem de dinheiro. Ao envolver-se nessas negociações, o comprador pode sofrer consequências legais, além de não contar com nenhuma segurança ou garantia. 

Como o valor do dólar impacta o seu dia a dia?

Entenda o impacto das oscilações do dólar, ilustração

O mercado internacional utiliza o dólar comercial com base. Assim, praticamente tudo que você consome está direta ou indiretamente ligado a essa cotação. Normalmente, quando pensamos no impacto do dólar, lembramos primeiro das compras de produtos importados. No entanto, até mesmo a comida comprada no mercado sofre influência da moeda. 

Assim, não é só quem está com viagem planejada que precisa se preocupar com o câmbio. 

No mundo dos investimentos, essa cotação é ainda mais importante. Isso porque gera impacto em diferentes tipos de ativos – desde os contratos de câmbio até a renda fixa.

Assim, esse é um dos indicadores que você, como investidor, deve sempre acompanhar. 

Como Funciona o investimento em dólar?

Certamente você já ouviu falar sobre pessoas que investem na cotação do dólar. No entanto, as operações em câmbio podem ser um pouco confusas. Afinal, como elas funcionam?

A principal dúvida é referente ao tipo de ativo no qual você irá aplicar capital. Em uma ação, você está apostando na valorização e crescimento de uma empresa específica. O câmbio já é um conceito financeiro um pouco mais abstrato.

Existem muitas formas diferentes de investir em dólar. A mais comum é através dos contratos futuros. Entenda melhor a seguir:

Contrato futuro de dólar: o que é?

O contrato futuro é um tipo de ativo negociado na Bolsa de Valores. Nele, as duas partes de uma negociação (comprador e vendedor) concordam com um preço específico para uma compra que será concretizada no final de um prazo (geralmente mensal). 

Essa é uma opção muito utilizada por quem negocia commodities, como produtos agrícolas. Assim, se o preço do produto cai no período, o vendedor protege o valor da venda. Se os produtos valorizam, por outro lado, o comprador é quem lucra. 

No contrato futuro de dólar, essa operação é realizada com uma quantidade específica da moeda ao invés de produtos. Assim, se o dólar sobe, o comprador lucra. Se cai, pode ter prejuízos.

Os contratos futuros são negociados em lotes. Para tornar esse ativo mais acessível para a pessoa física, existem também os mini contratos. Esses exigem um aporte menor para investimento. 

Apesar de ser a forma mais comum de investir em câmbio, os contratos futuros não são exatamente intuitivos. Como possuem alto risco e envolvem operações complicadas, muitas vezes  assustam o investidor iniciante, ou os de perfil mais conservador. 

Mas não se preocupe: existem formas mais simples de lucrar com o dólar. Continue lendo para descobrir. 

Investir em Dólar em Espécie é uma boa ideia?

Comprar dólar em espécie significa ir até uma casa de câmbio e adquirir o dinheiro físico. É comum encontrar pessoas que consideram isso uma forma de investimento, mas não se engane: isso não é uma boa ideia. 

Primeiramente, essa é uma forma extremamente ineficaz de investir. Isso se dá por alguns motivos: 

  • Ao comprar dólar em espécie, você está sujeito à cotação do dólar turismo, que é mais caro que o dólar comercial. 
  • Mesmo que a moeda valorize, dificilmente você conseguirá bons rendimentos assim. Isso porque esse dinheiro ficará parado, quando poderia estar rendendo juros sobre juros em uma aplicação. 
  • Manter dinheiro em espécie em casa não é seguro e nem prático. 

Assim, nosso conselho é ficar longe das casas de câmbio. A não ser, é claro, se você estiver planejando uma viagem de férias. 

S&P 500: O que é e como investir nessas ações?

Como lucrar com o dólar ao investir em ações, ilustração

Outra maneira de lucrar com o dólar é através das aplicações em ações americanas. Esse tipo de negociação é bem mais simples e acessível do que os contratos futuros. Um dos jeitos mais simples de começar é através dos papéis da S&P 500. Vamos aprender mais sobre isso a seguir. 

O S&P 500 é um importante índice da economia norte-americana. Ele é composto por ativos de 500 empresas, consideradas as mais importantes dos Estados Unidos. A qualificação é realizada com base no tamanho de mercado, liquidez e representação do grupo industrial. 

Assim, esse índice trata-se de uma carteira teórica, da mesma forma que o IBOVESPA. No entanto, como essas são ações de empresas americanas, os rendimentos neutralizam o efeito do dólar. Isso é, se as empresas estiverem subindo de valor, você ganha com a alta, independente da oscilação do dólar comercial

Investir em ações americanas, então, é uma estratégia comumente utilizada por investidores que querem se proteger da desvalorização do real. 

Como investir em ações de uma carteira teórica?

Como acontece com todos os índices baseados em uma carteira teórica, não é possível investir diretamente em sua variação. A solução encontrada pelos investidores é a replicação da carteira. Isso é, a compra e venda dos ativos individuais acompanhando as alterações realizadas pelo comitê.

Mas não é todo mudo que dispõe do tempo e experiência necessários para isso. Afinal, as operações na bolsa podem ser complicadas para quem está começando. Também vale lembrar que existem taxas operacionais pagas pelo investidor a cada negociação. 

É por isso que muitas pessoas preferem os fundos de investimento. Tratam-se de conjuntos prontos de ativos, administrados por uma equipe especializada. Assim, o investidor compra cotas do fundo uma só vez. A gestora fica responsável pela compra e venda de ativos. Tudo que o investidor deve fazer é acompanhar os relatórios de performance. 

Existem fundos de investimento que replicam a carteira da S&P 500, além de outros índices importantes da economia. Investir assim é mais barato e fácil, além de frequentemente mais seguro também. Isso porque os ativos estão nas mãos de profissionais experientes.

Invista de Forma mais Inteligente com a Warren

O jeito mais eficiente e seguro de investir é com a Warren. Isso porque fazemos muito mais do que oferecer os melhores produtos: ajudamos você em todo o processo de investir. 

Para começar, é só clicar aqui e abrir sua conta gratuita. Leva apenas alguns minutos!

Fundo Warren Ações USA

Falando nos produtos próprios da Warren, temos um fundo de ações perfeito para quem busca neutralizar o efeito do dólar. Se você ficou interessado em investir nas empresas do S&P 500, mas prefere não lidar com um Home Broker e ativos individuais, essa é a opção perfeita! 

O Fundo Warren Ações USA replica a S&P 500, incluindo as mais importantes empresas americanas. Alguns nomes da lista são: Apple, Microsoft, Disney, Amazon, Netflix e Facebook. Você pode encontrar a lista completa nesse link.

Tudo que você precisa saber sobre o Warren Ações USA está aqui.

Conclusão

E então, tirou todas as suas dúvidas sobre o dólar comercial? Se ainda tiver perguntas, não deixe de entrar em contato com nossa equipe. Estamos sempre prontos para ajudar.

Nesse artigo, você aprendeu sobre as diferenças entre as cotações do dólar e como elas impactam o dia a dia de quem investe. Além disso, também aprendeu quais são as melhores maneiras de lucrar com a oscilação do câmbio – ou apesar dela. 

Quer continuar descobrindo mais sobre como fazer seu patrimônio crescer de maneira simples e eficaz? Então confira esses outros artigos no nosso blog: