Viver de renda: quais os melhores investimentos para esse objetivo

Viver de renda é um sonho de muitas pessoas. Afinal, quem não gostaria de ter seu custo de vida garantido? Imagine ter tempo para se dedicar ao que você mais gosta de fazer, sem se preocupar com o salário?  

Mas é claro: viver de renda não é tão simples como muitas pessoas prometem. É verdade que isso exige planejamento, conhecimento e disciplina. Por outro lado, viver de renda não é uma meta tão impossível quanto muita gente imagina. 

É normal ter dúvidas sobre quais são os passos necessários para atingir esse objetivo. Por isso, criamos este guia completo, com tudo que você precisa para aprender a viver de renda. Aqui, você encontra um guia com sugestões realistas e formas práticas de trabalhar em direção a essa meta.

Hoje, vamos falar sobre: 

  • O que significa viver de renda?
  • Quais são os tipos de investimentos que possibilitam viver de renda?
  • Como viver de renda?
  • Dicas para viver de renda: aprenda por onde começar
  • Descubra de quanto tempo você precisa para viver de renda
  • Investindo de forma inteligente com a Warren
  • Conclusão

Boa Leitura!

O que significa viver de renda?

 O que falamos quando o assunto é viver de renda, ilustração

Vamos começar pelo básico. Afinal, o que significa viver de renda? Bem, quando usamos esse termo, estamos falando de um cenário onde os rendimentos das suas aplicações financeiras são o suficiente para cobrir seus custos de vida mensais. 

Isto é, sem que você mexa no capital investido, é possível que apenas os rendimentos sejam utilizados para pagar suas contas e cobrir todas as despesas do mês. Ou seja, será necessário investir o suficiente para obter rendimentos iguais ou superiores ao seu salário todo mês. 

Para isso, como você pode imaginar, é preciso ter um planejamento adequado. Na maioria dos casos, não é possível começar a viver de renda de um dia para o outro. Isso porque não é todo mundo que dispõe de muito dinheiro para investir logo de cara. 

No entanto, isso não significa que essa seja uma tarefa impossível. Começando devagar, mantendo a disciplina e seguindo seu plano, é possível, sim, passar a viver de renda

Quais são os tipos de investimentos que possibilitam viver de renda?

Tipos de investimentos para viver de renda, ilustração

Antes de mais nada, você deve entender que existem inúmeros tipos de investimento disponíveis no mercado financeiro. Nenhum deles é perfeito: todos têm pontos positivos e negativos que se tornam mais significativos para cada investidor. 

Com isso, queremos dizer que o melhor investimento para você depende de muitos fatores que vão além da performance dos ativos. Essa escolha deve ser feita tendo em mente seu perfil de investidor e, principalmente, seus objetivos. 

Já sabemos qual é sua meta nesse caso: viver de renda. Assim, é preciso encontrar ativos que ofereçam as melhores características para esse fim. 

Como você provavelmente sabe, existem ativos que só permitem o resgate de rendimentos na data de vencimento. Assim, esses não são uma boa opção para quem planeja utilizar os rendimentos como um salário. 

Dessa forma, é interessante buscar ativos que proporcionem rendimentos mensais, trimestrais ou semestrais. Da mesma forma, existem muitos fundos de investimento que permitem resgates parciais.

Quando o assunto são ações, você deve dar prioridade a empresas mais estáveis para esses objetivos. Normalmente, elas são melhores pagadoras de dividendos, já que já estão com seu lugar no mercado garantido. 

O que é pagamento de dividendos?

Os dividendos são quantias que determinados tipos de ações pagam a seus investidores. É o equivalente a uma participação nos lucros da empresa. Por isso, as empresas estáveis costumam a ser boas opções nesse quesito. 

As empresas em desenvolvimento costumam a aplicar boa parte dos seus lucros na expansão de sua infraestrutura. Assim, sobra menos no fim do mês para distribuir entre os sócios. 

Vale lembrar, também, que nem toda ação garante o direito de receber dividendos. Se seu objetivo é esse, é preciso procurar papéis ou fundos específicos.

Como viver de renda?

Aprenda a como viver de renda, ilustração


Com os conceitos básicos entendidos, é hora de aprender como viver de renda, na prática. Sim, demora um pouco. Mas o processo é bem mais simples do que você imagina. E, acima de tudo, é preciso saber: o importante é começar a investir todo mês, mesmo que seja só um pouco. 

Para isso, siga esses passos simples conosco: 

Passo 1: Organize-se

É muito raro encontrar alguém que consiga fazer sobrar dinheiro no fim do mês sem uma boa organização financeira. Então, o primeiro passo para viver de renda está aqui: é preciso colocar ordem nas contas da casa. 

O planejamento financeiro consiste em acompanhar todos os seus ganhos e gastos com o objetivo de equilibrar os números e fechar o mês no positivo. É o mesmo processo que seria seguido em uma empresa, porém aplicado às finanças domésticas. 

Uma dica importante é contabilizar tudo – mesmo que pareça insignificante. Afinal, uma compra de R$ 5 reais numa lanchonete todo dia acumula R$ 150 no fim do mês. Em um ano, essa despesa tão facilmente ignorada representa R$ 1.800 que podiam estar rendendo na sua carteira de investimentos. 

Assim que tiver tudo em uma planilha, é hora de se livrar do maior vilão nas suas finanças: as dívidas. Não deixe seu patrimônio se perder em juros do cartão – renegocie e quite o que puder. 

Passo 2: Reserva de Emergência

Terminando o mês no positivo? Ótimo! Agora, o próximo passo é criar uma reserva de emergência

A maioria das dívidas acontece porque ocorreu algum imprevisto que você não pode cobrir, financeiramente. Isto é, alguém na família perde o emprego, tem um problema médico ou algo na casa precisa de conserto. Para evitar precisar recorrer aos empréstimos, é importante ter um pouco de dinheiro separado para essas situações. 

A reserva de emergência também age como uma forma de mitigar o risco de investimentos mais arriscados. Se houver alguma oscilação negativa, os rendimentos desse fundo poderão cobrir o prejuízo. 

Mas atenção: nada de usar a poupança para guardar dinheiro! Essa não é sua melhor opção. Se você quiser entender melhor porque a caderneta deixou de ser uma boa ideia, confira este artigo

O ideal é utilizar um fundo de investimentos de renda fixa para esse fim. Assim, você consegue proteger o dinheiro da inflação e ainda ter uma boa rentabilidade, com o mínimo de risco. 

Para saber quanto você precisa ter na reserva, basta calcular ao menos seis meses do custo de vida da sua família. Por exemplo, se você gasta R$ 5 mil por mês, a reserva deve ter, pelo menos, R$ 30 mil. 

Passo 3: Diversificando sua carteira

Seu fundo de emergência está indo bem? Agora, é hora de buscar investimentos com maior rentabilidade. Assim, você chegará no seu objetivo de viver de renda mais rápido. 

Vale lembrar: normalmente, com maior rentabilidade, o risco também sobe. Assim, é importante encontrar opções que se adéquem ao seu perfil e tolerância. 

Para mitigar os riscos, a chave é diversificar. Quando você conta com diversos investimentos, a alta de um cobre a queda de outro. 

O jeito mais fácil de já começar os investimentos com diversidade é através dos fundos. Neles, uma equipe especialista investe seu dinheiro em diferentes ativos, buscando a melhor rentabilidade possível. Assim, tudo que você precisa fazer é acompanhar o desempenho mensal. 

Passo 4: Aprenda mais sobre o mercado financeiro

Se existe uma verdade no mercado financeiro é que sempre haverá mais que você pode aprender. Hoje em dia, o mundo dos investimentos pode ser tão simples ou complexo quanto você queira.

Enquanto o aparecimento de corretoras modernizadas, como a Warren, tornou o processo de investir muito mais simples e acessível, é sempre bom estudar sobre o assunto. 

Aprender sobre novos tipos de ativos, por exemplo, ajuda a expandir seu leque de opções. Enquanto isso, ler sobre as dinâmicas do mercado e como elas impactam os investimentos, vai ajudar a mitigar riscos. 

Assim, é importante acompanhar a mídia especializada, além das notícias no geral. Outro passo importante é ler artigos como este, que ajudam você a entender melhor como seus investimentos funcionam.

Dicas para viver de renda: aprenda por onde começar

Dicas para viver de renda, ilustração

Agora você já sabe todos os passos que precisa tomar para viver de renda. Mas existem muitos detalhes em cada um deles. Afinal, como mencionamos, esse não é um processo que acontece do dia para a noite. 

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para ajudar você a manter o foco e acertar nas suas escolhas: 

Disciplina e paciência

Viver de renda não é uma tarefa simples e nem rápida. A não ser que você tenha alguns milhões sobrando para investir, será necessário construir seu patrimônio aos poucos. 

Isso não significa que é impossível. Apenas que exige bastante disciplina e alguma paciência, especialmente para quem pretende ficar apenas nos investimentos mais conservadores. 

Não desista. E, principalmente, não se desvie do plano.

Pague dívidas e organize seus gastos primeiro

Os dois maiores vilões para quem almeja viver de renda são esses: a desorganização e os juros de dívidas. O primeiro está impedindo que você saiba o que fazer para viver de renda. O segundo ativamente diminui suas chances de conseguir. 

Lembre-se: os juros só são bons quando estão sendo pagos a você. Sua primeira meta deve ser quitar ou renegociar dívidas.

Tenha metas, objetivos e prazos

Isso é parte da organização financeira, mas também ajuda muito a manter sua motivação. Afinal, quando você percebe que atingiu sua meta para o ano – mesmo que ela seja pequena – ficará muito satisfeito. 

Essa sensação boa de dever cumprido impulsiona você e ajuda a continuar fiel aos planos. Através de metas, é mais fácil medir seus resultados e perceber o que está dando certo e o que não está. 

Aqui na Warren, você pode criar e acompanhar diferentes objetivos financeiros na sua carteira. Assim, é ainda mais fácil ver como você está se aproximando dos seus sonhos!

Descubra de quanto tempo você precisa para viver de renda

E aí, está ansioso para começar a viver de renda? Quanto tempo será que vai demorar, considerando a quantia que você pode investir por mês? 

Bem, esse cálculo é simples. Primeiro, vamos descobrir quanto você precisa acumular para ter o salário ideal. Para isso, divida esse valor pela rentabilidade obtida no seu investimento. 

Agora que você já sabe o valor que precisa, basta dividir o total pelo valor que você investe mensalmente. Agora, você tem quantos meses precisa para chegar ao seu objetivo.

Investindo de forma inteligente com a Warren

A organização financeira é fundamental, mas você não precisa fazer um monte de cálculos para atingir seus objetivos. Aqui na Warren, você conta com todas as ferramentas que precisa para investir de forma mais simples e eficaz. 

Primeiro, é só clicar aqui e abrir sua conta grátis. É rapidinho e você pode começar a investir ainda hoje. 

Com base no seu perfil de investidor e no quanto você pode investir (e, claro, quais são suas metas), vamos fazer recomendações. Isso mesmo: você recebe os melhores investimentos para você em uma bandeja.

É só ter disciplina para seguir seu plano! 

Conclusão

Viver de renda é um sonho impossível? Longe disso! Neste artigo, você aprendeu tudo que precisa para trazer esse objetivo para o mundo real. 

Na Warren, você encontra tudo o que precisa para conquistar esse desafio de maneira mais rápida, eficaz e inteligente. 

Quer aprender mais sobre como fazer seu patrimônio crescer? Leia também estes outros artigos que separamos: