Liquidez: entenda como ela impacta seus investimentos

Liquidez diária, liquidez no vencimento, liquidez alta ou baixa. Provavelmente, você já se deparou com esses termos relacionados aos investimentos durantes seus estudos.

De fato, a liquidez está entre os assuntos mais básicos quando se trata de formar uma carteira, embora sua definição não seja intuitiva para quem está começando nos investimentos. 

Basicamente, a liquidez está relacionada à rapidez com que você consegue transformar um investimento ou aplicação em dinheiro de fato, fazendo os valores retornarem para sua conta.

Conhecer a liquidez dos ativos disponíveis é fundamental antes de tomar qualquer decisão, especialmente quando falamos de objetivos diferentes, com prazos variados.

Já imaginou precisar utilizar a sua reserva de emergência em um momento delicado e ela estar “presa” em um investimento que só vence daqui a um ano?

Essa é uma das análises que devem ser feitas antes de tomar uma decisão e aportar em determinada aplicação.

Mas como saber se um determinado ativo tem ou não liquidez?

É isso que vamos descobrir neste artigo. Abordaremos os seguintes tópicos:

  • O que é liquidez nos investimentos
  • Como saber se um ativo tem liquidez
  • O que significa liquidez diária
  • Exemplos de investimentos com liquidez diária
  • Liquidez é essencial para a reserva de emergência
  • Diversifique seus investimentos na Warren

Você se interessou pelo tema? 

Então continue a leitura e saiba mais sobre a liquidez — e como ela impacta a sua carteira de investimentos.

O que é liquidez nos investimentos

Afinal, o que é liquidez. Ilustração

A liquidez está relacionada à velocidade em que determinado investimento pode ser convertido em dinheiro. Quando falamos que um produto financeiro tem uma liquidez alta, é sinônimo de que o investimento pode ser resgatado em um curto espaço de tempo, porque as posições podem ser vendidas ou liquidadas rapidamente.

Um valor que está em uma conta remunerada, por exemplo, tem liquidez imediata. Ou seja: se você precisar do valor para algo, conseguirá utilizá-lo no mesmo instante. 

Já um imóvel tem uma liquidez muito baixa. Isso significa que, ao contrário da conta remunerada, é um dinheiro que você não poderá contar no curto prazo. Até você conseguir vendê-lo e o valor entrar na sua conta, o processo pode levar meses.

Já na Bolsa de Valores, a liquidez da maioria das ações tende a ser bastante alta. Você consegue encontrar bons papéis com alta liquidez e negociá-los com uma frequência grande, principalmente quando falamos do índice Ibovespa.

É explorando as oscilações e a possibilidade de comprar e vender os ativos em um curto espaço de tempo que são realizadas as operações de day trade e swing trade, por exemplo.

Se você já tem um perfil mais voltado para resultados em longo prazo, a liquidez imediata já não é algo que fará tanta diferença na hora de montar a sua carteira de investimentos. Afinal, o seu foco está em conseguir bons resultados dentro de alguns anos. Mesmo assim, é importante considerá-la para evitar papéis pouco negociados na Bolsa.

Como saber se um ativo tem liquidez

Cada ativo tem sua própria logística de negociação e, com isso e cada tipo de investimento tem uma lógica de liquidez completamente diferente dos demais. 

No caso das ações, os ativos que têm um grande volume de negociação na Bolsa são aqueles que têm boa liquidez. Você também consegue essa informação acessando o Home Broker da sua corretora e sites que reúnem informações sobre as empresas, como portais de análise.

Agora, quando falamos em renda fixa, também percebemos variações entre os produtos. Os CDBs, por exemplo, podem ser encontrados tanto com liquidez diária quanto com resgate apenas no vencimento. 

Assim, caso você precise do valor antes do prazo acordado, é possível que consiga resgatá-lo com algumas perdas. Portanto, a rentabilidade não será igual a que foi contratada na hora de comprar o ativo.

Já os fundos de Investimento têm liquidez variada, de acordo com as cláusulas do contrato daquele fundo. Nesses e em todos os casos, é imprescindível ler bem os critérios de cada investimento, para descobrir se a aplicação é adequada ao seu perfil de investidor e aos objetivos que você tem para o dinheiro.

O que significa liquidez diária?

Entenda o que significa liquidez diária, ilustração

Liquidez diária é aquela que permite a solicitação de resgate do dinheiro investido a qualquer momento, sem que a sua rentabilidade seja prejudicada. Como o nome sugere, o montante aplicado rende todos os dias. 

Ela é adequada para investimentos que podem demandar mais agilidade. É o caso da sua reserva de emergência. Ao mesmo tempo que ela está ali rendendo todos os dias, poderá ser resgatada sempre que precisar.

Exemplos de investimentos com liquidez diária

Diversas opções no mundo dos investimentos possuem liquidez diária. Citaremos algumas alternativas a seguir.

Fundo de renda fixa

O fundo de renda fixa costuma ter uma liquidez muito alta. Em geral, o resgate pode ser feito em D+0 (no mesmo dia) ou, no máximo, D+1 (no dia seguinte). Esses fundos são composto por títulos públicos e complementado com títulos privados, buscando um rendimento maior que o CDI. Seu principal investimento é em LTF, as Letras Financeiras do Tesouro.

Quer um exemplo? O Fundo Warren de Renda Fixa Top tem liquidez D+0 e é possível começar a investir com apenas R$1,00. É o mais conservador e seguro do nosso portfólio. Devido ao fato de ser totalmente alocado em renda fixa, tem uma segurança bem alta e busca entregar uma rentabilidade de, pelo menos, 100% do CDI.

Conta remunerada

Em uma conta remunerada, você vê o seu dinheiro render todos os dias — diferentemente do que acontece em uma conta corrente ou poupança de bancos tradicionais. 

Além dessa grande vantagem, você pode efetuar o pagamento de contas, emitir boletos e transferir valores normalmente.

Justamente por ser liquidez diária, você pode solicitar o resgate e enviar o valor para a sua conta corrente, por exemplo, a qualquer momento. Contudo, é prática comum do mercado determinar horários para que essa transação seja feita. Assim, se você solicita após as 16h, a transferência é realizada somente no dia seguinte.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um investimento bem conhecido de quem já iniciou no mercado financeiro. É lá que muitas pessoas começam a investir, especialmente quando se busca sair da poupança. Na prática, você empresta o seu dinheiro para o Governo, que o devolve com o acréscimo de juros.

O Tesouro Selic também tem alta liquidez (D+1) — recebendo no próximo dia útil ao qual você vende o título. Além disso, ele tem baixíssimo risco, sendo mais seguro do que a poupança.

Porém, vale ressaltar que sobre ele incide Imposto de Renda, que vai de 22,5% (em prazos menores do que 180 dias) a 15% (em prazos maiores do que 720 dias).

CDB de liquidez diária

Assim como os títulos do Tesouro Selic, os CDBs também são muito escolhidos para quem quer investir com segurança e alta liquidez

Nessa operação, você empresta o seu dinheiro para os bancos, que, por sua vez, vão retornar pagando juros. Eles também buscam oferecer uma rentabilidade de, pelo menos, 100% do CDI.

A vantagem, aqui, é rentabilidade. Como os bancos não oferecem a mesma segurança dos títulos públicos, os retornos também são maiores.

Fundo de crédito privado

Os fundos de crédito privado reúnem títulos de crédito privado, montados para empresas que precisam de crédito para implantar melhorias em suas operações, desenvolver tecnologias, expandir seus negócios, entre outras iniciativas. É uma forma de se tornar credor de empresas que estão em processo de expansão.

Para ser um fundo desse tipo, mais de 50% dos seus títulos precisa ser de empresas. Como ele têm maior diversificação, traz mais segurança do que comprar um título de uma única instituição. Afinal, em caso improvável de falência de uma, as outras podem ajudar a manter a rentabilidade do fundo.

Liquidez é essencial para a reserva de emergência

Quando se trata de patrimônio e investimentos, a liquidez é um dos fatores mais importantes na hora de montar uma carteira. Se você pretende investir a sua reserva de emergência e mantê-la rendendo, é primordial se certificar de que o título escolhido oferece liquidez diária.

Como o próprio nome sugere, a reserva é um valor destinado a suprir suas necessidades em algum imprevisto, como um período de desemprego, uma despesa médica inesperada ou outras situações que não podem ser planejadas.

Só por aí, já é possível entender a importância de ter essas economias acessíveis a qualquer momento. Imagine que o seu carro estragou e, como você o utiliza para trabalhar, precisa providenciar o conserto o mais rápido possível. E se a sua reserva de emergência puder ser resgatada só daqui a 30 dias?

A ideia é que ela proporcione segurança financeira e não sofra perdas ao longo do tempo, com base nas oscilações de mercado. Por isso, mesmo que você encontre boas ações com liquidez diária, não é recomendável investir a sua reserva em renda variável.

Diversifique seus investimentos na Warren

Você conhece aquele velho ditado que diz que “não devemos deixar todos os ovos na mesma cesta”? Ele se aplica muito bem ao mercado financeiro. Diferentes investimentos são voltados para objetivos, riscos e prazos diversos.

A partir dessa ideia, podemos afirmar que uma carteira de investimentos precisa ter vários ativos com características diferentes

Afinal, você não deixaria a sua reserva de emergência alocada no mesmo investimento para a sua aposentadoria, não é mesmo?

Então, é com base nessa tríade (objetivo, risco e prazo) que você começa a planejar a sua diversificação. Com ela, consegue-se mesclar segurança com rentabilidades possivelmente mais altas. 

Na Warren, é possível montar a carteira ideal para seus objetivos financeiros, com fundos que atendem suas necessidades e entregam bons desempenhos, além da segurança que seu dinheiro precisa. Com R$ 100, você já pode iniciar a sua carteira.

Ao fazer o seu cadastro para abrir uma conta na plataforma, é necessário passar por um processo chamado de suitability. Nele, você responde a algumas perguntas básicas sobre suas finanças e seus investimentos.

Com base nos resultados, é possível saber qual é o seu perfil de investidor, que vai de conservador a moderado e arrojado.

Além de ser uma exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), esse perfil é fundamental para criar uma carteira recomendada adequada, o que é feito com base nos pilares de objetivo, risco e prazo. 

Assim, a inteligência artificial da Warren fará recomendações para os seus investimentos, que você pode aceitar, ou não, escolhendo os ativos por conta própria.

A sua reserva de emergência pode ficar em fundos de renda fixa. Já outros objetivos podem ser alocados em ações brasileiras, ações internacionais, fundos multimercado, entre outros ativos — que podem mesclar a renda fixa e variável.

Classificação das carteiras com base no perfil de risco

Se sua carteira é montada com base em um perfil conservador, moderado ou arrojado, tende a ter alocações mais voltadas para a renda fixa. Isso ocorre pela baixa disposição em correr riscos mais altos em busca de rentabilidades maiores.

Então, a ideia é fazer alocações em investimentos mais estáveis, com baixa volatilidade e alta liquidez, que garantirão segurança para o seu dinheiro. É esse tipo de ativo que é priorizado dentro da sua carteira, trazendo a estabilidade desejada pelo seu perfil.

Se o resultado do seu suitability for moderado, sua carteira terá um equilíbrio de riscos, variando mais de acordo com cada objetivo ou ainda com o prazo que deseja usar o dinheiro. 

Alguns fundos de investimento em ações também aparecem como opção, sejam nacionais ou internacionais, como o Fundo Warren Ações USA.

Já os arrojados contam com a renda variável como maior aliada no aumento de seu capital, atuando diretamente em ações ou ativos de grande risco, como derivativos. Aqui na Warren, só recomendamos o investimento em renda variável para horizontes de longo prazo — no mínimo três anos.

Para todos os perfis, a diversificação da carteira se faz necessária para aumentar a segurança financeira. Deixar todo o montante em um único ativo é uma decisão muito arriscada, porque você pode verificar uma perda considerável em um cenário negativo. É por isso que, ao criar sua conta, nós sugerimos uma alocação diversificada de forma automática.

Você percebeu como a liquidez tem uma relação direta com os seus investimentos? 

Lembre-se que ela é apenas um dos principais critérios que devem ser considerados antes de tomar qualquer decisão. Portanto, sempre planeje seus aportes com antecedência, levando em consideração os seus objetivos e o seu perfil de investidor. 

É exatamente isso que fazemos quando você abre sua conta na Warren

Gosta de aprender sobre o mercado financeiro? Assine a Warren Pills e receba uma newsletter inovadora com conteúdo leve e informativo.