Planejamento Financeiro para 2020 – Como fazer passo a passo

O planejamento financeiro é a primeira e mais importante etapa para alcançar seus objetivos em 2020. Isso porque essa organização ajuda em todos os passos da construção do seu patrimônio: desde cortar gastos até acompanhar o desempenho dos seus investimentos. 

No entanto, muitas pessoas têm dúvidas sobre como começar o planejamento financeiro. Com o ano novo em folha, não há melhor momento para começar do que agora. 

Pensando nisso, criamos este artigo com todas as dicas que você precisa para criar um planejamento financeiro simples e eficaz para 2020.

Hoje, vamos falar sobre: 

  • O que é planejamento financeiro e para que serve
  • Como elaborar um bom planejamento financeiro pessoal e familiar
  • Planejamento financeiro empresarial passo a passo
  • Planilha de Planejamento Financeiro para Download
  • 3 apps para fazer seu planejamento financeiro
  • Como o Warren pode ajudar você com seu planejamento financeiro
  • Conclusão

Boa leitura!

O que é planejamento financeiro e para que serve

Entenda a importância de preparar o planejamento financeiro em 2020, ilustração

O planejamento financeiro é uma ferramenta de organização. Ele consiste na documentação das suas movimentações financeiras pessoais e familiares. Com esses dados organizados e acessíveis, é muito mais fácil fazer projeções, identificar problemas e definir metas. 

Normalmente, o planejamento financeiro é realizado apenas com uma planilha virtual. A verdade é que não se precisa de algo muito mais complexo que isso para começar. No entanto, existem também inúmeras ferramentas e aplicativos especializados. Assim, se você busca um acompanhamento mais completo, essa pode ser a melhor opção. 

Quais são os principais objetivos do planejamento financeiro

O planejamento financeiro visa organizar e acompanhar sua vida financeira. O principal objetivo é ajudar na organização do orçamento, entender para onde o dinheiro recebido é direcionado e encontrar formas de aumentar seu patrimônio. 

Esse é o primeiro passo para definir metas financeiras realistas e conseguir alcançá-las. Afinal, é muito difícil guardar dinheiro ou investir quando você não sabe quanto dinheiro tem disponível para isso. 

Importância de ter um bom planejamento financeiro

Infelizmente, é extremamente comum que as pessoas não façam um controle detalhado do seu dinheiro. E isso pode resultar em inúmeros problemas. O mais comum é ficar sem dinheiro conforme o fim do mês se aproxima. 

Isso acontece, geralmente, porque a pessoa está gastando mais do que ganha. No geral, os maiores culpados são justamente os gastos pequenos que se acumulam. Como raramente paramos para considerar esses gastos, já que parecem inofensivos, é normal perder o controle do orçamento com eles. 

O planejamento financeiro ajuda mapear exatamente para onde seu dinheiro está indo todo mês. Assim, é muito mais fácil identificar oportunidades de corte de custos. Além disso, você conseguirá um controle maior sobre seus ganhos e quanto sobra para investir. 

Como elaborar um bom planejamento financeiro pessoal e familiar

Aprenda como organizar as finanças pessoais, ilustração

Certamente, o planejamento financeiro é uma parte fundamental da manutenção da saúde financeira da sua família. Ele permite que você corte custos, identifique problemas e construa reservas de emergência. Além de, claro, facilitar a construção de um patrimônio com investimentos. 

E o melhor: elaborar um planejamento financeiro pessoal ou familiar é muito simples. Você precisa apenas de uma planilha e bastante disciplina. Vamos lá: 

Passo 1 — Escolha a ferramenta utilizada para criar o planejamento financeiro e defina seus parâmetros. 

Ante de começar, você precisará encontrar uma ferramenta de acompanhamento financeiro com a qual esteja confortável. O planejamento financeiro é um processo contínuo. Dessa forma, é essencial que você escolha um método que seja conveniente e intuitivo para você. 

Um dos métodos mais populares são as planilhas virtuais. Tratam-se de uma ferramenta altamente personalizável e extremamente acessível. Existem, inclusive, opções gratuitas, como as Planilhas Google e o LibreOffice

Também é importante pensar em quais informações aparecerão na planilha. Em sua forma mais simples, é preciso registrar todos os seus ganhos e todos os gastos em duas colunas. O resultado é uma planilha similar a um extrato bancário. 

Para controlar o dinheiro mais de perto, você pode adicionar colunas que descrevem os gastos e ganhos com detalhes. Outra prática muito popular é dividir os gastos em categorias diferentes, como higiene, lazer e contas domésticas, por exemplo. 

Passo 2 — Preencha todos os dados e mantenha a planilha atualizada

Essa é a parte mais importante – e a que exige mais disciplina. Todos os gastos realizados durante o mês devem ser registrados na planilha. Dessa forma, você mantém um controle mais exato do destino do dinheiro. 

É aqui, também, que os maiores erros são cometidos. É normal que pessoas optem por omitir os gastos menores, como a compra de um doce ou garrafa de água. Esses são justamente os vilões mais comuns no orçamento familiar. Isso porque passam despercebidos e podem acabar se acumulando muito. 

Imagine, por exemplo, que você gaste R$ 5 reais por dia em garrafas de água, doces e similares. No final do mês, esse custo já se acumulou em R$ 150. Esse valor é maior que o aporte inicial em diversos investimentos. 

Passo 3 — Facilite a visualização com gráficos

Se você é uma pessoa que se dá melhor com informações visuais (como a maioria de nós), incluir gráficos no seu planejamento financeiro pode ser uma ideia incrível!

Não é difícil gerar gráficos com as ferramentas de planilhas virtuais. Você pode, por exemplo, atribuir categorias para seus gastos e criar um gráfico em pizza que mostra a proporção de cada uma no orçamento. 

Além disso, outra dica é separar as categorias através da formatação: cores diferentes ajudam na leitura. 

Passo 4 — Identifique oportunidades de cortes de custo

Agora que você já passou algumas semanas registrando todos os seus custos e receitas, é hora de começar a elaborar um plano de ação. Comece renegociando ou quitando dívidas. Isso porque, como você já deve ter percebido, os juros pesam muito no orçamento mensal. 

O próximo passo é identificar onde você poderia economizar. Isso pode incluir: 

  • Renegociar planos de TV, internet e telefone;
  • Substituir planos de dados móveis;
  • Separar um orçamento mensal para pequenos gastos;
  • Limitar o lazer mais custoso, substituindo-o por opções mais baratas ou gratuitas; 
  • Identificar compras desnecessárias e reduzir desperdícios;
  • Encontrar possíveis problemas estruturais que estejam impactando contas de água ou energia. 

Esses são apenas alguns exemplos. Outra dica valiosa é separar uma quantia fixa, ou percentual da sua renda, para investimentos. Assim, você assume um compromisso e é mais fácil adquirir o hábito de poupar e investir.

Passo 5 — Defina metas específicas e com prazos

Sem objetivos, é muito difícil encontrar os melhores caminhos e medir seu progresso. Metas realistas ajudam a manter a motivação, pois você pode ver o quanto está progredindo! 

As melhores metas são aquelas que se baseiam nas suas possibilidades. Além disso, elas devem ser o mais específicas possível. Por exemplo, ao invés de “guardar dinheiro para um novo computador”, prefira “guardar R$ 300 por mês, durante 12 meses, para o novo computador”. 

Assim, com prazos e quantias definidas, tudo fica mais simples. Ah, e ao invés de apenas guardar o dinheiro, você pode investi-lo e alcançar as metas mais rapidamente.

Planejamento financeiro empresarial passo a passo

Passo a passo para um planejamento financeiro empresarial eficaz, ilustração

O planejamento financeiro empresarial pode ser um pouco mais complicado do que a organização do orçamento familiar. Existem mais variáveis envolvidas, mas, em essência, o processo é o mesmo. 

Veja o passo a passo: 

Passo 1 — Propor metas e organizar ações

Geralmente, uma empresa já possui algum sistema de coleta e registro de seus dados financeiros. Nesse caso, normalmente são utilizados softwares específicos para gestão que permitem o acompanhamento de despesas fixas e variáveis. 

Assim, para começar o planejamento financeiro, é preciso analisar esses dados, alinhas a estrutura dos gastos e estabelecer metas para o futuro.

Passo 2 — Colocar a estratégia em prática

De nada adianta ter um acompanhamento detalhado do orçamento e estabelecer metas viáveis se nenhuma ação será adotada para cumpri-las. Assim, é fundamental aplicar as estratégias estabelecidas. 

É importante lembrar que o bom funcionamento de uma empresa depende amplamente da boa comunicação entre setores. Isso é especialmente verdadeiro quando o assunto é o orçamento. Afinal, um controle de estoques que não tem acesso aos dados de vendas está fadado ao fracasso, por exemplo. 

Passo 3 — Avaliar e qualificar

Boa parte de um bom trabalho administrativo é avaliar os planejamentos e identificar a necessidade de ajustes. Por exemplo: os prazos das metas são realistas, considerando o ritmo da empresa? 

Essa etapa consiste em garantir que os resultados da empresa seguem dentro do esperado. 

Passo 4 — Aplicar correções

É muito comum que os planos iniciais precisem de alguns ajustes. Isso porque é impossível prever com exatidão todas as variáveis do mercado. Aplicar soluções e alterações de maneira rápida e dinâmica é fundamental para atingir suas metas. 

Passo 5 — Acompanhamento constante

Novamente: ressaltamos que o planejamento financeiro não é uma ação isolada. Trata-se de um hábito que precisa ser desenvolvido. O acompanhamento constante é, afinal, a chave para uma gestão de sucesso.

3 apps para fazer seu planejamento financeiro

Se você prefere utilizar uma ferramenta específica, existem muitos aplicativos voltados para o planejamento financeiro pessoal. A seguir, você encontra 3 opções gratuitas com tudo que você vai precisar:

Mobills

O Mobills está disponível para iOS e Android e é um dos aplicativos mais completos do mercado. Nele, além de adicionar contas, cartões, empréstimos e despesas, você pode exportar os relatórios para Excel e controlar os dados em planilhas ou salvar como um documento em PDF, se a sua ideia é só visualizar melhor as informações.

Outro grande diferencial é a geolocalização. Ela oferece a possibilidade de registrar as suas despesas de acordo com as regiões onde você gasta o seu dinheiro.

GuiaBolso

Disponível para Android e IOS, o Guia Bolso possui mais de um milhão de usuário no Brasil. Simples e intuitivo, o aplicativo se comunica om seu banco para organizar tudo de maneira automática.

Para quem se preocupa com a segurança, vale lembrar: o app conta com a mesma segurança dos bancos, codificando todos os dados recebidos. Além disso, como não possibilita transações bancárias, você pode usar com tranquilidade. 

Meu Dinheiro

Com opções gratuitas e pagas, esse app ajuda a organizar os gastos com cartão de crédito e os registros de saldos. Além disso, você também pode adicionar gastos específicos manualmente.

Outro recurso interessante é que ele ajuda você a definir seus objetivos financeiros de médio e longo prazo. 

Como a Warren pode ajudar você com seu planejamento financeiro

Descubra como podemos ajudar você nessa jornada.

Aqui na Warren, ajudamos você na parte mais importante do seu planejamento financeiro: alcançar seus objetivos.

Quer ver por si mesmo? Então clica aqui para criar sua conta gratuita agora.

O processo de cadastro é rápido e completamente online.

  1. Você escolhe seu objetivo, como criar uma reserva de emergência ou guardar dinheiro para uma viagem. 
  2. Você nos diz qual sua meta, quanto pode aplicar agora e quanto planeja aplicar por mês. Ah, e claro, em quanto tempo quer atingir sua meta. 
  3. Se preferir, você pode dizer quanto precisa conseguir, e em quanto tempo. A Warren calcula os investimentos mensais necessários para você. 
  4. O Warren irá apresentar as melhores opções de investimento para seus objetivos. Você pode aceitar nossa carteira sugerida ou modificar os ativos na edição avançada. 
  5. Prontinho! Vamos lembrar você sobre os objetivos definidos para que você mantenha a disciplina nos seus investimentos. 

Clique aqui para entender melhor como isso funciona

Conclusão

O planejamento financeiro é o primeiro passo para atingir todos os seus objetivos em 2020.

Agora você já sabe: o primeiro passo para atingir todos os seus objetivos esse ano é um planejamento financeiro eficaz. Mas lembre-se: não vale esquecer dele em alguns meses , e nem pular registros!

O planejamento financeiro não é um esforço isolado, e sim um hábito. Acompanhar seu orçamento de perto é fundamental para criar seu patrimônio.

Que tal descobrir mais sobre como melhorar sua vida financeira em 2020? Confira esses outros artigos que preparamos: