Índice Dow Jones: tudo que você precisa saber sobre esse indicador

O índice Dow Jones se trata de um importante indicador do mercado financeiro mundial. No mundo dos investimentos, existem inúmeros termos e siglas únicos, o que pode intimidar bastante os novos investidores. 

No entanto, conhecer os termos do mercado financeiro e acompanhar os principais índices é um passo importantíssimo para quem está aprendendo a investir.

É por isso que temos publicado no blog uma série de artigos que visam facilitar o entendimento dos principais termos e variáveis do mercado. A seguir, vamos abordar o índice Dow Jones (DJI ou DJIA), um dos principais indicadores do mercado de ações norte-americano.

Hoje, você vai aprender mais sobre: 

  • O que é índice Dow Jones?
  • Teoria de Dow: Conheça os fundamentos
  • Composição do índice Dow Jones
  • Como é calculado o índice Dow Jones?
  • Como investir no índice Dow Jones?
  • Invista de forma mais inteligente com a Warren
  • Conclusão

Boa leitura!

O que é índice Dow Jones?

indice-dow-jones-o-que-e
Entenda melhor o conceito do índice Dow Jones e seu impacto na economia.


O índice Dow Jones, ou Dow Jones Industrial Average, trata-se de um dos principais indicadores no mercado de ações dos Estados Unidos. Como a Bolsa norte-americana é a principal referência para o mercado global, é muito importante acompanhar esse desempenho. 

Para o resultado do DJI, são avaliadas as ações de trinta grandes empresas. Essas ações são negociadas na Bolsa de Nova York – palco das operações envolvendo as maiores empresas do país. 

O índice foi criado em 1896 pelo jornalista Charles Dow, em parceria com Edward Davis Jones. Ambos foram os sócios-fundadores do The Wall Street Journal. Mesmo sendo o segundo índice mais antigo dos EUA, ele é, até hoje, uma das principais influências para investidores do mundo inteiro.  

Apesar do seu nome em inglês – Dow Jones Industrial Average – o índice tem espaço para qualquer tipo de empresa na sua classificação. Isso se tornou especialmente verdadeiro desde o crescimento acelerado das empresas financeiras e do setor da tecnologia. 

Teoria de Dow: conheça os fundamentos

teoria-dow-jones
Aprenda mais sobre os fundamentos da Teoria de Dow.


Para entender melhor o índice Dow Jones, vale a pena revisar a teoria criada por Charles Dow cerca de um ano após a criação do indicador. Ela postula que existe relação entre as tendências do mercado de ações e outras atividades de negócios. 

Através dos fundamentos da Teoria de Dow, fica um pouco mais fácil compreender a forma de análise utilizada pelo jornalista.

1. Os índices se ajustam em qualquer situação

Os índices financeiros consideram tanto os fatores do passado quanto presente e futuro em suas análises. Assim, mesmo que seja impossível prever determinados fatores que podem ser prejudiciais às empresas, os índices se ajustam rapidamente. 

2. O mercado possui 3 tendências

A movimentação de preços no mercado de ações segue três tipos de tendências que Dow as compara com os movimentos do mar. São elas: 

  1. Primária: comparada com a maré, o maior e mais constante movimento que faz com que o nível do mar suba e desça; 
  2. Secundária: são as ondas, que se formam devido à movimentação da maré. 
  3. Terciárias: são as marolas, que se formam entre as ondas. 

3. A tendência primária é formada por 3 fases

A tendência primária descrita no fundamento anterior – a maré – é dividida em três principais fases: 

  1. Acumulação: trata-se do melhor momento para a compra de ativos, visto que o mercado já assimilou as informações ruins;
  2. Participação pública: as altas significativas começam de maneira repentina, levando investidores no geral a comprar o ativo;
  3. Distribuição: a mídia começa a falar sobre os ganhos do ativo. Esse é o melhor momento para que os investidores que entraram na fase de acumulação vendam seus ativos.

4. Índices e médias devem se confirmar

Índices complementares devem caminhar com os oficiais. Assim, confirma-se o desempenho de diferentes grupos de empresa através de diferentes fontes de informação.

5. O volume deve confirmar a tendência

O volume, na Teoria de Dow, trata-se de um fator secundário. Assim, deve expandir conforme a direção da tendência primária. Hoje em dia, no entanto, já contamos com outros indicadores que ajudam a apontar a movimentação nos volumes e seus preços.

6. Uma tendência ocorre enquanto não há sinais de reversão

Em resumo, enquanto não houver sinal de mudanças na tendência, o índice deverá manter seu curso.

Composição do índice Dow Jones

Agora você já entende melhor a origem e conceitos envolvidos no índice Dow Jones. Então, deve estar se perguntando: quais são as empresas analisadas para o cálculo desse índice tão expressivo? 

Bem, a lista varia, visando acompanhar mudanças do mercado financeiro. Quando há uma alteração, um fator de escala é utilizado com o objetivo de ajustar os valores do índice. Assim, ele não é diretamente afetado pela modificação. 

Das empresas que faziam parte do índice Dow Jones original, apenas uma permanece até hoje. Trata-se da Genereal Eletric (GE), conglomerado mundial com sede em Boston. 

Os componentes do índice Dow Jones são escolhidos pelos editores do The Wall Street Journal. Não existem critérios técnicos para a seleção. A única diretriz é que as empresas escolhidas sejam companhias norte-americanas líderes em seus segmentos de mercado.

Atualmente, as 30 empresas que compõe o índice Dow Jones são: 

EmpresaSetor segundo o ICB
3mIndústrias Gerais
American ExpressServiços Financeiros
AppleHardware & Equipamento de alta tecnologia
BoeingAeroespacial e Defesa
CaterpillarEngenharia Industrial
ChevronProdução de petróleo e gás
CiscoEmpresa de Telecomunicação
Coca-colaBebidas
DuPontQuímicos
ExxonMobilProdução de petróleo e gás
General EletricIndústria Geral
Goldman SachsServiços Financeiros
Home DepotVarejo Geral
IMBHardware & Equipamento de alta tecnologia
IntelHardware & Equipamento de alta tecnologia
Johnson & JohnsonFarmacêuticas e biotecnologia
JPMorgan ChaseBancos
McDonald’sFast Food
Merck & Co., Inc.Farmacêuticas 
MicrosoftHardware, Software, Jogos e Entretenimento
NikeBens de uso pessoal
PfizerFarmacêuticas e biotecnologia
Procter & GambleBens de uso pessoal
TravelersSeguros de não vida
United TechnologiesAeroespacial e defesa
UnitedHealthServiços e equipamentos de cuidados de saúde
Verizon CommunicationsTelecomunicações fixas
Visa Inc.Serviços financeiros
WalgreensVarejo alimentar e de medicamentos
Wal-MartVarejo Geral
Walt DisneyMedia

Como é Calculado o índice Dow Jones?

como-e-calculado-o-indice-dow-jones
Aprenda um pouco sobre o cálculo do índice Dow Jones.


O cálculo do índice Dow Jones é relativamente simples. A soma do preço das 30 ações é dividida por uma constante, o divisor Dow. Esse número é ajustado no caso de splits, spin-offs ou outras mudanças estruturais. Assim, assegura-se que essas mudanças não interfiram no valor do índice. 

Inicialmente, o valor utilizado para o divisor Dow foi o número de empresas participantes do índice. Dessa forma, o índice Dow Jones era uma simples média aritmética do preço das ações. No entanto, após passar por diversos ajustes, o divisor hoje tem valor menor que um. Isto é, o valor do índice é maior que a soma do preço das ações.

A fórmula utilizada é a seguinte: 

DJIA = ⅀p / d

Onde p é o preço das ações e, d, o divisor Dow. 

Vale lembrar que as empresas que fazem parte do índice Dow Jones possuem diferentes pesos no cálculo. Hoje, o maior peso fica com a Visa, representando 9,52% do índice. O menor, com a GE, com peso de 0,91%. 

Assim, quando ações de uma empresa considerada mais importante sofrem oscilações, o impacto no resultado do DJI é maior.

Como Investir no índice Dow Jones?

Assim como acontece nos outros índices do mercado financeiro, como o IBOV ou o S&P 500, não é possível operar diretamente com o índice Dow Jones. Isso não quer dizer, no entanto, que não é possível investir com o objetivo de acompanhar o indicador. 

Dessa forma, para investir no Dow Jones, é preciso operar através de produtos derivados. Ou seja, ativos financeiros cujo rendimento está diretamente associado ao índice. 

Se o objetivo do investidor é replicar a carteira teórica que compõe o índice Dow Jones, a aplicação é em ações. 

Como se tratam de 30 empresas, é mais fácil replicar essa carteira do que as de outros índices mais extensos, como o S&P 500. Para isso, o investidor deverá negociar ativos das empresas em questão na Bolsa de Valores. A proporção de cada papel na carteira deve acompanhar o peso da empresa no índice. 

Isso pode, no entanto, se tornar uma operação bastante cansativa – e custosa. Isso porque serão pagas taxas operacionais para a negociação de cada um dos papeis. Dessa forma, é muito comum que investidores procurem fundos de investimento para isso. 

Nos fundos, uma equipe profissional é responsável pela gestão (compra e venda) dos ativos. O investidor compra cotas, e recebe os rendimentos proporcionalmente. Buscar um fundo que tenha como estratégia replicar a carteira do índice Dow Jones, então, é uma forma de simplificar o processo.

Invista de forma mais inteligente com a Warren

Com a Warren, investir nas melhores ações internacionais é muito mais fácil – e barato. Isso porque você não precisa aprender a usar um Home Broker, nem decifrar o mar de siglas no ambiente da Bolsa de Valores. 

Um de nossos objetivos é tornar o mundo dos investimentos o mais eficaz e acessível que pudermos. Foi com isso em mente que disponibilizamos os fundos de investimento da gestão Warren. 

Com nossos fundos, você conta com todas as vantagens desse tipo de ativo. Isso é, tem os ativos geridos e selecionados por uma equipe de especialistas experientes. Assim, não precisa se preocupar com proporções e ordens de compra e venda. 

Mas o melhor mesmo são as vantagens que só a Warren oferece para você. Nossos produtos próprios têm taxa ZERO. Isso mesmo: nada de taxa de administração e, muito menos de performance. Podemos fazer isso porque toda a remuneração da equipe Warren vem da taxa de administração ativa das carteiras. 

Como investir com a Warren: 3 passos!

Você só precisa de 3 passos e alguns minutos. Veja: 

  1. Clique aqui e abra sua conta com a Warren. Você conversa com o Warren e entende o seu perfil de investidor. 
  2. Crie um objetivo financeiro. Assim, poderemos entender melhor quais são suas metas, quanto você pode investir e em quanto tempo pretende fazer o resgate. 
  3. O Warren usa as informações sobre seu perfil e objetivos para selecionar os melhores ativos para você. Mas, claro, fique à vontade para adicionar ou remover produtos da carteira na edição avançada.

Pronto! Você já pode começar a investir.

Aproveite e confira os fundos de investimento da gestão Warren. Temos algo perfeito para cada perfil e tipo de objetivo.

Conclusão

indice-dow-jones-conclusao
O índice Dow Jones é uma importante referência para a economia global.

Agora você já conhece mais uma das importantes referências da economia mundial, o índice Dow Jones. Neste artigo, você conheceu um pouco melhor a história desse importante indicador, além de entender como ele é calculado.

Também trouxemos a lista das 30 empresas que compõe o índice. Assim, você sabe como investir utilizando esse indicador como referência. Ou seja, através da negociação das empresas da lista, contratos futuros ou até mesmo fundos de investimento que replicam a carteira. 

Que tal continuar aprendendo cada vez mais sobre o mercado financeiro? Essa educação é fundamental para investir de maneira cada vez mais eficaz e segura. Então, leia estes outros artigos que preparamos e separamos para você: