Investimentos a curto prazo: O que você precisa saber

Investimentos a curto prazo são componentes importantes na carteira de qualquer investidor. Com o objetivo de acessar o valor investido em um período de tempo menor, esses ativos podem adequados tanto para iniciantes quanto para os mais experientes. 

No entanto, justamente pelo período curto das operações, é preciso tomar decisões assertivas para investir no curto prazo.

Hoje, vamos falar sobre:

  • O que são investimentos a curto prazo?
  • Como saber se investir no curto prazo é uma boa opção para você?
  • Quais os melhores investimentos a curto prazo?
  • Investimentos a curto prazo na renda variável
  • Encontre as melhores opções de investimentos a curto prazo na Warren
  • Conclusão

O que são investimentos a curto prazo?

O que são investimentos a curto prazo, ilustração

É importante começar entendendo bem o que são investimentos de curto prazo e como eles são classificados. 

Estamos falando de investimentos pensados para um espaço de tempo menor do que 3 anos.  Normalmente, os investimentos de curto prazo se caracterizam pela alta liquidez.  Normalmente, você encontra esses ativos na renda fixa.

Vale lembrar que a alta liquidez tem seu preço. Os investimentos a curto prazo na renda fixa, por exemplo, normalmente estão sujeitos ao Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) e Imposto de Renda (IR). As alíquotas de ambos são regressivas, o que significa que quanto menos tempo o dinheiro ficar aplicado, mais caras as taxas. 

O IOF, em especial, incide durante o primeiro mês de aplicação, podendo consumir até 99% da rentabilidade no caso de liquidação nesse período. 

Como saber se investir no curto prazo é uma boa opção para você?

Considerar o seu perfil de investidor e objetivos financeiros é sempre importante ao escolher ativos. Os investimentos a curto prazo na renda fixa são adequados para a criação de reservas de emergência. Além disso, também são muito usados por quem pretende guardar dinheiro para os estudos, um carro ou uma viagem, por exemplo. 

Na modalidade de renda fixa, os investimentos a curto prazo têm um risco virtualmente nulo. Por isso, são adequados para todos os tipos de investidores. Desde os mais cautelosos até quem precisa de uma reserva por correr riscos em outras operações. 

Quais os melhores investimentos a curto prazo?

Os melhores investimentos a curto prazo, ilustração

Quando o assunto são investimentos a curto prazo, a melhor opção é buscar ativos mais conservadores, especialmente na renda fixa. Existem diversos ativos que você pode utilizar para compor a sua carteira e a nossa recomendação são os fundos de renda fixa.

Os fundos de renda fixa combinam os melhores ativos da modalidade. Isso é, com apenas um aporte, o investidor está adquirindo diversos títulos. Outra vantagem é que você não precisa procurar pelas melhores oportunidades do mercado. Esse é o papel da gestão do fundo. Entenda melhor: 

Nesse tipo de ativo, os investidores compram cotas do fundo. Com o capital arrecadado, a gestão do fundo (que é formada por uma equipe de profissionais do setor financeiro) compra e vende ativos. A estratégia utilizada varia de um fundo para outro, visando acomodar as necessidades de diversos tipos de investidores. 

No caso dos fundos de renda fixa, por determinação do Banco Central, no mínimo 80% do patrimônio deve estar alocado em ativos dessa modalidade. Esses fundos costumam a contar com liquidez diária e ter ótimos resultados quando comparados com investimentos individuais. 

Quer conhecer alguns fundos de Renda Fixa perfeitos para você? Confira o Fundo Warren Crédito Privado. Outra sugestão é o Warren Renda Fixa Simples, nosso produto mais conservador, com 100% dos recursos alocados na renda fixa. 

Investimentos a curto prazo na renda variável?

Nossa recomendação é que ativos de renda variável não sejam eleitos para compor sua carteira de curto prazo, pois este mercado sempre irá oferecer riscos maiores no curto prazo. A máxima “a Bolsa recompensa quem te paciência” é o nosso mantra, pois acreditamos que é o ambiente para pensar no longo prazo.

Ainda assim, alguns perfis de investidores fazem o que chamamos de “trade” com ativos de renda variável. Embora não seja a nossa recomendação, explicamos do que se trata, abaixo.

Swing Trade, Day Trade e Position: entenda melhor

Swing Trade, Day Trade e Position são estratégias utilizadas nas operações da Bolsa de Valores. As duas primeiras lidam com curto e curtíssimo prazo. Enquanto isso, a última não possui prazo determinado para suas operações. Veja: 

  • Swing Trade: podem durar entre 1 e 90 dias.
  • Day Trade: as operações começam e terminam no mesmo dia.
  • Position: também chamadas de buy and hold. Não possuem prazo determinado de duração. Podem durar meses ou anos, dependendo da estratégia do investidor. 

Os investimentos a curto prazo na Bolsa, então, correspondem às estratégias de Swing Trade e Day Trade. Entre elas, a última é a mais arriscada: cada segundo conta, e é preciso realizar a compra e venda no momento certo para lucrar. 

Riscos dos investimentos a curto prazo na bolsa de valores

É preciso muita atenção, conhecimento e experiência no mercado para operar dessa maneira. As estratégias aplicadas incluem o reconhecimento de padrões nos gráficos de precificação e identificação de tendências. Além disso, exigem monitoramento constante dos ativos para acertar o momento da compra e venda. 

Algo que muitos não mencionam quando o assunto é o Day Trade, também, são as taxas. Se você está realizando diversas operações pequenas todos os dias, os custos operacionais tendem a acumular. Essa estratégia pode acabar saindo mais caro do que você imagina. 

Assim, se você está começando a investir agora, sua melhor opção a curto prazo é a renda fixa.

Encontre as melhores opções de investimentos a curto prazo na Warren

Agora você já entende melhor o funcionamento dos investimentos a curto prazo. Então, é hora de começar a investir! E quanto antes, melhor. 

Sabemos que o mercado financeiro pode ser um ambiente intimidador. Por isso, nossa missão na Warren é simplificar sempre que possível. Assim, você tem apoio do começo ao fim do processo de investir. 

Quer ver como é simples começar a montar sua reserva de emergência na Warren? Basta seguir esse passo a passo: 

  1. Clique aqui e abra sua conta gratuita na Warren. É rapidinho, e o processo é feito completamente pela internet. 
  2. Você receberá um e-mail confirmando seu cadastro e falando um pouco sobre seu perfil de investidor. Agora, é só fazer login na plataforma web ou no app da Warren
  3. Crie seu primeiro objetivo financeiro. Ele pode ser o que você quiser. Nesse passo a passo, no entanto, faremos uma reserva emergencial. 
  4. Ao escolher o objetivo, a Warren vai guiá-lo em cada etapa, fazendo algumas perguntas sobre suas metas e o quanto pode investir. 
  5. Com base no seu perfil e nas informações que você nos deu, vamos montar uma carteira personalizada, com as melhores opções de investimento para você

Você pode alterar a carteira utilizando a edição avançada se preferir. Agora, está tudo pronto! Você já pode começar a investir. Vamos lembrá-lo sobre o seu planejamento sempre que você for realizar um aporte. Assim, você mantém o plano e alcança suas metas com mais facilidade.

Conclusão

Os investimentos a curto prazo são um componente importante na carteira de qualquer investidor. No caso da renda fixa, eles ajudam a mitigar os riscos de outras operações. Ou, ainda, servem como uma maneira de atingir seus objetivos mais rápido. 

Nesse artigo, você encontrou tudo que precisa saber para começar a investir no curto prazo. Desde os conceitos envolvidos até as melhores opções de ativos para a categoria. 

Ficou com alguma dúvida? É só deixar sua pergunta nos comentários. Nossa equipe está a sua disposição, para ajudar no que for possível. 

Aprender sobre o mercado financeiro é sua principal ferramenta para ter sucesso nos investimentos. Então, continue sua leitura com alguns outros artigos aqui no blog: