A Nasdaq (National Association of Securities Dealers Automated Quotation) é uma das mais importantes bolsas de valores norte-americanas.

Especializada na listagem de ações de empresas de tecnologia, ela é a maior bolsa de valores eletrônica automatizada dos Estados Unidos.

Com mais de 3.800 empresas e corporações, a Nasdaq possui mais volume de negócios por hora do que qualquer outra bolsa de valores do mundo. Ela lista mais de 7.000 ações de pequena e média capitalização. 

A Nasdaq também é caracterizada por reunir principalmente empresas de alta tecnologia em eletrônica, computação, telecomunicações, biotecnologia, etc. Seus sistemas informatizados são projetados para permitir uma negociação eficiente e transparente.

Os índices Nasdaq

Seus índices mais representativos são o Nasdaq 100, o Nasdaq Composite e o Nasdaq Biotechnology. 

  • Nasdaq Composite: este índice mede o desempenho das empresas norte-americanas e estrangeiras que estão listadas na bolsa eletrônica. É o mais novo entre o grupo de indicadores de ações e conta com mais de 5 mil companhias. Esse número representa mais do que qualquer outro indicador do mercado financeiro. Entre essas organizações estão empresas como Microsoft, Intel, Oracle, etc. 
  • Nasdaq 100: O Nasdaq 100 inclui 100 das maiores empresas não financeiras listadas na Nasdaq. Este índice inclui as empresas que apresentaram os maiores crescimentos nos principais setores, todas com capitalização de mercado de pelo menos $500 milhões de dólares e volume médio diário de negociação de pelo menos 100 mil ações.
  • Nasdaq Biotechnology: o Índice Nasdaq Biotechnology começou sua jornada no início do século 21 e inclui empresas Nasdaq classificadas como empresas de biotecnologia ou farmacêutica.

Histórico da Nasdaq

Apesar de estar situada em Nova York, a Nasdaq não conta com um endereço físico. Todas as suas negociações acontecem de forma online.

A bolsa tem suas raízes no pedido do Congresso dos Estados Unidos à comissão que regula o mercado de ações (a SEC, Securities and Exchange Commission) para realizar um estudo sobre a segurança dos mercados. 

A preparação deste relatório concluiu que os mercados não regulamentados não eram muito transparentes. A SEC propôs, então, sua automação, e a partir daí surgiu a Bolsa de Valores Nasdaq.

O objetivo era regular o mercado de produtos eletrônicos. Na época, aquilo que chamamos de high-tech, ou “tecnologia de ponta”, no bom português, começava a se generalizar, mas ainda era negociado em mercado de balcão.

A primeira sessão da Nasdaq foi realizada em 8 de fevereiro de 1971, dia em que mais de 2.500 ações de produtos eletrônicos passaram a ser negociadas.

Fundada pela National Association of Securities Dealers (NASD), ela foi privatizada em uma série de vendas em 2000 e 2001.

Curiosidades sobre a Nasdaq

Entre 1997 e 2000, a Nasdaq abasteceu 1.649 empresas públicas e, no processo, gerou US$ 316,5 bilhões. Depois de uma profunda reestruturação em 2000, ela tornou-se uma empresa com fins lucrativos totalmente controlada por acionistas. 

Atualmente, continua aumentando sua capacidade em volume de transações, podendo realizar transações de 6 bilhões de ações em um dia.

A sede da Nasdaq fica em um prédio na Times Square, em Nova York, e curiosamente se tornou uma atração turística para os visitantes da cidade.

Um de seus presidentes foi Bernard Madoff, um ex-corretor de Wall Street, acusado de uma gigantesca fraude, em dezembro de 2008.

Em 2010, a Nasdaq se fundiu com a OMX, uma operadora de câmbio líder nos países nórdicos, e expandiu sua presença global, mudando seu nome para Grupo NASDAQ OMX. 

Em novembro de 2016, a empresária americana Adena Friedman foi promovida a CEO da Nasdaq, tornando-se a primeira mulher a liderar uma bolsa de valores nos Estados Unidos. Nesse mesmo ano, a Nasdaq ganhou US$ 272 milhões em receitas relacionadas à listagens.

Graças às novas tecnologias, as bolsas de valores do mundo estão conectadas 24 horas por dia. Grandes fundos de investimento se movem de um lado a outro do planeta em segundos, buscando o maior lucro.