Tesouro IPCA: guia descomplicado para você investir

O Tesouro IPCA é um dos mais populares investimentos de renda fixa. Nessa aplicação, o credor é o governo — ou seja, você empresta dinheiro para o governo. Além do baixíssimo risco, esse investimento pode proteger o seu poder de compra.

Mas você sabe como o Tesouro IPCA funciona na prática?

Isso acontece porque esse título público está atrelado à inflação, nome dado ao fenômeno do aumento contínuo nos preços de produtos e serviços.

Dessa forma, o Tesouro IPCA costuma ser indicado para quem busca um investimento seguro e capaz de proteger o seu poder de compra ao longo do tempo.

Mesmo que você seja um investidor arrojado, é recomendável reservar uma parcela do seu patrimônio em renda fixa, principalmente quando falamos da parcela do seu patrimônio que você pode precisar no curto prazo, como a reserva de emergência.

Mas como saber se o Tesouro IPCA é a opção certa para você? A solução é conhecer todos os detalhes que envolvem esse título público.

Neste artigo, vamos descomplicar o investimento no Tesouro IPCA.

O que é o Tesouro IPCA?

O que é o Tesouro IPCA?, ilustração

O Tesouro IPCA é um título público de renda fixa lançado pelo Tesouro Nacional em parceria com a B3 — a Bolsa de Valores. Considerado um dos mais populares títulos públicos, o Tesouro IPCA é um produto de investimento que tem a sua rentabilidade atrelada à inflação.

Para isso, o seu índice, ou benckmark, é o IPCA — Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Isso quer dizer que o seu rendimento está associado à variação da inflação somada a uma taxa previamente determinada.

Por estar atrelado à variação da inflação, no momento do seu aporte, você não saberá, exatamente, o quanto o seu dinheiro renderá no futuro.

A razão é simples: ninguém pode prever o valor da inflação. Há apenas estimativas do mercado e uma meta perseguida pelo Banco Central em sua política monetária.

Porém, você pode ter uma estimativa, desde que não faça o resgate antes da data de vencimento. 

No próprio site do Tesouro Direto — plataforma de negociações de títulos do Tesouro Nacional — você encontra o aviso de que as simulações de rendimento são baseadas em projeções. 

Ou seja, não há uma garantia dos resultados futuros, e sim projeções.

LEIA TAMBÉM | Tripé macroeconômico: o que é, por que é importante e como funciona no Brasil 

Qual é a segurança do Tesouro IPCA?

Uma das principais vantagens do Tesouro IPCA é a sua segurança. Assim como os demais títulos públicos, esse é um investimento sempre associado ao baixo risco.

Isso acontece justamente por ser um título público. As chances de risco de crédito são mínimas, quase inexistentes. Afinal, o credor é o governo. Por esse motivo, o Tesouro IPCA é um dos investimentos mais seguros do Brasil.

Apesar de ele não ter a cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), o Tesouro IPCA conta com a garantia de pagamento do próprio Tesouro Nacional.

Já o risco de mercado somente acontece se você fizer o resgate antes da data de vencimento do título. 

Esse é o risco atrelado às variações de preço dos títulos. Caso não faça o resgate precoce, você não terá esse problema.

LEIA TAMBÉM | Marcação a mercado: entenda tudo o que precisa saber 

Como funciona o Tesouro IPCA?

Como funciona o Tesouro IPCA, ilustração

Para entender como funciona o Tesouro IPCA, vamos por partes.

Quando você investe no Tesouro IPCA, está emprestando dinheiro para o governo — assim como nos demais títulos públicos.

O governo utiliza esses recursos para financiar os seus projetos, como melhorias na educação, na saúde e na infraestrutura do país (como as nossas estradas).

Ao final do prazo deste empréstimo, o governo devolve o seu dinheiro, porém acrescido de rendimento (juros).

No caso dos Tesouro IPCA, esse rendimento é baseado em uma taxa prefixada e na variação da inflação. Na prática, seu dinheiro vai render acima da inflação oficial do país.

LEIA TAMBÉM | Conheça o Warren IPCA Curto, o novo fundo da Warren Asset Management 

Tesouro IPCA + e Tesouro IPCA com juros semestrais

Quando for investir no Tesouro IPCA, você encontrará duas opções: o IPCA + e o IPCA com juros semestrais.

No Tesouro IPCA + (também conhecido como comum), você receberá os seus rendimentos somente no final do prazo do título. 

Esse é o ideal para quem pode deixar o dinheiro investido até o fim do período.

o Tesouro IPCA com Juros Semestrais paga os juros (cupons de juros) a cada seis meses. 

Essa é uma modalidade mais indicada para os investidores que buscam complementação de renda.

LEIA TAMBÉM | Viver de Dividendos — Descubra quanto você precisa 

Rentabilidade do Tesouro IPCA

Rentabilidade do Tesouro IPCA, ilustração

A rentabilidade do Tesouro IPCA é atrelada à inflação. Lembrando que a inflação é o aumento de preços dos bens e serviços necessários para a sociedade e, consequentemente, da queda do nosso poder de compra.

O índice oficial que mede a inflação e que é o IPCA. Como o Tesouro IPCA tem a sua rentabilidade atrelada a esse índice, isso significa que os rendimentos seguem os movimentos do índice IPCA.

Vejamos os títulos disponíveis no Tesouro Direto para o mês de outubro de 2021:

taxas tesouro ipca, ilustração
Fonte: Tesouro Direto

VEJA TAMBÉM |  Qual a diferença entre renda fixa e renda variável? Entenda  

Liquidez do Tesouro IPCA

A liquidez é o prazo, ou a velocidade, em que você consegue transformar o seu investimento em dinheiro na sua conta bancária. Se um ativo demora a ter os rendimentos depositados após o resgate, ele tem baixa liquidez.

Já a liquidez imediata ocorre quando você solicita o resgate e ele está disponível na sua conta no mesmo momento — no mais tardar após alguns minutos.

Dentro do horário de funcionamento do mercado (entre 9h30 e 18h de segunda à sexta), a compra dos títulos públicos é garantida pelo Tesouro Nacional. Ou seja, a liquidez é imediata — e em alguns casos diária, quando cai no mesmo dia.

Isso quer dizer que o governo compra o seu título quase que automaticamente. Por isso a liquidez do Tesouro IPCA é imediata.

Além disso, mesmo que não seja uma boa escolha fazer o resgate antes do prazo de vencimento, você recebe o valor se precisar.

Nesse sentido, vale destacar a importância de ter uma reserva de emergência. Assim, você não precisa movimentar as suas aplicações antes do tempo e evita prejudicar o seu rendimento.

O que é marcação a mercado?

A marcação a mercado é uma atualização, praticamente diária, dos preços dos ativos de renda fixa. 

Ou seja, caso você faça o seu resgate hoje, sem esperar o vencimento, conseguirá saber o valor que receberá pela aplicação.

Os títulos públicos são diariamente precificados, e no Tesouro IPCA não é diferente. 

Tributação do Tesouro IPCA

O seu investimento no Tesouro IPCA está sujeito ao Imposto de Renda e ao IOF.

O Imposto de Renda incide nos títulos públicos de maneira regressiva. Ou seja, quanto mais tempo o seu dinheiro ficar aplicado, menor será a alíquota.

Confira, a seguir, o prazo e alíquota do IR no Tesouro IPCA

PrazoAlíquota
Até 180 dias22,5%
De 181 dias até 360 dias20%
De 361 dias até 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

Já o IOF é possível evitar. Afinal, ele somente incide sobre o seu investimento caso a sua aplicação seja inferior a 30 dias.

A tabela de tributação do IOF no Tesouro IPCA parte de 96% sobre o rendimento, um dia após a aplicação, e vai até 3%, 29 dias após a aplicação. Depois disso, a taxa é zerada. 

Portanto, pedir o seu saque antes do prazo de vencimento é prejudicial para o seu rendimento de duas maneiras: primeiro, porque você corre o risco de perder dinheiro com a marcação a mercado, e segundo pelas alíquotas de tributação.

LEIA MAIS | Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda: passo a passo com imagens 

Tesouro IPCA serve como proteção à inflação?

A longo prazo, o Tesouro IPCA é uma forma de proteção contra a inflação. Isso acontece quando você preserva o seu poder de compra.

No Tesouro IPCA, a sua rentabilidade segue o índice IPCA acrescida de juros. Então, quanto maior for o índice de inflação, maior tende a ser o seu rendimento. 

Vale lembrar, porém, que o IPCA nem sempre traduz exatamente a inflação individual à qual você está inserido. Ele representa uma cesta de produtos e serviços da média da população brasileira — a sua inflação particular pode ser maior ou menor, dependendo dos seus hábitos de consumo.

Vale lembrar, também, que, para preservar o seu poder de compra e ganhar com a inflação, o seu investimento deve ser focado no longo prazo.

Isso porque o objetivo de se proteger da inflação com o Tesouro IPCA só é possível de atingir se você mantiver o seu dinheiro no título até a data de vencimento.

Então, se a sua meta com o Tesouro IPCA é resguardar o seu poder de compra se protegendo da inflação, é preciso ter certeza de que você deixará o seu dinheiro aplicado durante esse período, que pode ser de vários anos.

É exatamente por isso que é tão importante conhecer o seu perfil de investidor e ter organização financeira. 

Assim, você não precisará retirar os seus investimentos antes da data de vencimento.

LEIA TAMBÉM | Juro real negativo: o que é e como se proteger 

Como investir no Tesouro IPCA pela Warren

Como investir no Tesouro IPCA, ilustração

Você pode investir no Tesouro IPCA e em outros títulos do Tesouro Direto pela Warren. Basta abrir uma conta e criar uma carteira de investimentos para escolher esse ativo.

Quer ver como é simples e descomplicado? Montamos um passo a passo com prints da nossa plataforma para você entender.

Depois de abrir a conta, você precisa criar uma nova carteira. Na aba “Carteiras”, clique em “criar carteira”.

carteiras warren, ilustração

A seguir, a plataforma vai perguntar como você deseja criar sua nova carteira: receber uma sugestão ou criar por conta própria. 

Clique em “criar por conta própria”, já que você deseja escolher apenas títulos do Tesouro IPCA.

criando nova carteira warren, ilustração

Agora, basta buscar por “tesouro IPCA” no campo de pesquisa, na parte superior da tela, que os títulos disponíveis na plataforma vão aparecer para consulta.

escolhendo tesouro ipca na warren, ilustração

Clicando no “+”, você adiciona o título à carteira. Clicando no título, você obtém mais dados dessa aplicação: 

tesouro ipca 2026 na warren, ilustração

Depois de adicionar o título à carteira, basta clicar em continuar. Pronto! Sua carteira com o Tesouro IPCA foi criada e você já pode investir nela.

Neste artigo, você entendeu por que o Tesouro IPCA é uma opção interessante de investimento para quem deseja uma aplicação segura e que entregue proteção relativa contra a inflação.

Além de atender investidores conservadores, o Tesouro IPCA é uma alternativa para investidores moderados ou arrojados que buscam diversificar o patrimônio.

Por ser um título público, ele tem a segurança e a garantia de liquidez do Governo. Por esse motivo, é considerado um dos mais seguros investimentos do país. 

Agora que você já sabe como investir no Tesouro IPCA pela Warren, abra a sua conta e dê os primeiros passos. Você abre sua conta em minutos e começa a investir a partir de R$ 30. 

Se você gostou deste artigo, talvez se interesse por: