O que é mercado primário

Mercado primário é o mercado de emissão de títulos, no qual empresas e o próprio governo vendem ativos financeiros diretamente aos investidores.

Podemos dizer que se trata do espaço onde são criados novos ativos, como por exemplo ações ou uma série de debêntures de uma determinada empresa. É nesse mercado que as empresas conseguem levantar seus recursos.

Mercado primário x mercado secundário

O mercado primário é o ambiente no qual as transações são feitas pela primeira vez, diretamente entre emissores de ativos financeiros e investidores.

Já o mercado secundário é onde esses ativos podem ser negociados novamente, desta vez entre o primeiro comprador e outros investidores. 

Para entender melhor como esses mercados funcionam na prática, pense sobre as compras do seu dia-a-dia. Por exemplo: onde você compra alimentos como arroz e feijão?

Para a maioria das pessoas que vivem no meio urbano, a resposta mais provável é o supermercado, certo? Mas antes de chegar até o supermercado, esses alimentos passaram por um centro de distribuição, que, por sua vez, os comprou de um produtor rural.

Isso significa que, até chegar na sua casa, o arroz e o feijão passaram por diversos compradores e vendedores. Em outras palavras, você comprou seus alimentos no mercado secundário.

As chances de os produtos serem vendidos para você por um preço mais alto são grandes, já que cada um destes intermediários adicionou ao valor original a sua margem de lucro.

Quando compramos arroz e feijão diretamente do produtor, sem que eles passem por esses outros compradores, estamos fazendo uma transação no mercado primário.

É assim que funciona no mercado financeiro. O governo e as empresas são como os produtores: emitem seus ativos financeiros e os vendem para investidores interessados.

Neste mercado primário, os papéis são emitidos e transacionados apenas uma vez, entre o emissor e o primeiro comprador.

Caso esses investidores queiram vender os títulos ou as ações que compraram no mercado primário, eles devem fazê-lo no mercado secundário, onde irão negociar com outros investidores.

Nesse caso, os títulos já emitidos são negociados e renegociados de forma ilimitada, de acordo com a oferta e demanda.

O objetivo do mercado primário é colocar os títulos entre os investidores pela primeira vez. No mercado secundário, o objetivo é dar liquidez aos títulos já emitidos.

Como acessar o mercado primário

O mercado primário pode ser acessado de forma simples: basta ter uma conta em um banco ou corretora que atue nesse ambiente. Depois, é só verificar as ofertas que estão disponíveis.

Como exemplo de transações feitas no mercado primário, podemos citar:

Todos estes papéis são disponibilizados a partir do mercado primário — é ele que fornece os títulos em primeira mão.

O mercado secundário, por sua vez, é o responsável por oferecer os ativos ao grande público, que é o que movimenta o mercado financeiro. A Bolsa de Valores, por exemplo, é um mercado secundário. 

Ou seja, no que diz respeito à sua funcionalidade, um mercado é totalmente ligado ao outro.

Investir não precisa ser complexo. Quer conhecer a Warren? Abra sua conta e dê os primeiros passos.

Gostou da leitura? Continue aprendendo sobre os termos do mercado financeiro aqui no Educação de A a Z: