Entendendo o Tesouro Direto

O Tesouro Direto nada mais é do que um programa do Tesouro Nacional Brasileiro com a finalidade de democratizar a compra e a venda de títulos públicos federais por pessoas físicas através da internet.

Porém, a compra, a venda, a liquidação e o pagamento do Tesouro Direto geram muitas dúvidas em quem tem a intenção aplicar suas economias em títulos públicos.

Antes de mais nada é importante ressaltar que o Tesouro Direto é um investimento muito seguro, pois tem a garantia do Tesouro Nacional, contudo é importante estar a par dos princípios que regem o investimento. Nesse sentido, vamos conversar sobre como você pode comprar e resgatar seu dinheiro aplicado em Tesouro Direto.

Primeiramente é importante saber como adquirir títulos do Tesouro Nacional.

Você pode comprar seus títulos diretamente no site do Tesouro Direto, ou por meio de um Agente de Custódia, ou ainda, direto no site do Agente de Custódia. Lembramos que a aquisição de títulos do Tesouro Direto pode estar sujeita ao pagamento de taxas de serviços, bem como incidência de Imposto de Renda.

Posteriormente à compra dos títulos de Tesouro Direto, o resgate do valor investido pode ser feito de duas formas: a primeira maneira de reaver o dinheiro aplicado no Tesouro Direto é através da venda antecipada. Esta modalidade permite que você venda seus títulos em qualquer momento, porém você ficará à mercê das oscilações do mercado, o que pode gerar lucro ou também prejuízo na transação.

Outra maneira de resgate é na data do vencimento. Ao comprar títulos do Tesouro Direto, é sempre importante observar qual a data de vencimento, dependendo do papel, é possível saber o quanto o investimento renderá no período.

Prefixados, pós-fixados e os híbridos

Os títulos do Tesouro Direto tem papéis Prefixados, Pós-fixados e Híbridos. Em síntese, com papéis Prefixados você fica sabendo do rendimento já no momento da compra. Já os Pós-fixados tem seu retorno diretamente ligado a movimentação de taxas, como a Selic, por exemplo.E os papéis Híbridos, são uma modalidade que pode ser abrangida como uma fusão entre as duas modalidades anteriores.

Seja qual for sua opção de compra, na hora do vencimento você escolher sacar ou reinvestir o valor em outros títulos do Tesouro Direto. Se a sua opção for por resgatar seu dinheiro, independente da forma de fazê-lo, então temos que falar sobre o Valor de Liquidação do Tesouro Direto.

O valor de liquidação, do Tesouro Direto ou de qualquer ativo, é a cotação a ser paga por ele no caso de resgate. O valor que você irá receber pode ser maior ou menor do que o valor pago no momento do investimento no Tesouro, tudo vai depender de como está o humor mercado.

Primordialmente temos que ter em mente que, por menores que sejam, existem riscos ao investirmos em títulos, é preciso acompanhar as oscilações do mercado. Quanto mais você puder se inteirar e estudar sobre investimentos, mais seguro você ficará para aplicar seu dinheiro e mais conhecerá o seu perfil de investimento.

A liquidação do seu investimento no Tesouro Direto é a última etapa do ato de compra e de venda. Ela acontece como em qualquer transação comercial: paga quem está comprando, recebe quem está vendendo.

Os limites de liquidação são diferentes para compra e para venda do Tesouro Direto. Para isso, temos que compreender algumas particularidades: deve-se saber que “D” é a data da compra do título, que compreende o tempo entre às 9h do dia da transação até às 5h do dia seguinte. E mais, “D+1” representa o dia seguinte à compra e “D+2” significa dois dias depois da compra.

A liquidação de compra do Tesouro Nacional ocorre sempre dois dias após a compra, às 17h. Todos os títulos são registrados no CPF do investidor, no seu extrato.Nesse meio tempo, entre a compra e a liquidação, o andamento do processo pode ser consultado através do site do Tesouro Direto. Seu status deve constar com “em liquidação”.

A liquidação de venda do Tesouro Direto, disponibiliza os valores resgatados no dia seguinte a partir das 13h.

Como já vimos, o resgate do valor investido pode ser feito de duas formas. Caso sua opção tenha sido por resgatar o valor investidono Tesouro Direto antes da data de vencimento, então você já tem a recompra garantida pelo próprio governo.

Você não precisa aguardar por nenhuma data especifica para reaver seu dinheiro, os títulos do Tesouro Direto podem ser comercializados todos os dias. Sempre lembrando que os rendimentos vão depender das condições de mercado. Em suma, o valor dos títulos oscilam conforme as perspectivas do mercado em relação aos juros futuros.

Por isso, lembre-se sempre de observar todas as conjecturas que envolvem seu investimento no Tesouro Direto, isso compreende seus objetivos com relação lucratividade e o desempenho do mercado.

Agora, se o seu perfil de investimento é mais tradicional e seguro e você optar por manter o investimento do Tesouro Direto até a data de vencimento, então poderá receber os valores aplicados conforme os termos ajustados em contrato no momento do investimento ou ainda reinvestir o dinheiro.

O reinvestimento nada mais é do que comprar novamente outro título público. Mais uma vez reavalie seus objetivos financeiros e estratégias de lucro.No entanto, se a alternativa for resgatar o dinheiro, o valor alusivo ao título será disponibilizado a partir das 13h do dia do pagamento.

abra sua conta warren

Pense sobre investir em Tesouro Direto

O Tesouro Direto democratiza o investimento de recursos com rentabilidade e segurança.

Ao mesmo tempo, você pode ter ficado um tanto em dúvida com as opções de investimento – híbridos, prefixados, pós-fixados – com as datas e transações. É aí que entra a Warren, pois ela possui um fundo de títulos públicos no qual você pode investir com segurança e comodidade.

Dessa forma, ao invés de investir todo o seu dinheiro em um título, você investe em vários ao mesmo tempo, com um equilíbrio e uma diversificação que vai dar muito mais rentabilidade ao seu patrimônio, sem abrir mão de segurança.

Comece agora!

abrir conta warren