O que é Letra Hipotecária

A Letra Hipotecária é um título de renda fixa emitido por instituições financeiras para realizar a concessão de créditos imobiliários.

Pode-se dizer que ela é um título garantido pelos créditos imobiliários de hipoteca, que é quando o cliente coloca seu imóvel como garantia de pagamento.

Criada em 1986, a Letra Hipotecária é emitida por bancos, companhias hipotecárias, sociedades de crédito imobiliário, associações de poupança e empréstimo, entre outros.

abra sua conta warren

Como funciona a Letra Hipotecária?

A Letra Hipotecária funciona de maneira semelhante aos outros títulos de renda fixa, porém com a diferença de que ela serve para financiar o setor de hipotecas.

A hipoteca é uma garantia de pagamento de uma dívida por meio de um bem imobiliário. É uma forma de conseguir crédito com taxas reduzidas, pois sob o ponto de vista do banco, há uma credibilidade real de pagamento — no caso, o imóvel hipotecado.

Ou seja, a Letra Hipotecária capta recursos para esta modalidade de empréstimo.

Atualmente, no entanto, ela não é um título muito negociado. A hipoteca é algo que vem se tornando obsoleto, ao mesmo tempo em que as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) ganham alta relevância no mercado imobiliário.

Características da Letra Hipotecária

A Letra Hipotecária tem algumas características próprias.

No que diz respeito à emissão, diversas instituições trabalham com esse tipo de investimento, e cada uma pode dispor de suas próprias regras de contratação. A Caixa Econômica Federal, no entanto, é a maior emissora desse tipo de título no país.

A rentabilidade da Letra Hipotecária costuma ser mais alta do que a média dos investimentos em renda fixa.

Em geral, ela é calculada com base na Taxa Referencial, mais a taxa de juros pré-fixada no momento da contratação. Essa taxa ainda pode ser fixada considerando índices de preços como IPCA e IGP-M.

Assim, é possível ter uma estimativa da rentabilidade no vencimento da aplicação, calculando o efeito de juros compostos. Porém, é preciso saber que esse rendimento pode sofrer influência das variações no cenário econômico.

A Letra Hipotecária tem um período mínimo de 6 meses para recompra ou resgate antecipado (ou seja, antes do vencimento). Por isso, ela não é uma aplicação interessante para objetivos de curto prazo, como a reserva de emergência, por exemplo.

Além disso, esse tipo de investimento exige um valor mínimo, que costuma ser de R$20.000, mas pode variar de acordo com a instituição emissora.

Por fim, é importante destacar que a Letra Hipotecária é isenta de Imposto de Renda e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Gostou da leitura? Continue aprendendo sobre os termos do mercado financeiro aqui no Educação de A a Z: