Warren Tech Academy inicia sua primeira edição em Porto Alegre e vai qualificar 32 participantes  

32 alunos iniciaram ontem, 19, sua jornada no programa de desenvolvimento em tecnologia Warren Tech Academy, em Porto Alegre.

O programa estava em fase de recrutamento desde meados de abril e irá contribuir com a jornada de desenvolvimento dos participantes, qualificando o mercado de tecnologia.

Foram mais de 600 inscritos, residentes de Porto Alegre e oito cidades metropolitanas.

O quadro de pessoas selecionadas contempla 37% de mulheres, 32% de pretos e pardos e 22% da comunidade LGBTQIA+, com faixa etária entre 17 e 48 anos.

A partir de agora, durante 4 meses, os estudantes serão qualificados em linguagem de programação JavaScript.

As aulas presenciais ocorrem na Warren três vezes por semana e há também atividades online assíncronas. A qualificação totaliza 200 horas e as aulas serão ministradas por profissionais da área tech da Warren.

Abaixo, vamos contar a você como se deu a construção desse programa e como foi a recepção dos alunos.

Vamos lá?

LEIA MAIS | Conheça o Warren Pulse, a frente de diversidade, equidade e senso de pertencimento da Warren 

Warren Tech Academy: da concepção à execução

Andrey Lefkum é Líder de Projetos Estratégicos de Tecnologia da Warren e foi um dos colaboradores do Warren Tech Academy desde a sua concepção, em novembro do ano passado.

Desde então, mais de 30 profissionais da Warren dos times de Tecnologia, Pessoas & Cultura e Educação dedicam-se à construção e execução do projeto.

O desenho do conteúdo contou com a experiência pedagógica de Jaime Gross Garcia, que é consultor educacional.

A grade de conteúdos, conforme Andrey, busca otimizar o aprendizado, aliando prática à teoria.

“Em cursos de tecnologia, é comum você passar muito tempo aprendendo fundamentos básicos. Só lá na frente é que você entende a aplicação daquele conhecimento no seu dia a dia. No Warren Tech Academy, invertemos a lógica. Por exemplo, a pessoa já sabe mexer no celular e tem uma interação com a interface do aparelho. Então ensinamos, a partir daí, que isso é o front-end”, exemplifica.

Ele acrescenta que todo o processo de criação do Warren Tech Academy evidenciou a cultura de engajamento da Warren

“Todo mundo se dedicou a construir um programa de excelência, ajudando com aquilo que sabe fazer de melhor. Seja pensando na metodologia, no conteúdo, ministrando as aulas”, observa.

LEIA MAIS | “Um maluco por tecnologia e um curioso por investimentos”: conheça André Gusmão, cofundador e Chief Technology Officer da Warren 

A recepção dos estudantes

Os 32 selecionados foram recebidos no dia 17, em evento realizado na sede da Warren. 

Após uma dinâmica de integração, os participantes se aprofundaram na história da empresa e do nosso negócio e ainda participaram de uma dinâmica sobre mitos e verdades da área tech.

O encontro elevou as expectativas do que virá pela frente. Uma das participantes, Ana Boteleiro, de Alvorada, declara:

“Foi um dia de frio na barriga, risadas e muita interação com as pessoas de personalidades tão diferentes, mas com uma meta em comum: adquirir mais conhecimento. Foi um prazer estar na Warren e conhecer melhor o seu funcionamento e as pessoas incríveis que estão orientando os alunos. Estou entusiasmada e feliz com este dia e os próximos que virão.”

Vinicius Pacheco, de Esteio, acrescenta: “é um daqueles dias que provavelmente nunca vou esquecer”.

Desiree Anicet, Business Partner do time de Pessoas e Cultura da Warren, é uma das mais de 30 colaboradoras envolvidas com o Warren Tech Academy desde a sua concepção.

Para ela, o propósito da Warren é evidenciado pelo programa.

A Warren existe para realizar sonhos, não somente de nossos clientes, mas também das pessoas que enxergam na empresa o espaço ideal para crescerem e se desenvolverem. Vamos ajudar mais 32 pessoas a atingirem seus objetivos”, observa.

Ela acrescenta: “para a maioria dos participantes, o Warren Tech Academy é a possibilidade de ingresso ao mercado de trabalho. Outros, buscam a possibilidade de mudança de carreira, ou mesmo, ter uma experiência com tecnologia em outro país — como é o caso de dois integrantes estrangeiros desta edição.”

Warren Tech Academy em Blumenau

Além da edição de Porto Alegre, o Warren Tech Academy terá uma turma em Blumenau, capacitando 25 pessoas em Desenvolvimento Flutter e C#.

A formação tem início em 27 de junho e terá a execução da ProWay, empresa da cidade especializada em capacitação para TI. 


Continue a leitura: