Ibovespa: entenda o que é e quais ações compõem

O Ibovespa se trata de um dos mais importantes indicadores da Bolsa de Valores no Brasil. É um índice usado como parâmetro de performance para a maioria dos títulos em renda variável. 

Ibovespa é um termo que você provavelmente já escutou, mesmo se não está familiarizado com o mercado financeiro. Afinal, esse é um termo que frequentemente aparece nos noticiários e jornais. 

Mas, afinal, você sabe como esse índice é medido e o que ele significa?

Assim sendo, nesse artigo, você irá encontrar o necessário para entender mais sobre o Ibovespa. Então, cobriremos desde os conceitos básicos, até como aplicar esse conhecimento em seus investimentos.

Hoje, você aprenderá mais sobre: 

Boa Leitura!

O que é o Ibovespa

Aprenda os principais conceitos do ibovespa, ilustração

O Ibovespa é o principal índice da bolsa de valores brasileira. Também conhecido como Pontos Ibovespa, é fundamental entender esse indicador para investir em ações.

O índice foi criado em 1968 e, hoje, consolidou-se como referência para investidores no mundo todo.

A B3 – antiga Bovespa – é a Bolsa de Valores de São Paulo. É o principal mercado de ações do Brasil. É essa instituição que divulga diariamente o Índice Ibovespa.

Esse indicador representa a média de desempenho das principais ações negociadas na bolsa nos últimos meses. Assim, se eventualmente, o Índice Ibovespa for positivo, então houve valorização desses papéis.

Dessa forma, é possível dizer que o Índice Ibovespa ilustra as oscilações do mercado e economia nacionais. Portanto, primordialmente, esse é considerado o principal benchmark da renda variável. 

E o que é Ibovespa futuro?

O Ibovespa futuro é um contrato do mercado financeiro, similarmente negociado na Bolsa de Valores. Esse também é um ativo de renda variável de alta volatilidade, sendo considerado um investimento de risco.

Esses contratos são derivativos negociados, antes de tudo, com a expectativa de que o Índice Ibovespa valorize no dia do vencimento acordado.

Por exemplo, vamos supor que, no dia de hoje, o Ibovespa estivesse em 100.000 pontos. Assim sendo, um contrato futuro foi negociado em 110.000 pontos.

Na data do vencimento, se os pontos estiverem iguais ou menores, o investidor terá prejuízos, em virtude de ter pago 110.000 pontos pelo contrato.

Em contrapartida, se a cotação do Ibovespa futuro comprado subiu para 120.000 pontos, eventualmente haverá ganho.

Em resumo, os contratos futuros são um tipo de investimento de alto risco. Portanto, são recomendados para investidores mais experientes e de perfil arrojado. 

O que significa Ibovespa?

Ibovespa é a sigla para Índice da Bolsa de Valores de São Paulo. A Bovespa, fundada em 1890, era uma instituição vinculada ao Governo.

No entanto, com a reforma do sistema financeiro, que ocorreu na década de 60, ela se tornou uma entidade auto-reguladora.

Hoje, ela opera apenas com a supervisão da Comissão de Valores Mobiliários, ou CVM.

A B3 — Brasil Bolsa Balcão, por sua vez, representa a Bolsa de Valores oficial do Brasil. Essa instituição utiliza o Ibovespa como indicador de desempenho médio das ações.

Como são calculados e o que significam os pontos do Ibovespa?

A pontuação apresentada pelo Ibovespa foi desenvolvida pela Bolsa de Valores Brasileira, a B3. Os pontos acompanham a performance da carteira teórica.

A seguir, vamos entender melhor como funciona:

Cada ponto equivale R$ 1. Assim, se o Ibovespa está em 100 mil pontos, ele representaria um portfólio no valor de R$ 100 mil.

Portanto, os pontos expressam o valor exato de todos os ativos que compõe a carteira teórica, porém, combinados.

Dessa forma, caso o Ibovespa suba, significa que os papéis que compõe a carteira, em média, irão valorizar. Da mesma forma, quedas no Ibovespa apontam que boa parte dos ativos fecharam o dia no vermelho.

Quais ações compõem o Ibovespa

Ações que fazem parte da carteira do Ibovespa, ilustração
Você sabe quais os ativos que fazem parte da carteira teórica do Ibovespa?

Para obter a média de desempenho das principais ações negociadas na Bolsa de Valores, o Ibovespa funciona como uma carteira teórica.

Isso significa que são selecionados ativos de acordo com as diretrizes estabelecidas para compor o portfólio.

São elegíveis apenas as ações negociadas regularmente. Assim, os ativos devem estar presentes em, ao menos, 95% dos pregões do último ano.

Além disso, o volume financeiro das ações deve ser de, no mínimo, 0,1% do volume negociado no período.

Os papéis elegíveis são organizados de acordo com seu índice de negociabilidade (IN). A carteira final inclui apenas ações que representam, de forma cumulativa, 85% das negociações efetuadas no período.

É realizada uma manutenção quadrimestral na lista e é possível conferir todas as ações que fazem parte da carteira Ibovespa no site da Bolsa de Valores.

No total, a carteira teórica é composta por mais de 60 ativos diferentes. A seguir, você encontra alguns exemplos de ações com maior participação no Índice Ibovespa:

  • ITUB4: ação preferencial do Itaú Unibanco;
  • VALE3: ação ordinária da Vale;
  • BBDC4: ação preferencial do Bradesco;
  • PETR4: ação preferencial do Petrobras;
  • B3SA3: ação ordinária da B3;
  • ITSA4: ação preferencial do Itaú Investimentos;
  • JBSS3: ação ordinária da JBS;
  • LREN3: ação ordinária das Lojas Renner.

Como o cálculo do Ibovespa é feito?

Para o cálculo do Ibovespa, são utilizados os dados referentes à cotação dos ativos da carteira teórica no dia.

No entanto, cada ação possui um peso diferente na fórmula. Portanto, é preciso multiplicar a cotação pelo peso, de forma a encontrar a contribuição do ativo para o índice.

Hoje, esse cálculo é realizado automaticamente e em tempo real, acompanhando cada micro-oscilação no valor dos ativos. 

Qual é o Ibovespa Histórico 2019

Entenda melhor o que é o índice ibovespa, ilustração
Entenda melhor o Índice Ibovespa estudando suas variações.

O Índice Ibovespa é um indicador bastante volátil, que sofre oscilações frequentes. É possível acompanhar as cotações em tempo real no Site da B3.

Lá, você encontra um gráfico interativo, onde é possível personalizar o intervalo de tempo para análise, por exemplo.

Veja a representação de oscilação dos valores do Índice Ibovespa no último ano: 

Gráfico indice Ibovespa
Fonte: B3, dados de 12/12/19.

Você pode notar inúmeras quedas e altas. Geralmente, no entanto, é observável que o Ibovespa apresenta tendência de crescimento.

Nos últimos três anos, essa montanha-russa tem sido rotina para o Ibovespa. As oscilações se mantém desde a crise em 2016. No entanto, os resultados têm sido positivos para grande parte dos ativos.

Para ilustrar o quanto o índice pode variar em um período curto de tempo, veja o gráfico referente apenas ao dia 12/12/19, do meio-dia às 16h, aproximadamente: 

Gráfico indice Ibovespa
Fonte: B3, dados de 12/12/2019.

Quais foram os períodos de maior valorização e queda do Ibovespa?

Esse é um dado histórico bastante interessante, que ilustra muito bem a volatilidade do mercado financeiro.

Ilustra também, é claro, a forma como acontecimentos políticos e econômicos podem causar impactos surpreendentes nesse índice.

A maior queda da história do índice aconteceu em 21 de março de 1990, ficando em – 74,11%.

Já a maior alta acontece em 1991, com retornos de 316,38%. Essa incrível oscilação se deu devido ao período de alta inflação que o país atravessava na época.  

Como funciona o mercado de ações — Ibovespa

Ações são frações do capital de uma empresa. Dessa forma, ao investir em uma ação, você se torna sócio da empresa em questão. Você passa, assim, a lucrar com o crescimento e receita da companhia.

Essas frações são negociadas na Bolsa de Valores. No caso do Brasil, na Brasil Bolsa Balcão, a B3 (antiga BM&FBovespa).

Atualmente, todo o processo de compra e vendas de ações é realizado pela internet.

Para isso, é preciso abrir uma conta em uma corretora financeira, ou seja, uma instituição autorizada pelo Banco Central e pela ANBIMA a realizar operações na Bolsa.

Os lucros com ações podem ser obtidos de duas maneiras: 

  • com a compra de papéis por um preço menor e a venda quando há valorização;
  • através do pagamento de dividendos, uma participação nos lucros da empresa. 

Alguns tipos de ação também garantem o direito de voto em assembleia para o investidor. Dessa forma, você poderá opinar sobre as estratégias de gestão das empresas onde investe.

Como funciona a compra e venda de ativos

Toda a negociação de ações é realizada na Bolsa de Valores, através de corretoras autorizadas a realizar essas operações. Funciona assim:

  • Através da sua corretora, você escolhe a ação que pretende comprar.
  • Então, você envia uma ordem de compra, especificando o código da ação, o número de papéis e o preço. 
  • Se houver um vendedor que aceite as condições propostas na sua ordem de compra, a B3 executará a ordem.
  • O investidor, então, paga o preço combinado, além de arcar com as taxas da corretora e da B3. 
  • A corretora credita as ações na conta do investidor. 

Qual o lote mínimo?

O lote de ações é normalmente composto por 100 papéis. Assim, se os ativos de uma empresa estão cotadas em R$ 40, o aporte para adquirir o lote completo será de R$ 4 mil. 

Como funciona o lote fracionário?

A compra e venda de ações em lotes fracionários é uma medida que busca tornar esse tipo de investimento mais acessível para a população geral. A partir desse tipo de lote, é possível comprar menos de 100 ativos por vez.

Isso possibilita aportes iniciais menores e torna a diversificação de ativos na carteira muito mais acessível.

O que é uma carteira teórica de ações?

Uma carteira teórica é um conjunto de ativos montado para análise. Assim, nenhum investidor, efetivamente, compra aqueles papéis.

Sua performance é medida e documentada buscando estimar os rendimentos de uma carteira composta pelos mesmos ativos.

O Índice Ibovespa, dessa forma, tem base em uma carteira teórica. 

Como investir com a Warren e bater o Ibovespa?

Agora você já sabe: o Ibovespa é o mais importante indicador de performance da renda variável. Isso significa que suas metas, com essa modalidade, devem superar ou acompanhar esse índice.

Aqui na Warren, você investe em um fundo de ações brasileiras que está deixando o Ibovespa para trás!

O Fundo Warren Brasil FIA oferece maior diversidade em relação ao Índice Ibovespa. Com maior alocação do patrimônio em ETFs, esse fundo consegue uma volatilidade menor, protegendo seu capital.

Como qualquer fundo de ações, esse é um investimento considerado de alto risco, indicado para perfis de investimento mais arrojados.

Confira o gráfico com os retornos em 2019, em comparação com o Índice Ibovespa:

Rentabilidade Fundo Warren Brasil FIA x IBOV (dezembro de 2019).

Conclusão

O Índice Ibovespa é um dos mais importantes indicadores de performance de renda variável, aqui no Brasil.

Como você viu nesse artigo, o cálculo é realizado com base no desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Valores brasileira, a B3.

Sua pontuação revela as expectativas dos investidores. Assim, para investir em renda variável, é fundamental compreender o Índice Ibovespa e conhecer suas dinâmicas.

Quer começar a investir em ações e bater o Ibovespa? Comece agora a investir com uma corretora focada em performance e alinhada aos seus objetivos de vida.

Quer aprender mais sobre o mercado financeiro e investimento em ações? Leia também esses artigos que separamos para você:

Esta publicação possui natureza informativa, não devendo ser entendido como recomendação de qualquer investimento ou sugestão de alocação por parte dos destinatários. Os ativos financeiros e/ou as carteiras de investimentos discutidas neste material podem não ser adequadas para todos os investidores, tendo em vista que os objetivos de investimento, situação financeira e necessidades de cada investidor podem variar. Para avaliação da performance de um fundo de investimento, é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou do Fundo Garantidor de Crédito – FGC. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Leia o prospecto, o formulário de informações complementares, lâmina de informações essenciais e o regulamento antes de investir.