Como alcançar a independência financeira: passo a passo para chegar lá

Descobrir como alcançar a independência financeira é o sonho de muitos investidores, porque isso significa liberdade absoluta para não precisar trabalhar para sustentar os próprios gastos.

Hoje você provavelmente precisa trabalhar para garantir o seu sustento, pagar as contas e os boletos que chegam todos os meses.

Você sabe que, se parar de trabalhar, não vai conseguir manter o padrão de vida, porque depende do próprio trabalho.

Viver de renda é o contrário: o seu custo de vida é coberto pela renda do seu patrimônio, seja por meio de dividendos, aluguéis ou a própria rentabilidade das suas aplicações financeiras.

É isso que significa alcançar a independência financeira. Mas a questão é: como chegar lá? 

Neste artigo, você vai entender quanto é preciso ter para alcançar a independência financeira e o que fazer para chegar lá. 

Vamos passar pelos seguintes tópicos:

  • O que é independência financeira?
  • Quanto é preciso para ter independência financeira?
  • O que fazer para conquistar independência financeira?
  • Como alcançar a independência financeira?
  • Sua independência financeira com a Warren

Boa leitura!

O que é independência financeira?

Entenda o que significa a independência financeira, ilustração

Independência financeira significa, antes de tudo, liberdade. Ser independente financeiramente é não precisar trabalhar para se sustentar e para manter o orçamento familiar em dia. Você pode até continuar trabalhando normalmente, mas terá a liberdade de parar a qualquer momento, sem que isso afete a sua qualidade de vida, porque possui outras fontes de renda. 

Mas como esse sentimento de desobrigação com o trabalho vai afetar sua vida? 

Provavelmente, você buscará um novo propósito, vai trabalhar com projetos que realmente estejam alinhados com seus princípios e que vão trazer mais prazer para o seu dia a dia.

Ao mesmo tempo, a jornada para aprender como alcançar a independência financeira também vai trazer conhecimentos profundos sobre investimentos, além de criar o desejo e a rotina de acompanhar o desempenho da sua carteira.

Se acompanhar os investimentos já faz parte da sua rotina, quando você for independente financeiramente isso será ainda mais relevante.

Isso porque os seus investimentos vão se transformar na sua principal fonte de receita. 

Mas quanto é preciso possuir para chegar lá?

Banner planilha 1

Quanto é preciso para alcançar a independência financeira?

Para chegar no cálculo bem próximo da sua independência financeira, precisamos considerar alguns fatores importantes, como seus custos mensais, objetivos de médio prazo e planos para o futuro.

Tudo isso precisa entrar no cálculo acrescido de uma margem de erro baseada na inflação, considerando variações da economia, riscos do mercado e outras estratégias financeiras que podem afetar o desempenho de seus investimentos.

Custo básico de vida x custo de uma vida confortável

Sabemos que existe uma grande diferença entre o custo básico de vida e o custo de uma vida confortável, certo?

Se você deseja morar confortavelmente em um bairro nobre, ter pequenos luxos diários, sustentar uma família e fazer viagens anuais para o exterior, vai precisar de um orçamento bem maior do que aquele necessário para uma vida mais modesta.

Quanto maior for o seu nível de exigência, maior será a quantia necessária para viver de renda e ser livre financeiramente.

Mas como chegar a esse cálculo? 

Existe uma conta simples e bastante utilizada por educadores financeiros, que consiste em multiplicar o valor que você deseja receber mensalmente dos seus rendimentos por 300.

Portanto, se você deseja ter uma renda mensal de R$ 10 mil, precisa multiplicar por 300, chegando a R$ 3 milhões.

Fizemos uma tabela simples para você comparar alguns valores:

Renda mensal desejadaPatrimônio necessário para viver de renda
R$ 2.500,00R$ 750.000,00
R$ 5.000,00R$ 1.500.000,00
R$ 7.500,00R$ 2.250.000,00
R$ 10.000,00R$ 3.000.000,00
R$ 12.500,00R$ 3.750.000,00
R$ 15.000,00R$ 4.500.000,00
R$ 17.500,00R$ 5.250.000,00
R$ 20.000,00R$ 6.000.000,00


Esse cálculo é feito a partir do pressuposto de que uma carteira de investimentos diversificada com ativos de renda fixa e renda variável pode entregar uma rentabilidade de 4% ao ano. 

Esses 4% de rendimento anuais significariam algo próximo de 0,33% ao mês, exatamente o cálculo da tabela: 0,33% de R$ 750 mil é aproximadamente R$ 2,5 mil, e assim por diante.

LEIA TAMBÉM | Calculadora da aposentadoria: descubra qual será sua renda ao se aposentar

O que fazer para conquistar independência financeira?

Saiba quais são os caminhos para conquistar a independência, ilustração

Cálculos e projeções sempre motivam, mas para que eles tornem realidade, é preciso fortalecer seu patrimônio enquanto gasta menos.

Um planejamento financeiro pode ajudar nesse processo. Criar metas de curto, médio e longo prazo, além de estipular um cronograma factível para suas próximas ações, vai trazer mais organização para que você possa viver de renda no futuro.

Dentre seus objetivos, podemos citar a criação da reserva de emergência, a escolha de corretoras e fundos de investimento compatíveis com seu perfil e necessidades, dentre outras ações devem estar discriminadas.

O que provavelmente não te contam quando você diz que deseja saber como alcançar a independência financeira é que ajustes de percurso são necessários.

Por isso, além de se preparar para a jornada, também é importante escolher os profissionais certos para ajudar no percurso.

É nessa hora que uma corretora como a Warren faz diferença.

Aqui, fazemos o rebalanceamento automático do seu portfólio, de acordo com as decisões dos nossos gestores.

Por isso, você se preocupa em poupar e investir, enquanto nós tomamos as melhores decisões possíveis, com base no seu perfil

A partir de agora, vamos tratar de algumas dicas práticas para você atingir a independência financeira.

Como alcançar a independência financeira?

Vamos às regras de ouro para saber como alcançar a independência financeira?

Mapeie as despesas e receitas do orçamento familiar

Para definir a rota mais segura até seu destino, é preciso saber onde é o ponto inicial do percurso. Assim, a primeira etapa é o mapeamento das suas despesas e receitas do orçamento familiar atual.

Nada melhor que criar uma planilha ou usar um aplicativo e perceber que, apesar de pensar o contrário, você não sabe exatamente para onde seus ganhos vão.

Assumir o controle sobre o orçamento é o primeiro passo para ser livre financeiramente no futuro.

Organize a sua vida financeira

Depois de mapear os gastos e as despesas, é o momento de fazer uma organização das suas finanças.

Pagar contas de consumo com o cartão de crédito, por exemplo, pode te levar a um descontrole das finanças, porque você não vê o dinheiro saindo da conta.

Se manter a fatura do cartão sob controle é uma dificuldade, pode ser mais financeiramente saudável pagar essas despesas no débito.

Isso também vale para algumas decisões de maior porte. Dependendo do momento do mercado, pode ser mais vantajoso manter recursos aplicado e financiar um imóvel, do que resgatar o investimento e perder seu retorno.

Para fazer isso, basta comparar os juros do financiamento e o juros remuneratórios. Se um compensar o outro, tome a decisão acertada.

Organize sua vida financeira também pensando no fluxo de pagamento anual. Algumas despesas como IPTU e IPVA só ocorrem em um período do ano, mas podem ser provisionada nos outros meses para garantir descontos na quitação à vista.

Adote estratégias para aumentar seus ganhos

Para conquistar sua independência financeira e conseguir investir mais, uma estratégia muito bem-vinda é aumentar as suas fontes de renda. 

Há diversas maneiras de fazer isso — mas, claro, nenhuma dela é simples:

  • Aumentar seu nível de especialização no trabalho e, a partir de um currículo diferenciado, conquistar oportunidades com melhores remunerações; 
  • Criar uma fonte de renda extra e passiva, como a oferta de infoprodutos;
  • Entrar em sociedades para projetos menores;
  • Trabalhar como freelancer ou consultor na sua área de atuação;
  • Buscar outra ocupação profissional, como muitos advogados, que, além de exercerem a profissão, também são professores universitários;

Economize mais

É preciso saber como economizar dinheiro em todas as áreas da vida. A cada nível financeiro alcançado, novos custos e despesas surgem. A ideia, portanto, não é diminuir seu nível de conforto, mas, sim, optar por soluções mais econômicas.

A regra de ouro, aqui, é sempre viver um degrau abaixo do que o seu nível de renda é capaz de pagar.

Assim, mesmo que você ascenda profissionalmente e passe a ganhar mais, continuará economizando uma quantia relevante para investir com foco no futuro.

No longo prazo, medidas simples também podem fazer diferença, como renegociar plano de saúde, assinatura de internet e televisão paga, morar mais perto do trabalho e gastar menos com transporte, etc.

Invista melhor e de forma diversificada

Finalmente, chegou o momento de investir para a sua independência financeira. Aqui, não basta apenas escolher o Tesouro Selic ou um fundo de renda fixa e colocar todos seus recursos nesses ativos.

É preciso passar por uma verdadeira educação financeira, entender qual seu perfil de investidor e conhecer as melhores estratégias de diversificação de investimentos.

A diversificação, além de proteger os seus investimentos contra riscos específicos dos ativos, também garante um maior retorno no longo prazo, porque você vai se expor a uma série de classes de ativos, obtendo o melhor de cada uma delas.

A Bolsa de Valores, por exemplo, reúne alguns dos ativos mais recomendados para potencializar os seus investimentos no longo prazo. Embora a volatilidade seja maior, ela tende a performar melhor, principalmente quando você escolhe boas empresas e investe com a mentalidade do buy and hold.

De qualquer forma, o segredo aqui é manter a diversificação e escolher ativos que façam sentido para a sua estratégia. 

SAIBA MAIS | Renda Fixa, Multimercado e Ações: no que investir?

Foque nos investimentos de longo prazo

A relação entre prazo de aplicação e rentabilidade esperada é bem direta. Investimentos de longo prazo têm retornos mais satisfatórios, até mesmo porque seus gestores podem contar com o recurso por mais tempo.

Uma boa dica é conhecer os diferentes tipos de fundo de investimentos, quais são suas variáveis e prazo de resgate.

O mesmo vale para o CDB dos bancos que, quanto maior a carência, melhores são suas condições de rentabilidade sobre o CDI.

Outra opção, como já recomendamos anteriormente, é contar com auxílio de gestores especializados, que vão montar o seu portfólio de acordo com o seu perfil de risco e o seu objetivo. É isso que você encontra quando abre sua conta na Warren.

SAIBA MAIS | Como investir na Warren: guia completo

Sua independência financeira na Warren

Conquiste a sua independência financeira na Warren, ilustração

Na Warren a alocação do seu patrimônio é feita de acordo com seu perfil de investidor e objetivos. Ou seja, ao informar seu desejo de saber como alcançar a independência financeira, nosso time vai trabalhar na melhor alocação dos seus investimentos.

Além disso ,acompanhamos seu desempenho e fazemos a calibragem da carteira de acordo com o que foi indicado para seu perfil e objetivos.

Você pode criar carteiras para seus diferentes objetivos, ou seja, aquelas que servirão para sua reserva de emergência, conquistas de médio prazo e sua tão sonhada independência financeira no longo prazo.

Tudo isso em uma plataforma onde você pode consultar suas carteiras, fazer calibragens independentes e ter acesso a outros títulos, investimentos como ouro e CDBs de vários bancos.

O compromisso com o custo baixo para seus investimentos, porém, continua em qualquer uma dessas opções, porque a transparência, para a Warren, é inegociável.

Agora você já sabe com quem e como alcançar a independência financeira, abra sua conta e comece a investir com a Warren.

abra sua conta warren trade