Índice Vix: entenda melhor o “índice do medo” e seu impacto na prática

O índice VIX, que talvez possa ser conhecido como índice do medo, é um importante indicador do mercado de ações americano. E é importante que os investidores entendam as dinâmicas deste índice.

No entanto, é comum que surjam dúvidas. Afinal, como o índice americano impacta o mercado brasileiro? Como esse número é calculado e, o que significa, na prática? 

Pensando nessas questões, criamos esse artigo completo sobre o índice VIX. Aqui, nosso objetivo é explicar melhor esse indicador e seus impactos nos seus investimentos.

Hoje, vamos falar sobre: 

  • O que é o índice VIX?
  • Existe índice VIX no Brasil?
  • O que é volatilidade de uma ação?
  • Índice VIX na prática: como ele impacta seus investimentos
  • O índice VIX e o Coronavírus
  • Invista de forma inteligente com a Warren
  • Conclusão

Boa Leitura! 

O que é o índice VIX?

O que é o índice VIX, ilustração

Em resumo, pode-se dizer que o índice VIX, ou VIX Index, é um índice referente ao mercado de ações americanas. Mais especificamente, aquelas que compõem o S&P 500, que um dos índices da bolsa americana, por 30 dias seguidos. Ou seja, o VIX é um número usado para medir as expectativas do mercado em relação às 500 ações do Standard & Poor’s pelos mês seguinte. 

O VIX surgiu em 1993, tendo desde então se tornado conhecido por medir o mercado e a volatilidade de ações em tempo real. Esse é um indicador, no entanto, que engloba apenas as negociações realizadas na Bolsa de Valores de Chicago. 

Assim, podemos dizer que o índice VIX acompanha a variação de preço de uma ação em determinado período. Dessa forma, tornou-se uma ferramenta que serve como base para negociações de curto prazo feitas pelos especuladores do mercado. 

Mas esta não é a única utilidade do índice VIX, que também é usado como um demostrativo de risco. Isso acontece porque, da mesma maneira que uma ação tem potencial de valorizar rapidamente, também pode perder preço com a mesma facilidade. Quanto maior a variação, mais alto é o risco da operação. Em função disso, o VIX também acaba sendo utilizado como indexador pelos traders responsáveis pela negociação de ativos.

Mas como o índice VIX funciona?

O objetivo do índice VIX, como vimos, é medir riscos e volatilidade dentro do mercado financeiro. Para isso, são mensuradas as expectativas relacionadas às principais ações do mercado de capitais norte-americano. Isso é feito em uma tentativa de mapear os próximos 30 dias.

Ou seja, o VIX busca entender a sensibilidade do mercado em relação a cada ativo da lista. Dessa forma, é possível mensurar seus riscos mais precisamente. Este é o principal motivo dele ser conhecido, também, como “índice do medo”. 

Um VIX maior significa que o conjunto de ativos avaliado está com maior volatilidade. Na prática, isso se traduz em operações de maior risco. 

Qual é a composição do índice VIX?

Como citamos no início do artigo, o VIX acompanha a volatilidade das ações da S&P 500. Entre as ações listadas neste indicador, podemos citar Microsoft, Apple, Facebook, Walmart, Coca-Cola, McDonalds e muitas outras gigantes.

Você pode conferir a lista completa nesse link

Existe índice VIX no Brasil?

Existe um medidor brasileiro da volatilidade das ações, ilustração


Agora você já sabe que o índice VIX acompanha a volatilidade das principais ações americanas. Então, deve estar se perguntando: temos um equivalente para o mercado brasileiro? 

A resposta é: infelizmente, ainda não. Como não existe um indicador similar calculado com base nas ações brasileiras, utilizados o índice VIX como indicador de volatilidade. E não somos os únicos: o mercado norte-americano é uma referência importantíssima para os mercados de todo o mundo.

Assim, é bom ficar de olho nesse índice ao investir em ações. Mesmo se você estiver operando na bolsa nacional. Isso porque, quanto mais alto o VIX, mais atenção é preciso ao fazer suas escolhes.  

O que é volatilidade de uma ação?

Dentro do mercado financeiro, a volatilidade se refere às variações de preços de determinado ativo. Isso é, o quanto o valor do papel sobe ou cai. 

Quanto maior a volatilidade de uma ação, mais sensível é seu preço. Isso significa que os valores podem subir ou descer drasticamente, em períodos curtos. 

Assim, fica fácil de entender porque a volatilidade tem ligação direta com o risco da operação. Isso é, é mais difícil prever como o ativo irá se comportar nos próximos dias. 

Por outro lado, a baixa volatilidade representa um ativo estável. Sua precificação é mais constante, resistindo aos eventos econômicos que causam oscilação. Ações assim representam menos risco, mas também menor potencial de valorização. 

Como o cálculo de volatilidade do índice VIX é feito?

O cálculo do índice VIX é feito pela Chicago Board Options Exchange, ou CBOE e recalculado a cada 30 dias. O conceito do índice de volatilidade foi criado pelo pesquisador em Mercado Financeiro Robert E. Whaley.

Hoje, o índice VIX é calculado de maneira completamente automatizada. Ou seja, o computador coleta uma série de dados referentes a compra e venda de ações, avalia as médias de preços, tempo e taxas de variação e envolve uma série de fórmulas complexas envolvendo esses números para chegar ao resultado.

Índice VIX na prática: como ele impacta seus investimentos

Como o índice do medo altera as dinâmicas do mercado financeiro, ilustração


Na prática, se o índice VIX está em 12%, isso significa que é esperado que ações da S&P oscilem 12% nos próximos 30 dias – para cima ou para baixo.

E a influência do VIX em outros mercados?

Como o mercado americano é uma importante referência para todo o mundo, o índice VIX acaba gerando um grande impacto no comportamento da economia mundial. Ou seja, quando o mercado fica mais apreensivo – isso é, o VIX sobe – os países emergentes sofrem as consequências.

E é nesta questão que entra o mercado brasileiro, pois economias como a nossa são fortemente influenciadas pelos Estados Unidos. Por exemplo, o aumento da taxa de juros dos empréstimos internacionais, variações do dólar e retirada de investimentos americanos do país.

Assim, mesmo sendo um número calculado com base no mercado norte-americano e operações realizadas apenas em Chicago, o VIX é importante mundialmente.

Como o trader brasileiro pode usar o índice VIX?

O índice VIX é uma ferramenta importantíssima para traders pois acaba sendo uma referência para mapear crises no mercado financeiro. Assim, é comum o índice seja utilizado para se tentar lucrar com as variações. 

Mesmo não existindo um índice correspondente no Brasil, investidores ainda podem aplicar usando os dados do mercado americano. Isso porque essa volatilidade tem impacto direto na precificação das opções. 

Normalmente, o trader investe aguardando estabilidade. Ou, então, aplica em ações com baixo índice VIX, esperando valorização. Assim, compra-se produtos ligados ao desempenho do VIX, que podem ser opções, contratos futuros ou até mesmo fundos de índice. 

Se o VIX estiver baixo, a rentabilidade desses fundos sobe. No entanto, caso o VIX suba, eles perdem valor. 

O VIX e o coronavírus

Certamente você tem acompanhado as últimas notícias sobre o impacto que o novo coronavírus tem causado na economia. A pandemia influenciou, e muito, no reaparecimento da atenção ao VIX no mercado brasileiro. 

No final de fevereiro de 2020, o VIX atingiu seu maior patamar desde 2018, fechando perto de 30%. Isso acontece porque, quando os mercados caem em escala global, a tendência do índice VIX é aumentar. 

O esperado é que investidores passem a buscar investimentos mais seguros, visando proteger as carteiras. Além disso, também estamos vendo aumento em contratos futuros que acompanham o índice. Esse é um sinal de que muitos investidores estão se preparando para ainda mais volatilidade.

Se você está preocupado com a queda da bolsa causada pelo coronavírus, recomendamos a leitura desses outros artigos que publicamos: 

Assim, você entende melhor o impacto desses eventos para seu patrimônio e o que fazer nesse momento tão delicado da economia. 

Invista de forma inteligente com a Warren

Em momentos de estabilidade ou de incerteza, você sempre pode contar com a Warren para encontrar as melhores opções de investimento. Aqui, você protege seu patrimônio e garante que ele continue a crescer. 

Para começar, tudo que você precisa é abrir sua conta gratuita. Leva apenas alguns minutos, e o processo é completamente online. Você pode começar a investir ainda hoje. 

No seu cadastro, vamos fazer algumas perguntas para determinar seu perfil de investidor. Assim, poderemos encontrar os investimentos que mais combinam com você. 

O melhor? Nossa taxa de administração ativa é a única que você paga para investir nos produtos da Warren. E ela é 4 vezes mais baixa que a média do mercado!

Isso mesmo: nada de cobranças surpresa e taxas escondidas. Aqui, você tem acesso a todos os produtos com total transparência, facilidade e praticidade.

Conclusão

O índice VIX, ou índice do medo, é um importante indicador do mercado norte-americano de ações. Como o mercado americano tem impacto em todo o mundo, é fundamental que investidores conheçam e acompanhem o índice VIX.

Ah, e se você quer investir nas ações da S&P 500 sem complicação, não deixe de conhecer o Fundo Warren USA. Essa é uma opção diversificada e acessível para aplicar em ações americanas. 

Quer continuar aprendendo sobre conceitos importantes do mercado financeiro? Leia também esses outros artigos que separamos: