Rendimento da poupança: por que a Warren é melhor?

Todo mundo está cansado de ouvir que poupança não é investimento. Mas você sabe por quê? O brasileiro é acostumado a pensar que a poupança é um bom investimento, pois é um lugar seguro de deixar o dinheiro. Isso é fruto do hábito herdado dos nossos pais e avós.

Afinal, há alguns anos os investimentos inteligentes não eram tão acessíveis a todos como hoje. E, ao analisarmos o rendimento da poupança, podemos ver que ela não é um bom investimento.

Para entender por que o rendimento da poupança não a torna um bom investimento, vamos explicar como funcionam os juros da poupança. Primeiro, é importante lembrar que, desde 4 de maio de 2012, a rentabilidade da poupança é definida pela taxa básica de juros, a Selic.

Se a Selic estiver com juros de 8,5%, ou abaixo disso, a poupança irá render 70% desse valor. Como a Selic está em 2% ao ano, fica fácil perceber que os rendimentos da poupança não valem a pena. Em números, temos: 70% de 2% = 1,4% ao ano.

Para entendermos melhor como esse rendimento é pequeno, vamos simular o rendimento de uma caderneta de poupança.

R$ 50 mil depositados na poupança rendem:

  • Em 1 ano: R$ 50.700,00 (R$ 700,00)
  • Em 5 anos: R$ 53.599,06 (R$ 3.599,06)
  • Em 10 anos: R$ R$ 57.457,14 (R$ 7.457,14)

Agora, se você investisse em fundo de investimentos com títulos do governo, que rendem 100% do CDI, mesmo com o desconto do imposto de renda, você ainda teria mais rentabilidade.

Quando você investe em fundos de investimentos, a cobrança do IR é feita somente em cima dos rendimentos, não do valor total investido e acontece da seguinte maneira:

  • Até 180 dias = 22,50% do Rendimento
  • De 181 a 360 dias = 20% do Rendimento
  • De 361 a 720 dias = 17,50% do Rendimento
  • Acima de 720 dias = 15% do Rendimento

Assim, investindo em um fundo 100% renda fixa, com títulos do governo, você teria, ao investir os mesmos R$ 50 mil, em um cenário hipotético e improvável, em que a Selic não se altera:

  • Em 1 ano: R$ 51.000,00 (R$ 1.000,00 – 17,5% de IR = R$ 825,00)
  • Em 5 anos R$ 55.203,63 (R$ 5.203,63 – 15% de IR = R$ 4.423,08)
  • Em 10 anos R$ 60.948,95 (R$ 10.948,95 – 15% de IR = R$ 9.306,60)

Viu só como faz diferença?

Agora, se você investisse no fundo com títulos de crédito privado, que busca entregar cerca de 120% do CDI, os resultados seriam ainda melhores.

Os mesmos R$ 50 mil seriam:

  • Em 1 ano: R$ 51.200,00 (R$ 1.200,00 – 17,5% de IR = R$ 990,00)
  • Em 5 anos: R$ 56.294,71 (R$ 6.294,71 – 15% de IR = R$ 5.350,50)
  • Em 10 anos: R$ R$ 63.381,84 (R$ 13.381,84 – 15% de IR = R$ 11.374,56)

Mas, se o seu perfil for um pouquinho mais arrojado, pode investir em fundo com 90% de renda fixa e 10% em renda variável (ações).

*Lembrando que esses números são apenas uma estimativa, já que a rentabilidade de fundos de ações é variável. Também é importante lembrar que não indicamos fundos de ações para objetivos a curto prazo. Os próximos exemplos, que incluem ações, foram usados apenas para efeitos de comparação.

Nesse caso, os mesmo R$ 50 mil ficam, de acordo com a rentabilidade do nosso fundo de ações brasileiras nos últimos 12 meses:

  • Em 1 ano R$ 51.330,00 (R$ 71,00 – 17,5% de IR = R$ 1.103,90 )
  • Em 5 anos R$ 57.046,10 (R$ 7.046,10 – 15% de IR = R$ 5.989,18 )
  • Em 10 anos R$ 65.186,99 (R$ 15.186,99 – 15% de IR = R$ 12.908,94 )

Investir em renda variável é indicado apenas para objetivos de longo prazo, com resgate superior a 3 anos e também para pessoas com perfil arrojado e que consigam encarar no peito as oscilações da Bolsa de Valores.

Ficou animado? Então que tal investir em uma corretora 100% focada no cliente, na qual é possível ganhar da poupança com segurança e eficiência? Comece agora.

Quer continuar aprendendo sobre o mundo dos investimentos? Dê uma olhada nesses outros artigos que separamos para você:

Banner reserva 2