O cotista nada mais é do que o agente titular de ações, ou cotas, em qualquer sociedade ou forma de negócio. No mercado financeiro, também pode ser a pessoa que possui uma fração do capital de um fundo de investimentos

O cotista pode ser pessoa física, que tem cotas como forma de seu patrimônio, ou uma pessoa jurídica, que significa qualquer sociedade, órgão ou entidade que tenha entre seus ativos um fundo ou participação societária.

Nesse último caso, o cotista também é chamado de acionista, se tornando sócio da empresa podendo ter influência sobre a tomada de decisões dos negócios, dependendo da quantidade e do tipo de ações que tiver.

Naturalmente, existem vários tipos de ações e, portanto, de cotistas. Alguns exemplos são o acionista minoritário, o acionista majoritário e o acionista controlador

Direitos do cotista

Entre os direitos básicos do cotista, estão:

  • Direito ao dividendo: direito do cotista de receber a parte proporcional dos lucros da empresa.
  • Direito preferencial de subscrição: em caso de aumento de capital social da empresa, o cotista tem o direito de adquirir novas ações emitidas pela companhia — com prioridade e na mesma proporção da parcela que ele já possui.
  • Direito à informação: o cotista tem o direito de ser informado sobre a situação das contas e da saúde financeira da empresa.
  • Direito de participar e votar: se refere ao direito que os cotistas possuem de participar das Assembleias Gerais de Acionistas e votar, o que vai depender do tipo de ação que ele possui.

Dessa forma, um cotista pode, por possuir parte do capital de uma empresa, participar da tomada de decisões da companhia, além de obter parte dos lucros que a empresa venha a ter.

Por outro lado, ele também pode responder em caso de perdas e liquidação da empresa.

O que é cotista de um fundo?

O cotista de um fundo de investimento é aquele que detém cotas de um fundo.

Na prática, isso significa que ele aplica o seu dinheiro para que o gestor de investimentos responsável pelo fundo escolha os ativos onde irá investir o capital, de acordo com uma estratégia pré-estabelecida.

Essencial para a existência de qualquer fundo, o cotista oferece dinheiro para que o gestor faça aplicações visando a uma rentabilidade interessante para todos cotistas.

Ao investir no fundo, ele recebe um valor do patrimônio líquido proporcional às suas cotas.

Diferença entre cotista de fundo aberto e fechado

As diferenças entre cotista de fundo aberto e de fundo fechado ocorrem de acordo com o regulamento deste fundo onde se investiu.

No caso de um fundo aberto, há possibilidade de os cotistas fazerem mais aplicações quando tiverem interesse, além de ser possível resgatar, parcial ou totalmente, o aporte investido.

Por sua vez, o fundo fechado não permite ao cotista resgatar o valor a qualquer momento, somente se conseguir um comprador para as suas cotas.

Gostou da leitura? Continue aprendendo sobre os termos do mercado financeiro aqui no Mercado de A a Z: