O termo bull market se refere a uma tendência de alta do mercado. Ou seja, é o momento em que os preços dos ativos estão subindo e há a expectativa de que sigam aumentando no futuro.

A expressão também é utilizada para se referir a um ativo específico que está inserido em um contexto de altas sucessivas.

Como funciona na prática?

Essa tendência à qual o bull market se refere é caracterizada pelo otimismo e pela confiança dos investidores, e ela pode ocorrer por vários motivos, como:

  • O humor dos investidores;
  • A recuperação após uma crise;
  • A estabilidade política; ou
  • Um boom econômico.

Não existe uma métrica específica e universal para identificar o bull market. No entanto, talvez a definição mais comum de mercado em alta seja uma situação em que os preços das ações subam 20%, geralmente após uma queda de 20% e antes de uma segunda queda de 20%.

Como os mercados em alta são difíceis de prever, os analistas geralmente só podem reconhecer esse fenômeno depois que ele aconteceu.

Inclusive, assim como há os ciclos de alta, existem também os ciclos de baixa, para os quais se usa a expressão bear market, que é o oposto de bull market.

As características do bull market

Os mercados em alta trazem a expectativa de que os resultados sólidos continuarão por um longo período de tempo.

É difícil prever de forma consistente quando as tendências no mercado podem mudar, e parte da dificuldade vem do papel que a especulação desempenha nos mercados.

O bull market costuma ocorrer quando a economia está em processo de fortalecimento ou já se fortaleceu. Geralmente, se dá em paralelo a um Produto Interno Bruto (PIB) forte, uma queda no desemprego e, muitas vezes, coincidirá com um aumento nos lucros das empresas. 

Como a confiança dos investidores também tende a aumentar durante um período de alta do mercado, a demanda geral por ações será positiva, junto com a atmosfera do mercado. 

Além disso, é comum que haja um aumento na quantidade das aberturas de capital das empresas durante estes períodos.

Alguns fatores são mais facilmente quantificáveis ​​do que outros. É o caso dos ganhos corporativos e do desemprego. Já o tom geral dos comentários do mercado, por exemplo, pode ser mais difícil de avaliar

Durante o bull market, a oferta e a demanda por títulos muda: a oferta é mais fraca, enquanto a demanda é mais forte. Os investidores ficam ansiosos por comprar títulos, enquanto poucos estão dispostos a vendê-los.